Inglaterra massacra Barbarians na despedida de Brad Thorn

ARTIGO COM VÍDEO – Foi um atropelamento impiedoso: 73 x 12 para a Inglaterra sobre os Barbarians. A partida realizada neste domingo, em Twickenham, colocou em campo a seleção inglesa, desfalcada por atletas de Saracens e Bath, finalistas da Premiership, e Gloucester, que teve compromisso pela Champions Cup europeia, e um Barbarians repleto de grandes nomes e liderado pelo ex-All Black Brad Thorn, pendurando suas chuteiras, aos 40 anos de idade. Thorn marcou época, com 59 jogos pelos All Blacks, e venceu tudo na carreira: Copa do Mundo e Tri Nations, pela Nova Zelândia, Super Rugby, pelo Crusaders, e Heineken Cup, pelo Leinster (da Irlanda), além de ter jogado rugby league no mais alto nível, conquistando a NRL com o Brisbane Broncos e o State of Origin por Queensland., tendo também jogado pelos Kangaroos, a seleção australiana de rugby league.

 

O resultado, no entanto, foi um jogo de um time só, com o jovem elenco inglês provando seu valor, com cada atleta de olho para as vagas na Copa do Mundo. A partida começou com try anulado de Marland Yarde e o primeiro tempo se encerrou com impensável 45 x 5 para a Rosa.

 

Com a camisa 10, Danny Cipriani esteve inspirado, conduzindo a Inglaterra brilhantemente. O abertura do Sale Sharks teve desempenho acima da média nos chutes, com 100% de aproveitamento em onze arremates (dez conversões e um penal) que, somados aos seus dois tries na partida, deixaram Cipriani com destacáveis 33 pontos na partida.

 

Destaque também para Chris Wade, que correu para uma coleção impressionante de três tries para os ingleses. Yarde, Slater, Clifford, Slade e Beaumont deixaram um try cada também, fechando o triunfo de dez tries para a Inglaterra. Brad Thorn se despediu com um try no primeiro tempo, ao passo que Waldrom deixou seu try na segunda etapa para os Baa-baas, que não foram sombra da equipe que derrotou a Irlanda na quinta-feira passada. Tanto Waldrom como Thorn receberam cartões amarelos, que contribuíram para a derrocada dos Barbarians.

 

A Inglaterra volta a campo no dia 15 de agosto em Londres contra a França. Na sequência, os ingleses visitam os franceses no dia 22 e encerram a preparação para a Copa do Mundo no dia 5 de setembro diante da Irlanda, também em Londres.

 

rfu73versus(14)12Barbarians(2)

Inglaterra 73 x 12 Barbarians, em Londres

Inglaterra

Tries: Wade (3), Cipriani (2), Yarde, Slater, Clifford, Slade, Beaumont

Conversões: Cipriani (10)

Penais: Cipriani (1)

15 Mathew Tait, 14 Christian Wade, 13 Elliot Daly, 12 Henry Slade, 11 Marland Yarde, 10 Danny Cipriani, 9 Lee Dickson (c), 8 Josh Beaumont, 7 Jack Clifford, 6 Mark Wilson, 5 Joe Launchbury, 4 Ed Slater, 3 Kieran Brookes, 2 Luke Cowan-Dickie, 1 Matt Mullan

Suplentes: 16 Tommy Taylor, 17 Alex Waller, 18 Gareth Denman, 19 James Gaskell, 20 Jon Fisher, 21 Will Chudley, 22 Shane Geraghty, 23 Alex Lewington.

 

Barbarians

Tries: Thorn e Waldrom

Conversões: Pisi (1)

15 Gio Aplon, 14 David Smith, 13 Joe Rokocoko, 12 Wynand Olivier, 11 Ugo Monye, 10 Tusi Pisi, 9 Tomas Cubelli, 8 Thomas Waldrom, 7 George Smith, 6 George Whitelock, 5 Brad Thorn (c), 4 Samu Manoa, 3 Matias Diaz, 2 David Ward, 1 Saimone Taumoepeau.

Suplentes: 16 Deon Fourie, 17 Roberto Tejerizo, 18 Adam Jones, 19 Nathan Hines, 20 Pablo Matera, 21 Ruan Pienaar, 22 Stephen Brett, 23 Yoshi Fujita.

Comentários