Neste fim de semana, Clermont-Ferrand, na França, recebeu a terceira e penúltima etapa do Grand Prix Europeu Masculino de Sevens, o campeonato europeu da categoria. Com a Escócia ausente, França e Gales desfalcados e a Inglaterra usando seu time de desenvolvimento, a briga pelo título continental está entre as seleções do segundo escalão e ela está ótima, pois em jogo também estão 2 vagas na Copa do Mundo de Sevens de 2018 (ingleses, galeses, escoceses e franceses já haviam garantido classificação, restando mais 2 vagas para o restante dos europeus).

A Irlanda, que está estreando na primeira divisão do sevens europeu, após anos negligenciando o seven-a-side, está de vento em popa e conquistou seu segundo título de etapa, disparando na liderança do circuito. Os irlandeses fizeram campanha perfeita até a final e venceram seu concorrente direto pelo título geral, a Rússia, na grande final, por 17 x 14. A Espanha, que briga de perto com irlandeses e russos, acabou com o terceiro lugar e agora precisará de um grande resultado na etapa final para conseguir sua classificação à Copa do Mundo. Já a Alemanha ficou em quarto lugar em Clermont e abriu frente na briga por um lugar no Hong Kong Sevens de 2018, a segunda divisão mundial (irlandeses e alemães estão na frente na briga pelos 2 lugares europeus em Hong Kong, uma vez que espanhóis e russos já estão na elite da Série Mundial e não jogam por vaga em Hong Kong).

Na parte baixo, Portugal segue seu inferno astral e terminou o torneio no último lugar, porém ainda com boa margem sobre a Polônia, lanterna do circuito e forte candidata a ser o time rebaixado. A próxima e última etapa será em Exeter, na Inglaterra, nos dias 15 e 16 de julho.

O fim de semana ainda teve na Bulgária as disputas da terceira divisão europeia masculina. A Hungria foi a campeã e a Bulgária a vice e ambas garantiram promoção à segunda divisão, ao passo que Montenegro e Eslovênia foram rebaixadas à quarta e última divisão.

- Continua depois da publicidade -

 

Grand Prix Sevens – Circuito Europeu Masculino de Sevens – 3ª etapa, em Clermont-Ferrand, França

Grupo A: 1 Rússia, 2 França, 3 Inglaterra, 4 Polônia;

Grupo B: 1 Espanha, 2 Alemanha, 3 Geórgia, 4 Portugal;

Grupo C: 1 Irlanda, 2 Gales, 3 Bélgica, 4 Itália;

 

Quartas de final

Rússia 12 x 07 Bélgica

Alemanha 26 x 07 Gales

Espanha 10 x 07 Geórgia

Irlanda 07 x 05 França

 

Semifinais

Inglaterra 17 x 15 Polônia – Disputa pelo 9º lugar

Itália 12 x 10 Portugal – Disputa pelo 9º lugar

Gales 19 x 07 Bélgica – Disputa pelo 5º lugar

França 19 x 14 Geórgia – Disputa pelo 5º lugar

Rússia 31 x 17 Alemanha – Disputa pelo 1º lugar

Espanha 05 x 17 Irlanda – Disputa pelo 1º lugar

 

Finais

Inglaterra 12 x 26 Itália – Disputa pelo 11º lugar

Polônia 26 x 17 Portugal – Disputa pelo 9º lugar

Bélgica 22 x 19 Geórgia – Disputa pelo 7º lugar

Gales 24 x 15 França – Disputa pelo 5º lugar

Espanha 31 x 07 Alemanha – Disputa pelo 3º lugar

Irlanda 17 x 14 Rússia – FINAL

 

Classificação geral: 1 Irlanda, 2 Rússia, 3 Espanha, 4 Alemanha, 5 França, 6 Gales, 7 Itália, 8 Geórgia, 9 Inglaterra, 10 Portugal, 11 Bélgica, 12 Polônia;

 

Rugby Europe Sevens Conference 1 – 3ª divisão do Circuito Europeu Masculino de Sevens – em Burgas, Bulgária

Grupo A: 1 Bulgária, 2 Bósnia, 3 Mônaco

Grupo B: 1 Malta, 2 Eslováquia, 3 Noruega, 4 Eslovênia

Grupo C: 1 Hungria, 2 Sérvia, 3 Turquia, 4 Montenegro

 

Quartas de final

Bulgária 26 x 12 Turquia

Eslováquia 24 x 19 Sérvia

Malta 31 x 24 Noruega

Hungria 45 x 00 Bósnia

 

Semifinais

Mônaco 33 x 24 Montengro – Disputa pelo 9º lugar

Sérvia 36 x 00 Turquia – Disputa pelo 5º lugar

Noruega 28 x 24 Bósnia – Disputa pelo 5º lugar

Bulgária 31 x 05 Eslováquia – Disputa pelo 1º lugar

Hungria 19 x 07 Malta – Disputa pelo 1º lugar

 

Finais

Mônaco 22 x 05 Eslovênia – Disputa pelo 9º lugar

Bósnia 17 x 12 Turquia – Disputa pelo 7º lugar

Sérvia 21 x 07 Noruega – Disputa pelo 5º lugar

Eslováquia 19 x 15 Malta – Disputa pelo 3º lugar

Hungria 52 x 12 Bulgária – FINAL

 

Classificação geral: 1 Hungria (promovida), 2 Bulgária (promovida), 3 Eslováquia, 4 Malta, 5 Sérvia, 6 Noruega, 7 Bósnia, 8 Turquia, 9 Mônaco, 10 Eslovênia (rebaixada), 11 Montenegro (rebaixado);