ARTIGO COM VÍDEOS – O Grupo C da Copa do Mundo Feminina fechou a primeira rodada de jogos do torneio com vitórias das favoritas Irlanda e França, mas com histórias bem distintas. Diante de sua torcida, a Irlanda sofreu para venceu uma Austrália que, apesar dos maus resultado recentes, mostrou evolução e fez valer o peso de sua camisa, com as verdes vencendo por emocionantes 19 x 17. Já as francesas despacharam o Japão por nada menos que 72 x 14, no segundo jogo mais díspar da rodada inicial.

No domingo, a segunda rodada oporá Irlanda e Japão primeiro e França e Austrália na sequência.

 

Torcida da casa festeja na abertura do Mundial

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

A Irlanda é a sede da Copa do Mundo Feminina de 2017 e a sua primeira partida na competição premiou a torcida presente em Dublin com um trunfo duro contra a Austrália, que tem história no Mundial, mas passou por anos ruins recentemente, com pouca atividade no XV, em contraposição com a força de seu sevens campeão olímpico.

O jogo começou equilibrado com as australianas mostrando que estavam prontas para jogarem de igual para igual com as atuais quartas colocadas do Mundo. Demorou para que o placar fosse aberto e o primeiro try saiu apenas aos 20′, com a scrum-half Muldoon marcando para as verdes, mas a resposta das Wallaroos foi rápida com linda jogada de Mahalia Murphy, também do sevens. Sem a conversão, a Austrália foi ao intervalo atrás, 7 x 5.

O segundo tempo largou mais forte para as Wallaroos, com a capitã Shannon Parry marcando o segundo try. Atrás no placar, as irlandesas partiram para cima, passaram a ter maior volume de jogo e viraram a peleja com dois tries em sequência, de Griffin e Spence, mostrando o poder de seu pack. Porém, as aussies estavam vivas e ainda deixaram o jogo emocionante com a gigante Samoa cravando o terceiro try dourado, para por o placar em somente 19 x 17 a favor das verdes. Tensão até o fim, mas com o Trevo falando mais alto, apesar do maior domínio territorial das Wallaroos nos minutos finais.

19versus copiar17wallaroos

Irlanda 19 x 17 Austrália, no UCD Bowl, Dublin

Árbitra: Tim Baker (Hong Kong)

Irlanda

Tries: Muldoon, Spence e Griffin

Conversões: Stapleton (2)

15 Hannah Tyrrell, 14 Eimear Considine, 13 Jenny Murphy, 12 Sene Naoupu, 11 Alison Miller, 10 Nora Stapleton, 9 Larissa Muldoon, 1 Lindsay Peat, 2 Cliodhna Moloney, 3 Ailis Egan, 4 Paula Fitzpatrick, 5 Marie Louise Reilly, 6 Ashleigh Baxter, 7 Claire Molloy (c), 8 Heather O’Brien;

Suplentes: 16 Leah Lyons, 17 Ruth O’Reilly, 18 Ciara O’Connor, 19 Sophie Spence, 20 Ciara Griffin, 21 Nicole Cronin, 22 Katie Fitzhenry, 23 Mairead Coyne;

Austrália

Tries: Parry, Murphy e Samoa

Conversões: Hewson (1)

15 Samantha Treherne, 14 Nareta Marsters, 13 Kayla Sauvao, 12 Sharni Williams, 11 Mahalia Murphy, 10 Trilleen Pomare, 9 Katrina Barker, 1 Liz Patu, 2 Cheyenne Campbell, 3 Hilisha Samoa, 4 Chloe Butler, 5 Millie Boyle, 6 Mollie Gray, 7 Shannon Parry (c), 8 Grace Hamilton;

Suplentes: 16 Emily Robinson, 17 Violeta Tupuola, 18 Hana Ngaha, 19 Rebecca Clough, 20 Alisha Hewett, 21 Fenella Hake, 22 Sarah Riordan, 23 Ashleigh Hewson;

 

França atropela Japão e mostra que pode ir longe

No último jogo da primeira rodada, a França, terceira colocada da Copa do Mundo passada, recebeu o Japão, que não jogava o Mundial desde 2002. As asiáticas chegaram à Irlanda sedentas por mostrarem como evoluíram nos últimos anos, mas as Bleues não deram vida fácil às Sakuras e aplicaram 72 x 14.

Em menos de 20 minutos, as francesas já venciam por 22 x 00, com 4 tries não respondidos. As japonesas chegaram a reagiram com try da fijiana naturalizada Bogidraumainadave quando as azuis tiveram uma atleta a menos por amarelo, mas outro try foi marcado pela França antes do intervalo e o jogo voltou a seu ritmo inicial no segundo tempo. Foram mais 7 tries para as Bleues, com destaque para Ladagnous, que acabou o jogo com 3 tries na conta. Apenas no fim o Japão fez seu segundo try de honra, dando números finais ao duelo.

 

72versus copiar14

França 72 x 14 Japão, no Billings Park, Dublin

Árbitro: Graham Cooper (Austrália)

França

Tries: Ladagnous (3), Guiglion (2), Menager (2), Deshayes (2), Drouin (2), Mayan, Boujard e Amedée

Conversões: Amedée (4) e Drouin (2)

15 Montserrat Amedée, 14 Elodie Guiglion, 13 Caroline Ladagnous, 12 Elodie Poublan, 11 Caroline Boujard, 10 Caroline Drouin, 9 Yanna Rivoalen, 1 Annaëlle Deshayes, 2 Gaëlle Mignot (c), 3 Julie Duval, 4 Céline Ferer, 5 Lenaïg Corson, 6 Julie Annery, 7 Romane Menager, 8 Safi N’Diaye;

Suplentes: 16 Caroline Thomas, 17 Lise Arricastre, 18 Patricia Carricaburu, 19 Audrey Forlani, 20 Marjorie Mayans, 21 Audrey Abadie, 22 Carla Neisen, 23 Chloé Pelle;

Japão

Tries: Bogidraumainadave e Noda

Conversões: Shimizu (2)

15 Mayu Shimizu, 14 Eriko Hirano, 13 Iroha Nagata, 12 Makiko Tomita, 11 Honoka Tsutsumi, 10 Minori Yamamoto, 9 Moe Tsukui, 1 Makoto Ebuchi, 2 Seina Saito (c), 3 Saki Minami, 4 Aoi Mimura, 5 Ayano Sakurai, 6 Yuki Sue, 7 Ayaka Suzuki, 8 Mateitoga Bogidraumainadave;

Suplentes: 16 Misaki Suzuki, 17 Mizuho Kataoka, 18 Maiko Fujimoto, 19 Maki Takano, 20 Aya Nakajima, 21 Yumeno Noda, 22 Wasana Fukushima, 23 Riho Kurogi;

 

SeleçãoJogosPontos
Grupo A
Nova Zelândia315
Canadá39
Gales35
Hong Kong30
Grupo B
Inglaterra315
Estados Unidos311
Espanha34
Itália30
Grupo C
França314
Irlanda38
Austrália36
Japão30