Itália anuncia seus estádios para candidatura a sede da Copa do Mundo de 2023

Em meio às emoções dos Jogos Olímpicos, a Federação Italiana de Rugby (FIR) fez um anúncio importante: seus 12 estádios para a candidatura a sede da Copa do Mundo de Rugby de 2023. Itália, França, Irlanda e África do Sul são os quatro países que se candidataram oficialmente a sede da competição e o escolhido será anunciado em maio de 2017.

 

A FIR escolheu 11 cidades e 12 estádios para receberem o Mundial caso a Itália seja a escolhida. Roma, a capital, contará com duas sedes, o Stadio Olimpico, para 70 mil pessoas, onde hoje manda seus jogos a Seleção Italiana no Six Nations (foto), e o velho Stadio Flaminio, com 30 mil lugares, onde os italianos jogavam até 2011. O Stadio San Siro de Milão é o maior entre os escolhidos, com 81 mil lugares. Região hoje sem equipes profissional, o Sul da Itália terá três sedes – Nápoles, Bari e Palermo (na Sicília) – apontando para a ideia de levar o melhor rugby do mundo a todo o país. Todas os estádios escolhidos receberam jogos da Copa do Mundo de Futebol de 1990, com a exceção de Padova, cidade do Vêneto, um dos bastiões do rugby italiano.

 

Sedes:

Milão – Stadio San Siro – 81 mil lugares

Roma – Stadio Olímpico – 70 mil lugares

Nápoles – Stadio San Paolo – 60 mil lugares

Bari – Stadio San Nicola – 58 mil lugares

Florença – Stadio Artemio Franchi – 47 mil lugares

Bolonha – Stadio Renato Dall’Ara – 38 mil lugares

Palermo – Stadio Renzo Barbera – 37 mil lugares

Gênova – Stadio Luigi Ferraris – 36 mil lugares

Pádua (Padova) – Stadio Euganeo – 32 mil lugares

Roma – Stadio Flaminio – 30 mil lugares

Turim – Stadio Olimpico – 28 mil lugares

Udine – Stadio Friuli – 25 mil lugares

Comentários