Semana de muitas notícias, com eleição na Federação Francesa e muitos clubes anunciando reforços. Um giro internacional agora!

 

Laporte é o novo presidente da FFR

Treinador da seleção francesa nos Mundiais de 2003 e 2007, diretor de rugby do Toulon nos títulos da Copa Europeia de 2013, 2014 e 2015 e ministro do esporte da França no governo de Nicolas Sarkozy entre 2007 e 2009, Bernard Laporte, de 52 anos, é o novo presidente da Federação Francesa de Rugby, eleito por margem apertada, com 52% de votos contra o atual presidente Pierre Camou.

- Continua depois da publicidade -

 

Em sua campanha, Laporte ressaltou suas missões de restaurar a condição de potência mundial da seleção francesa, de desenvolver o rugby feminino e o sevens e de unir clubes e federação (o que significa que a relação com liga de clubes, que controla o Top 14, será central para seu sucesso).

 

Bristol no desespero

Recém promovido à primeira divisão inglesa, o Bristol segue na lanterna da Premiership e busca ações para tentar evitar o rebaixamento. Nesta semana, o clube confirmou a contratação imediata do segunda linha da seleção irlandesa Dan Tuohy, que estava no Ulster.

 

Já para a próxima temporada, estado na primeira ou na segunda divisão, o Bristol contará com o técnico neozelandês Pat Lam, campeão do PRO12 com a zebra Connacht na temporada passada. Lam irá a Bristol com a missão de construir um projeto sustentável de crescimento para o tradicional clube do West Country.

 

Skelton nos Saracens

Quem também anunciou nova contratação para a atual temporada foi o Saracens, atual campeão inglês e líder da Premiership. Os Sarries fecharam contrato com o segunda linha dos Wallabies Will Skelton, que deixa Waratahs e já se apresenta neste mês ao clube londrina.

 

A contratação veio após o anúncio da aposentadoria de Alistair Hargreaves.

 

Clermont terá o “Urso Tonganês”

Já o Clermont, da França, anunciou a contratação do pilar Loni Uhia, de Tonga, que se apresentará ao clube do Top 14 ao final da temporada 2017 do Super Rugby. O atleta ainda jogará pelos Hurricanes, da Nova Zelândia, no ano que vem.