Leinster e Ospreys vencem clássicos no PRO12

ARTIGO COM VÍDEOS – O PRO12 viveu uma jornada de clássicos nesse fim de semana, com dérbis irlandeses e galeses agitando a rodada. O Ulster segue na liderança, apesar de derrota diante do campeão Connacht.

 

Leinster e Connacht melhores na Irlanda

Dois jogões agitaram a Irlanda no fim de semana. O mais aguardado era o superclássico da ilha com o Leinster recebendo o Munster, em jogo que se provou de grande equilíbrio e teve Peter O’Mahony, voltando à boa forma, fazendo o primeiro try do jogo para o Munster, aos 26′, respondido pelo fijiano Isa Nacewa, que cruzou duas vezes o in-goal para o Leinster entre o fim da primeira etapa e o inicio da segunda. Aos 68′, o scrum-half reserva Jamison Gibson-Park faria o try da vitória do time de Dublin, mas não sem antes o Munster reagir, com Jaco Taute fazendo o segundo try vermelho aos 74′. Fim de papo, 25 x 14 para Leinster.

 

Já o Ulster, líder da competição, caiu fora de casa em sua visita ao Connacht, 30 x 25, com o ponto bônus salvando sua liderança. Foi um jogão, talvez o melhor da rodada, com o Connacht começando fulminante com três tries em menos de 30 minutos, pelas mãos do abertura Jack Carty, logo aos 3′, do asa James Connolly e do ponta Cian Kelleher. Mas, o Ulster reagiu quando o Connacht foi reduzido a 14 homens, fazendo 3 tries em um espaço de 12 minutos que pareciam desastrosos para o time de Galway, com o ponta Craig Gilroy, aos 33′, o hooker Rory Best, aos 42′, e o fullback Jared Payne, aos 45′, empatando o duelo. Contudo, o Connacht esfriou a reação norte-irlandesa com o segundo try de Kelleher, aos 55′, colocando um try de frente. Depois, o equilíbrio prevaleceu, com apenas um penal para cada lado e muita força da defesa verde.


 

Ospreys e Scarlets superiores em Gales

Em Gales, o fim de semana foi também de dérbis e o principal deles viu o Ospreys derrubar o Cardiff Blues, após começo promissor de temporada dos azuis. 46 x 24 que alavancaram o time de Swansea. Aos 16′, Kris Dacey fez o primeiro try do jogo para os Blues, mas Alun Wyn Jones fez o primeiro try dos Ospreys aos 22′. Com 14 homens em campo por amarelo, Cardiff viu sua situação se deteriorar, com os Ospreys correndo para mais dois tries, com o ponta Eli Walker e o pilar Dimitri Arhip (jogador da Moldávia!). Os Blues afundaram e mais os donos da casa chegaram a mais dois tries no começo do segundo tempo, com o centro Ben John e o fullback Dan Evans. Matavesi ainda faria outro para os Ospreys, enquanto Tom James daria esperanças de bônus ofensivo aos Blues, que ainda fariam o terceiro try aos 75′ com Lee-lo, mas sem tempo para o quarto.

 

Enquanto isso, em Llanelli, o Scarlets conseguiu importante triunfo para se reabilitar na competição, derrotando o Dragons em jogo parelho, 31 x 27, com o time de Newport vendendo caro a derrota. Foram 4 tries para cada lado, com um final emocionante, quando o sul-africano Sarel Pretorius, aos 72′, fez o quarto try dos Dragons e deixou a torcida dos Scarlets aflita até o fim.


Escoceses vencem italianos

Nos embates entre os times escoceses e os italianos, duas vitórias para os escoceses, mas bem distintas. Por um lado, o Edinburgh não teve problemas para se impor sobre o Treviso, aplicando 45 x 10 sobre o oponente. Foram 7 tries ao todo para os Gunners, com Bradbury e Tom Brown fazendo 2 cada.

 

O Glasgow Warriors, por sua vez, sofreu para passar fora de casa pelo Zebre. Um jogão do lado italiano, que chegou a estar perdendo por 30 x 11 quando Leonardo Sarto cravou o quarto try dos Warriors aos 52′. Mas, a reação do time de Parma aconteceu, com Carlo Canna conduzindo o time que chegou a mais dois tries, com Venditti e Van Schalkwyk, mas já sem tempo da virada. Aos 79′, Rory Clegg colocou penal da segurança para Glasgow, mas Canna ainda nos acréscimos chutaria um penal final para dar o bônus defensivo ao Zebre. 33 x 28.


Rovigo apenas empata em dérbi do Eccellenza italiano

Na Itália, o campeonato local chegou à segunda rodada já com um líder isolado, o Calvisano, que passou em Piacenza pelo Lyons por 43 x 17, somando sua segunda vitória bonificada. Apenas o Petrarca Padova também conquistou uma segunda vitória, vencendo em Roma a Lazio por 64 x 23 e chegando a 9 ponto. O Rovigo, atual campeão, recebeu o San Donà em dérbi do Vêneto e tropeçou com um empate em 25 x 25.

 

guinness pro12

Guinness PRO12 2015-16 – Liga Ítalo Celta (Escócia, Gales, Irlanda e Itália)

Scarlets 31 x 27 Dragons

Zebre 28 x 33 Glasgow Warriors

Leinster 25 x 14 Munster

Ospreys 46 x 24 Cardiff Blues

Edinburgh 45 x 10 Treviso

Connacht 30 x 25 Ulster

 

Clube País Cidade Jogos Pontos
Leinster Irlanda Dublin 16 61
Ospreys Gales Swansea 16 60
Munster Irlanda Limerick/Cork 16 59
Scarlets Gales Llanelli 16 53
Ulster Irlanda Belfast 15 48
Glasgow Warriors Escócia Glasgow 16 41
Cardiff Blues Gales Cardiff 16 37
Connacht Irlanda Galway 15 34
Edinburgh Escócia Edimburgo 16 21
Dragons Gales Newport 16 20
Benetton Treviso Itália Treviso 16 11
Zebre Itália Parma 14 09

– Vitória = 4 pontos;
– Empate = 2 pontos;
– Derrota = 0 pontos;
– Anotar 4 ou mais tries = 1 ponto extra;
– Perder por 7 pontos ou menos de diferença = 1 pontos extra;

– 1º ao 4º lugares – classificação às Semifinais e à Champions Cup;
– 5º, 6º e 7º lugares – classificação à Champions Cup;
– Nota: ao menos uma equipe de cada país participará da Champions Cup. Assim, se um país não tiver nenhuma equipe entre os 7 primeiros do PRO12, o melhor time desse país ganhará vaga na Champions Cup e o 7º colocado irá para a fase preliminar da competição europeia.

 

eccellenza

Campionato di Eccellenza – Campeonato Italiano

Viadana 27 x 22 Fiamme Oro

Mogliano 29 x 27 Reggio

Rovigo 25 x 25 San Donà

Lazio 23 x 64 Petrarca

Lyons 17 x 43 Calvisano

 

Clube Cidade Jogos Pontos
Calvisano Calvisano 11 53
Petrarca Padova 11 42
Rovigo Rovigo 11 39
San Donà San Donà 11 26
Viadana Viadana 11 24
Fiamme Oro Roma 11 22
Mogliano Mogliano 11 22
Reggio Reggio Emilia 11 17
Lazio Roma 11 14
Lyons Piacenza 11 11

– Vitória = 4 pontos;
– Empate = 2 pontos;
– Derrota = 0 pontos;
– Anotar 4 ou mais tries = 1 ponto extra;
– Perder por diferença de 7 pontos ou menos = 1 ponto extra;
– 1º ao 4º lugares – classificação às Semifinais;
– 10º lugar – Rebaixamento

 
Foto: Leinster Rugby – Facebook

Comentários