Leinster vence clássico celta, mas Connacht segue firme na liderança do PRO12

ARTIGO COM VÍDEOS – O PRO12 chegou à sua 17ª rodada com um líder que segue assombrando a Europa. É o pequeno Connacht, que desta vez foi à Escócia e voltou vencedor sobre o Edinburgh. Mas, na sua cola está o Leinster, que parece reencontrar seu melhor rugby, após vitória em casa sobre os galeses dos Ospreys, no duelo dos maiores campeões da Liga Celta.

 

Irlandeses em alta

O rugby irlandês segue no topo da Liga Ítalo-Celta. Nesta rodada, todos os seus representates saíram de campo vitoriosos. O Connacht foi a Murrayfield e bateu o Edinburgh por 28 x 23 empolgantes. O abertura do Connacht e da seleção dos Estados Unidos, MacGinty, fez o primeiro try do jogo aos 20′. O domínio era completo dos irlandeses e quando os donos da casa foram reduzidos a 14 homens o trabalho ficou mais fácil, com o pack do Connacht dominando e Jake Heenan finalizando maul com try para os visitantes, abrindo 14 x 0 antes do intervalo. Mas, o Connacht também foi reduzido a 14 jogadores e os escoceses reagiram no segundo tempo, com try de Chris Dean. Bundee Aki deu o troco com o terceiro try verde, porém a linha do Edinburgh seguia levando perigo e dois tries deixaram os donos da casa próximos da vitória, com Damien Hoyland e Cornell Du Preez. Até que, após scrum, Eoin McKeon fez o quarto try da vitória bonificada do Connacht.

 
O Leinster, por sua vez, recebeu o Ospreys e venceu por duros 19 x 16. O primeiro try da partida foi do Leinster, em contra ataque puxado por McFadden e finalizado por Dan Leavy. Pelos pés de Madigan, os irlandeses garantiram boa vantagem, com o pack azul falando mais alto e pressionando os galeses. Contudo, aos 60′, os Ospreys emplacaram 16 fases até que o oitavo Baker rompeu a defesa da casa para o try que manteve vivo o time de Swansea. No fim, no entanto, Madigan chutou um último penal garantindo o triunfo.
 

O Munster, por sua vez, garantiu uma ótima vitória por 26 x 5 sobre os galeses do Dragons. O pilar Dave Kilcoyne fez 2 dos 4 tries irlandeses, com o Munster impondo sua força no pack.
 



 

Ulster e Glasgow reagindo
O Ulster fechou o quadro dos irlandeses vitoriosos afastando a má fase com 32 x 0 sobre os italianos do Zebre. Foram 4 tries para o time de Belfast, com o oitavo Nick Williams anotando 2. Mas, o try do bônus saiu somente aos 77′, com Paddy Jackson, sofrido.

 
O atual campeão do PRO12, o Glasgow Warriors, continuou sua escalada no campeonato e venceu o Cardiff Blues por 27 x 20, mantendo sua grande forma em casa. O primeiro tempo foi todo dos escoceses, que abriram 20 x 0 antes do intervalo, com Swinson e Reid cruzando o in-goal, conduzidos por Henry Pyrgos, de volta aos gramados. Dan Fish achou com os pés o espaço entre a defesa dos Warriors, apanhando seu chute para fazer o primeiro try dos Blues no começo do segundo tempo. Favaro fez o terceiro try escocês, mas os galeses ainda reagiram e buscaram o bônus defensivo, com tries de Ellis Jenkins e Macauley Cook no apagar das luzes.

 
Na trilha dos playoffs também está o Scarlets, que fez sua parte e venceu o lanterna Benetton Treviso, 24 x 15, mas não sem antes penar muito. Steffan Evans e James Davies cruzaram o in-goal para darem boa vantagem aos galeses, mas os italianos reagiram com 2 tries de Robert Barbieri e a vitória só ficou com os Scarlets graças a mais um try do ponta Steffan Evans.

 



 

guinness pro12

Guinness PRO12 2015-16 – Liga Ítalo Celta (Escócia, Gales, Irlanda e Itália)

Scarlets 24 x 15 Treviso

Ulster 32 x 0 Zebre

Edinburgh 23 x 28 Connacht

Leinster 19 x 16 Ospreys

Munster 26 x 5 Dragons

Glasgow Warriors 27 x 20 Cardiff Blues

 

Clube País Cidade Jogos Pontos
Leinster Irlanda Dublin 22 73
Connacht Irlanda Galway 22 73
Glasgow Warriors Escócia Glasgow 22 72
Ulster Irlanda Belfast 22 69
Scarlets Gales Llanelli 22 63
Munster Irlanda Limerick/Cork 22 63
Cardiff Blues Gales Cardiff 22 56
Ospreys Gales Swansea 22 55
Edinburgh Escócia Edimburgo 22 54
Dragons Gales Newport 22 26
Zebre Itália Parma 22 24
Benetton Treviso Itália Treviso 22 20

– Vitória = 4 pontos;
– Empate = 2 pontos;
– Derrota = 0 pontos;
– Anotar 4 ou mais tries = 1 ponto extra;
– Perder por 7 pontos ou menos de diferença = 1 pontos extra;
– 1º ao 4º lugares – classificação às Semifinais e à Champions Cup;
– 5º, 6º e 7º lugares – classificação à Champions Cup;
– Nota: ao menos uma equipe de cada país participará da Champions Cup. Assim, se um país não tiver nenhuma equipe entre os 7 primeiros do PRO12, o melhor time desse país ganhará vaga na Champions Cup e o 7º colocado irá para a fase preliminar da competição europeia.

 

Foto: ©INPHO/Ryan Byrne

Comentários