ARTIGO COM VÍDEOS – A Copa do Mundo de Rugby League fechou sua primeira rodada neste domingo com três jogos em solo australiano.

O primeiro duelo da jornada se deu em Cairns, no extremo norte da Austrália, com Irlanda, repleta de atletas ingleses, e Itália, repleta de atletas australianos, duelando em partida para a qual era esperado equilíbrio. Porém, os irlandeses dominaram. Foram 3 tries par os Wolfhounds no primeiro tempo, que teve um esboço de reação italiana, com o placar chegando a 20 x 12 após 2 tries dos Azzurri. Mas os irlandeses liquidaram a fatura com um segundo tempo superior. 36 x 12, com mais 3 tries.

Na sequência, Cairns teve outra partida, fechando rodada dupla. E Tonga, uma das seleções mais fortes do torneio, com muitos craques da NRL, atropelou a frágil Escócia por 50 x 04. Michael Jennings correu para 3 tries, enquanto Daniel Tupou marcou outros dois de uma vitória de 9 tries.

Já em Canberra, França e Líbano fizeram um duelo muito aguardado. Tradicional quarta força do Rugby League mundial, a França já não tem a mesma força e teve pela frente o Líbano, sua ex colônia, que é formado por uma coleção de atletas nascidos na Austrália e que têm muito orgulho de defenderem a terra de seus pais. O resultado foi o time do Oriente Médio brilhando no fim de jogo. A partida foi de extremo equilíbrio, com o jogo chegando nos instantes finais empatado em 18 x 18, após 3 tries de cada lado. Porém, Mitchell Moses definiu para os Cedros, com um certeiro drop goal aos 74′ e um try matador aos 76′, que liquidaram as chances dos franceses. No fim, ainda houve tempo para mais um try libanês, já com os Galos sem poder de reação. 29 x 18 e festa no Líbano, agora vice líder do Grupo A.

- Continua depois da publicidade -

A próxima rodada terá a França encarando a poderosa Austrália na sexta e o Líbano duelando com a Inglaterra no sábado. Também no sábado, a Escócia visitará a Nova Zelândia, enquanto Tonga fará o clássico polinésio com Samoa. Já no domingo a Irlanda visitará a Papua Nova Guiné, valendo a ponta do Grupo C, e a Itália irá jogar com os Estados Unidos.

 

irlanda rl36versus copiar12

Irlanda 36 x 12 Itália, em Cairns

Irlanda

Tries: Kay (2), King, Amor, Morgan e McCarthy-Scarsbrook

Conversões: Finn (6)

1 Scott Grix, 2 Shannon Mcdonnell, 3 Ed Chamberlain, 4 Michael Morgan, 5 Liam Kay, 6 Api Pewhairangi, 7 Liam Finn (c), 8 Brad Singleton, 9 Michael Mcilorum, 10 Kyle Amor, 11 Louie Mccarthy-Scarsbrook, 12 Oliver Roberts, 13 George King;

Interchange: 14 Tyrone Mccarthy, 15 James Hasson, 16 Joe Philbin, 17 Anthony Mullally;

Itália

Tries: Castellaro e Milone

Conversões: Mantellato (2)

1 James Tedesco, 2 Mason Cerruto, 3 Justin Castellaro, 4 Nathan Milone, 5 Josh Mantellato, 6 Terry Campese, 7 Jack Johns, 8 Paul Vaughan, 9 Ryan Ghietti, 10 Daniel Alvaro, 11 Joel Riethmuller, 12 Mark Minichiello (c), 13 Nathan Brown;

Interchange: 14 Colin Wilkie, 15 Brendan Santi, 16 Shannon Wakeman, 17 Jayden Walker;

18versus copiar29

França 18 x 29 Líbano, em Canberra

França

Tries: Ader (2) e Cardace

Conversões: Barthau (3)

1 Mark Kheirallah, 2 Fouad Yaha, 3 Bastien Ader, 4 Damien Cardace, 5 Ilias Bergal, 6 Theo Fages (c), 7 William Barthau, 8 Antoni Maria, 9 Eloi Pelissier, 10 Julian Bousquet, 11 Benjamin Garcia, 12 Benjamin Jullien, 13 Jason Baitieri;

Interchange: 14 Clement Boyer, 15 Nabil Djalout, 16 Thibault Margalet, 17 Lucas Albert;

Líbano

Tries: Robinson (2), Layoun, Doueihi e Moses

Conversões: Moses (4)

Drop goals: Moses (1)

1 Anthony Layoun, 2 Travis Robinson, 3 James Elias, 4 Jason Wehbe, 5 Abbas Miski, 6 Mitchell Moses, 7 Robbie Farah (c), 8 Tim Mannah, 9 Michael Lichaa, 10 Alex Twal, 11 Chris Saab, 12 Ahmad Ellaz, 13 Nick Kassis;

Interchange: 14 Mitchell Mamary, 15 Elias Sukkar, 16 Jaleel Seve-Derbas, 17 Andrew Kazzi;

04versus copiar50

Escócia 04 x 50 Tonga, em Cairns

Escócia

Try: Addy

1 Lewis Tierney, 2 Matthew Russell, 3 Ben Hellewel, 4 Lachlan Stein, 5 Will Oakes, 6 Danny Brough (c), 7 Danny Addy, 8 Luke Douglas, 9 Kane Bentley, 10 Ben Kavanagh, 11 Frankie Mariano, 12 Dale Ferguson, 13 James Bell;

Interchange: 14 Callum Phillips, 15 Andrew Bentley, 16 Sam Brooks, 17 Johnny Walker;

Tonga

Tries: Jennings (3), Tupou (2), Taumalolo, Manu, Terepo e Hingano

Conversões: Taukeiaho (6) e Hingano (1)

1 William Hopoate, 2 Daniel Tupou, 3 Michael Jennings, 4 Konrad Hurrell, 5 Manu Vatuvei, 6 Tuimoala Lolohea, 7 Mafoa’aeata Hingano, 8 Andrew Fifita, 9 Siliva Havili, 10 Sio Siua Taukeiaho, 11 Manu Ma’u, 12 Sika Manu (c), 13 Jason Taumalolo;

Interchange: 14 Sione Katoa, 15 Sam Moa, 16 Peni Terepo, 17 Ben Murdoch-Masilia;

SeleçãoJogosPontos
Grupo A
Austrália36
Inglaterra34
Líbano32
França30
Grupo B
Tonga36
Nova Zelândia34
Samoa31
Escócia31
Grupo C
Papua Nova Guiné36
Irlanda34
Gales30
Grupo D
Fiji36
Itália32
Estados Unidos30
- Avançam às quartas de final os 3 primeiros colocados do Grupo A e do Grupo B e apenas o primeiro colocado do Grupo C e do Grupo D;

- Vitória = 2 pontos;
- Empate = 1 pontos;
- Derrota = 0 ponto;

 

O que é o Rugby League?

O Rugby League é uma modalidade do rugby que nasceu em 1895 no Norte da Inglaterra. Na época, o rugby (o Rugby Union) proibia o profissionalismo no mundo todo, mas um grupo de clubes ingleses se opôs à proibição de pagamentos a jogadores e romperam com a federação inglesa, formando uma liga independente. A fim de mudar a dinâmica do jogo e torná-lo mais aberto, a liga passou a promover mudanças nas suas regras, criando uma modalidade distinta, jogada com regras diferentes e organizada por entidades distintas do Union. O League, no entanto, se difundiu fortemente apenas no Norte da Inglaterra e na Austrália, onde é mais popular que o Union. O esporte ganhou popularidade ainda na Papua Nova Guiné (país da Oceania onde é o League e não o Union que reina) e, em menor dimensão, na Nova Zelândia e em algumas partes da França, onde segue bem abaixo do Union.

Quais as principais diferenças?

  • O League é jogado por 2 times de 13 jogadores cada, com 4 reservas, sendo que um atleta que foi substituído poderá retornar a campo;
  • No League, o try vale 4 pontos, a conversão 2, o penal 2 e o drop goal (chamado também de field goal) 1 ponto;
  • Não é usado sistema de pontos bônus nas tabelas de classificação. A vitória vale 2 pontos, o empate 1 e a derrota 0;
  • Não existem rucks. Quando um atleta sofre o tackle, é seguro e vai ao chão o jogo é parado. O atleta com a bola é liberado, rola a bola com os pés para trás e o jogo é reiniciado. É o chamado “play the ball”;
  • Cada equipe tem direito a realizar 5 vezes o play the ball e, na sexta vez que um atleta é derruba, a posse da bola troca de equipe. É a chamada “Regra dos 6 tackles”. Com isso, é comum após o 5º tackle a equipe com a posse da bola chutá-la;
  • Se a equipe defensora tocar na bola entre um play the ball e outro a contagem de tackles é zerada. Quando uma equipe com a posse de bola comete um erro de manuseio e a bola troca de posse o primeiro tackle é considerado “tackle zero” e a contagem se inicia apenas após ele;
  • Não há lineouts. A reposição da bola que saiu pela lateral é feita a partir de um scrum. Penais chutados para a lateral são cobrados com free kick;
  • Na prática, os scrums não possuem disputas, pois a equipe que introduz a bola na formação pode introduzi-la diretamente no pé de sua segunda linha. Porém, a equipe sem a bola pode tentar empurrar a formação para roubar a bola (o que é raro de acontecer);
  • Não existe o mark. Com isso, chutes no campo ofensivo são frequentes;
  • Um chute dado atrás da linha de 40 metros do campo de defesa que saia pela lateral após a linha de 20 metros do campo ofensivo é chamado de “40/20” e premia a equipe chutadora com a manutenção da posse da bola e com a contagem de tackles zerada;
  • A numeração dos atletas no League muda. Os números mais altos são para os forwards e os números menos são para a linha. O fullback é o camisa 1 e o pilar o 13, por exemplo;

 

Tabela

DiaLocalTime PlacarXPlacarTimeGrupo/Fase
27/10/2017Melbourne (Austrália)AUSTRÁLIA18X04INGLATERRAGrupo A
28/10/2017Auckland (Nova Zelândia)NOVA ZELÂNDIA38X08SAMOAGrupo B
28/10/2017Port Moresby (Papua Nova Guiné)PAPUA NOVA GUINÉ50X06GALESGrupo C
28/10/2017Townsville (Austrália)FIJI58X12ESTADOS UNIDOSGrupo D
29/10/2017Cairns (Austrália)IRLANDA36X12ITÁLIAGrupo C/Grupo D
29/10/2017Cairns (Austrália)ESCÓCIA04X50TONGAGrupo B
29/10/2017Canberra (Austrália)FRANÇA18X29LÍBANOGrupo A
03/11/2017Canberra (Austrália)AUSTRÁLIA52X06FRANÇAGrupo A
04/11/2017Sydney (Austrália)INGLATERRA29X10LÍBANOGrupo A
04/11/2017Christchurch (Nova Zelândia)NOVA ZELÂNDIA74X06ESCÓCIAGrupo B
04/11/2017Hamilton (Nova Zelândia)SAMOA18X32TONGAGrupo B
05/11/2017Port Moresby (Papua Nova Guiné)PAPUA NOVA GUINÉ14X06IRLANDAGrupo C
05/11/2017Townsville (Austrália)ITÁLIA46X00ESTADOS UNIDOSGrupo D
05/11/2017Townsville (Austrália)FIJI72X06GALESGrupo C/Grupo D
10/11/2017Canberra (Austrália)FIJI38X10ITÁLIAGrupo D
11/11/2017Sydney (Austrália)AUSTRÁLIA34X00LÍBANOGrupo A
11/11/2017Cairns (Austrália)SAMOA14X14ESCÓCIAGrupo B
11/11/2017Hamilton (Nova Zelândia)NOVA ZELÂNDIA22X28TONGAGrupo B
12/11/2017Perth (Austrália)GALES06X34IRLANDAGrupo C
12/11/2017Perth (Austrália)INGLATERRA36X06FRANÇAGrupo A
12/11/2017Port Moresby (Papua Nova Guiné)PAPUA NOVA GUINÉ64X00ESTADOS UNIDOSGrupo C/Grupo D
17/11/2017Darwin (Austrália)AUSTRÁLIA46X00SAMOAQuartas de final
18/11/2017Christchurch (Nova Zelândia)TONGA24X22LÍBANOQuartas de final
18/11/2017Wellington (Nova Zelândia)NOVA ZELÂNDIA02X04FIJIQuartas de final
19/11/2017Melbourne (Austrália)INGLATERRA36X06PAPUA NOVA GUINÉQuartas de final
24/11/2017Brisbane (Austrália)AUSTRÁLIA54X06FIJISemifinal
25/11/2017Auckland (Nova Zelândia)TONGAXINGLATERRASemifinal
02/12/2017Brisbane (Austrália)AUSTRÁLIAXVENCEDOR SEMI 2FINAL

 

Foto: RLWC – Líbano x França