Foto: João Neto/Fotojump

Nesta terça-feira foi anunciado oficialmente o nome da nova liga profissional da América do Sul: é a Liga Americana de Rugby (LAR), que terá seu pontapé inicial em 2020, poucos meses após a Copa do Mundo de 2019.

A LAR não teve o número inicial de franquias revelado, mas elas serão de Argentina, Brasil, Uruguai, Chile, Paraguai e Colômbia em uma primeira fase, podendo se expandir para Peru e México no futuro. Recentemente, o presidente da Sudamérica Rugby, Sebastian Piñeyrua, havia sugerido em entrevista que a liga teria 10 franquias, com 2 no Brasil. A Colômbia não havia sido confirmada na entrevista do dirigente, mas agora reaparece no comunicado oficial.

O modelo das ligas foi revelado, com as federações nacionais controlando ao menos 51% de cada franquia e com a iniciativa privada podendo adquirir 49%.

A liga faz parte do projeto da America Rugby, a associação pan-americana, presidida por Agustín Pichot (o vice presidente do World Rugby, a federação internacional), para desenvolver profissionalmente a modalidade nas Américas, em conjunto com a Major League Rugby norte-americana. A projeto da LAR conta com total apoio do Wo

- Continua depois da publicidade -