A Série Mundial de Sevens deu sua largada em Dubai na última semana e com o pontapé inicial para a nova temporada vieram também novos planos.

Brett Gosper, CEO do World Rugby (federação internacional), revelou que a entidade tem planos para complementar o calendário da Série Mundial – que tem 10 torneios de dezembro a junho – com uma liga global de sevens, baseada em franquias e não em seleções nacionais.

Não há nada oficial sobre como seria tal liga e quando começaria, mas a proposta é de se criar um produto suplementar que garanta o sevens indo a novos países e sedes e que gere novas receitas que permita a plena profissionalização e especialização dos jogadores da Série Mundial o ano todo no sevens.

Movimentações atuais nos Estados Unidos e na China envolvendo a criação de novos produtos de rugby estão entre os estímulos para o World Rugby buscar novas alternativas e mercados à modalidade olímpica.

- Continua depois da publicidade -

 

Indo-Pacific Championship vai ganhando corpo

A criação de uma nova liga de rugby XV na Ásia e Pacífico  em 2019 vem ganhando força, liderada pelo Western Force, equipe australiana excluída do Super Rugby. A proposta é que a nova liga comece com 6 equipes, sendo o Force e mais 5. Entre as cidades possíveis citadas oficialmente para receberem equipes estão Singapura, Kuala Lumpur (Malásia), Hong Kong, Xangai (China), Seul (Coreia do Sul) e Tóquio (Japão), além das ilhas do Pacífico (Fiji, Samoa e Tonga).

A liga já foi apoiada pela Asia Rugby (a federação asiática) e período de disputas deverá ser de abril a julho.