Nesta quarta-feira foi dado o pontapé inicial para a segunda divisão da Copa da África, válida também pelas Eliminatórias para a Copa do Mundo de 2019.

O torneio é de tiro curto, com quatro seleções jogando semifinais em um dia e decisão de rebaixamento e decisão de título em outro dia. E nas semifinais quem levou a melhor foram duas seleções com histórias de peso no rugby africano, Marrocos e Costa do Marfim, que despacharam Madagascar e Botsuana e seguem sonhando com a vaga na primeira divisão africana de 2018, que valerá vaga na Copa do Mundo de 2019.

Os dois jogos da quarta-feira foram verdadeiras tempestades de tries. No primeiro duelo, a Costa do Marfim, que já jogou a Copa do Mundo, em 1995, aplicando 57 x 33 sobre Botsuana, ao passo que no segundo jogo a torcida da casa festejou a vitória do Marrocos sobre Madagascar, 58 x 22.

Com isso, no sábado, os Leões do Atlas marroquinos, campeões africanos de 2003 e 2005, enfrentará os Elefantes marfinenses na decisão. Ambos não jogam a primeira divisão africana desde 2010. Já as Zebras de Botsuana encaram os Makis de Madagascar na disputa contra o rebaixamento, sendo que quem perder jogará a terceira divisão em 2018.

- Continua depois da publicidade -

 

Copa da África – Taça Prata – 2ª divisão – em Casablanca, Marrocos

Semifinais

Costa do Marfim 58 x 25 Botsuana

Marrocos 57 x 33 Madagascar

 

Disputa de 3º lugar (rebaixamento) – Dia 08 de julho

Madagascar x Botsuana

 

FINAL (promoção) – Dia 08 de julho

Marrocos x Costa do Marfim

 

Foto: Marrocos x Madagascar – Rugby Afrique