ARTIGO COM VÍDEOS – A Top League japonesa viveu sua segunda rodada nesse fim de semana e apenas quatro times seguem invitos: Suntory Sungoliath, que teve o australiano Matt Giteau como destaque, Kobelco Steelers, Panasonic Wild Knights e Yamaha Jubilo.

 

Arcs batem Brave Lupus

Shining Arcs e Brave Lupus foram equilibrados durante boa parte do jogo. Com três vezes mais turnovers e menos erros de handling, a equipe azul despontou na segunda etapa garantindo a vitória por 25 a 14. Capitaneados por Shokei Kin, os Shining Arcs fizeram um bom segundo tempo e comandaram todas as ações. O bônus defensivo não veio, mas a atuação chama atenção dos outros postulantes. Há de lembrar que o talentoso meia Elton Jantjies ainda está servindo aos Springboks e não estreou nesta temporada.

- Continua depois da publicidade -

Suntory Sungoliath não toma conhecimento do adversário

Robbie Robinson começou chutando com êxito um penal para os Black Rams. Matt Giteau abre o placar para os amarelos com try fácil, mergulhando na área central do ingoal. 5 minutos depois Kosei Ono ampliou a vantagem do Sungoliath com belo chute que envolveu toda a defesa preta para Daishi Murata receber livre e garantir mais um try. Estava muito fácil  passar pela fraca defesa do Black Rams, novamente Murata recebeu a bola chutada, mesmo errando no domínio da oval, Giteau não desperdiçou e anotou seu segundo try no jogo, aos decorridos 34 da primeira etapa. 21 a 3.

No segundo tempo, Kotaro Matsushima colocou mais 5 pontos para conta do Sungoliath, try em 1 minuto! Giteau se confundiu na saída em entregou a bola para oitavo Shuhei Matsuhashi que fez o primeiro try preto no jogo. Os Black Rams chegaram a fazer mais try com o pilar Alex Woonton, mas a reação acabou por aí. Kotaro Matsushima humilhou a defesa preta e passou como quis, cinco marcadores não foram capazes de pará-lo. Placar Final: Sungoliath 31 a 15.

Wild Knights mostram seu alto nível

Panasonic marca seis tries e coloca o Canon Eagles na última posição. Rikiya Matsuda realmente mostrou quão inferior é a equipe vermelha de Tóquio, envolveu 10 jogadores para try de Akihito Yamada, segundo dos azuis na partida. Tudo parecia um tom de brincadeira, uma facilidade meritória vinda da qualidade do elenco. Placar Final: Knights 43 a 8.

Rockets e Spears vencem com bônus ofensivo

Sete tries contabilizados na vitória do NEC Green Rockets contra Red Sparks por 48 a 12. O hat-trick de Teruya Goto e as várias bolas repousadas no ingoal não escondem as fragilidades da equipe que, apesar de ter sofrido apenas oito pontos, mostra que tem muito a melhorar. Uma vitória contra os Shuttles na próxima rodada seria essencial, já que enfrenta o Kobelco Steelers em seguida.

Os Spears também atropelaram. Venceram os Red Hurricanes por 45 a 24. A partida começou difícil para o time visitante, após o cartão amarelo aplicado em Matt Saunders quando interceptou o passe efetuando um knock on. Os furacões chegaram a aplicar dois tries quando possuíam mais um jogador, porém os Spears deslancharam, principalmente na segunda etapa.

Yamaha Júbilo é vice-líder com ponto bônus

Fora de casa, os azuis de Iwata começaram a partida de maneira estranha. Gerhard van den Heever, jogando de ponta, se enrolou com Goromaru na linha do Ingoal dando um presente para Hitoshi Matsumoto que precisou apenas repousar a bola para marcar os primeiros cinco pontos dos Shuttles na partida. A equipe de toyota contou com uma conversão e um penal de Katagiri, mas foi apenas isso. O Yamaha marcou cinco tries com Gerhard van den Heever, Kazuki Yamaji, Mose Tuiali’i, Chikara Ito e Satoshi Nakatani, além de um try penal. O Yamaha Júbilo se prepara para seu primeiro super jogo na temporada quando vai para a capital enfrentar o temido Suntory Sungoliath no Príncipe Chichibu.

Verblitz e Kobelco fazem o dever de casa

Longe da chuva de tries dos demais favoritos, os Steelers receberam os Blues de Munakata. O público baixo, pouco mais de três mil pessoas no grande estádio de Kobe, viram uma partida de poucos, porém precisos, pontos da equipe vermelha que venceu por 20 a 3 com dois belos tries.

Na partida entre Toyota Verblitz e Kintetsu Liners, o time da casa venceu por 22 a 9. muito parelho, o jogo foi definido por detalhes e pelo TMO. Semisi Masirewa colocou a bola poucos centímetros atrás da linha do ingoal, quase a história poderia ter sido diferente. Na próxima rodada, o Verblitz ira para Tóquio enfrentar o Canon Eagles.


 

Top League copy copy

Top League – Campeonato Japonês

Shining Arcs 25 x 14 Brave Lupus

Red Hurricanes 24 x 45 Spears

Verblitz 22 x 09 Liners

Steelers 20 x 03 Blues

Black Rams 15 x 31 Sungoliath

Green Rockets 48 x 12 Red Sparks

Wild Knights 42 x 08 Eagles

Shuttles 10 x 38 Jubilo

 

ClubePrefeituraJogosPontos
Grupo A
Suntory SungoliathTóquio938
Kobelco SteelersKobe929
Toyota VerblitzToyota927
Toshiba Brave LupusTóquio924
NTT Shining ArcsChiba923
NTT-Docomo Red HurricanesOsaka917
Kubota SpearsChiba914
Kintetsu LinersOsaka913
Grupo B
Panasonic Wild KnightsGunma944
Yamaha JubiloShizuoka935
Ricoh Black RamsTóquio929
NEC Green RocketsChiba921
Canon EaglesTóquio913
Toyota Industries ShuttlesNagoya97
Munakata Sanix BluesMunakata 96
Coca-Cola West Red SparksFukuoka92
- Vitória = 4 pontos;
- Empate = 2 pontos;
- Derrota = 0 pontos;
- Anotar 4 ou mais tries = 1 ponto extra;
- Perder por 7 pontos ou menos de diferença = 1 pontos extra;

- 1º ao 4º lugares de cada grupo = Finais

Escrito por: Leandro Vieira
Foto: Suntory