Na primeira partida da Taça Irmãos Turnbull, SPAC leva a melhor

SPAC e Niterói entraram em campo nesse sábado na Zona Sul de São Paulo em partida apimentada pela estreia da nova Taça Irmãos Turnbull, criada pelo Portal do Rugby para estimular a rivalidade sadia e a amizade entre os dois clubes mais antigos que disputam o Super 8 deste ano. E o resultado foi uma excelente partida, aberta, de poucas paradas e muitas alternativas, que se encerrou com a primeira vitória do SPAC na competição, 19 x 3, muito valorizada pelo desempenho do Niterói, mantendo a disputa em aberto até o fim.

 

O time da casa havia estreado com muita dor de cabeça em Florianópolis no sábado passado, quando caíra por 53 x 07 diante do Desterro. Muito distinta havia sido a primeira partida do Niterói em seu ano de volta ao Super 8, quando resistiu fora de casa ao campeão São José e voltou para casa com um bônus defensivo em derrota por 23 x 16. Na Av. Atlântida, quem largou melhor foi o SPAC, que teve as primeiras ações mais contundentes, com aquele que seria o primeiro try da equipe sendo anulado no começo do jogo após grande jogada de mãos finalizada pelo abertura Michael. Mas, o corta-luz foi marcado, mantendo o placar em 0 x 0.

 

Os dois times apostaram no bom trabalho de suas linhas, com Raj e Michael fazendo boa dupla do lado azul e Delfino e Geudsy distribuindo bem do lado rubronegro. As defesas proporcionaram tackles duros, provando o foco no trabalho defensivo que os dois times tiveram para a partida. No pack, a vantagem esteve do lado paulista e o primeiro try saiu depois de boa pressão da casa com Raj desequilibrando ao correr na negativa da subida da defesa e costurando para na velocidade para fazer alcançar o in-goal, abrindo 7 x 0, aos 21′. Raj ainda teve chance logo depois com penal, mas não foi feliz no arremate. Já o Niterói tentou a resposta com drop goal de David Grael, bloqueado pelos paulistas.

 

Com apenas 7 x 0 de desvantagem em um primeiro tempo de poucas pausas e boa movimentação, o Nikity voltou à segunda etapa sólido e dominante, ganhando vantagem nos minutos iniciais no pack e dominando por completo o território. A defesa do SPAC mostrou evolução desde o jogo com o Desterro, mas cedeu penal aos 20′ para Erick Iglesias chutar com perfeição e reduzir a desvantagem fluminense.

 

Depois de 20 minutos atrás na segunda etapa, o SPAC cresceu apostando na imposição física. E foi premiado com ótimo trabalho de fases, finalizado no pick and go pelo pilar Iago. O Niterói sentiu o golpe e viu o que seria um bônus defensivo merecido escapar de suas mãos na reta final do jogo, quando o físico cobrou seu preço. Aos 37′, quando o Niterói tinha um homem a menos – pelo amarelo do oitavo Boquinha – o SPAC bateu penal rápido e os visitantes não conseguiram se reorganizaram com perfeição, permitindo ao oitavo Nick Smith romper para o terceiro try paulistano, dando números finais à primeira perna da Taça Irmãos Turnbull. 19 x 3 para o SPAC – e a volta em Niterói no dia 1º de outubro promete mais emoções.

 

No próximo sábado, dia 30, o SPAC vai à gelada Serra Gaúcha encarar o agora descansado Farrapos, ao passo que o Niterói finalmente jogará diante de sua torcida, recebendo o Band Saracens.

 

Placar final: SPAC 19 x 03 Niterói

Árbitro: Mariano de Goycoechea

Local: SPAC – São Paulo, SP

 

SPAC

Tries: Rafael “Raj” Spago, Iago dos Santos e Nick Smith

Conversões: Rafael “Raj” Spago (2)

 

Niterói

Penal: Erick Iglesias (1)

 

ClubeCidade (UF)PJVED4+-7PPPCSP
DesterroFlorianópolis (SC)62141301100437198239
CuritibaCuritiba (PR)4914100472374246128
São JoséSão José dos Campos (SP)4814100471412288124
FarraposBento Gonçalves (RS)33146084532928742
PasteurSão Paulo (SP)291450927210227-17
SPACSão Paulo (SP)231450921230437-207
NiteróiNiterói (RJ)2214401033279451-172
Band SaracensSão Paulo (SP)2114301136300437-137

Vitória = 4 pontos;
Empate = 2 pontos;
Derrota = 0 pontos;
Fazer 4 ou mais tries = 1 pontos extra;
Derrota por 7 ou menos pontos de diferença = 1 ponto extra;

– Dois primeiros colocados = classificação à final

Comentários