Nova Zelândia com uma mão na taça da Super Series

A Nova Zelândia se aproximou do título da Super Series feminina nesta quarta-feira. O novo quadrangular de XV feminino está sendo realizado no Canadá, mas é a Nova Zelândia que está em destaque, após vencer a Inglaterra, atual campeã mundial, e disparar na liderança do certame. O Canadá, vice-campeão mundial, por outro lado, viveu sua segunda derrota no torneio, perdendo para os Estados Unidos.

 

As Black Ferns garantiram dois tries e quatro penais para assegurar o triunfo sobre as inglesas: 26 x 7. Destaque para a abertura Kendra Cocksedge, impecável nos chutes, e para Selica Winiata e Victoria Subritski-Nafatali, autoras dos tries neozelandeses. Já as estadunidenses fizeram 36 x 28, após saírem atrás no placar. Foram cinco tries das Águias, que cruzaram o in-goal com Jordan Gray, Jessica Wooden (duas vezes cada) e Jane Parr, ao passo que as donas da casa anotaram quatro tries e saíram ao menos com um bônus. As Canucks optaram por um elenco muito jovem, já pensando na renovação, e as derrotas acabaram se somando.

 

Na última rodada, no sábado, a Nova Zelândia busca o título contra o Canadá e a Inglaterra duela com os Estados Unidos, ambos de olho em um tropeço das Black Ferns para poderem ser campeãs.

 

world rugby copy

World Rugby Women’s Super Series – no Canadá

2ª rodada – em Red Deer

Nova Zelândia 26 x 7 Inglaterra

Estados Unidos 36 x 28 Canadá

 

Classificação: 1 Nova Zelândia, 9 pontos; 2 Inglaterra, 5 pontos; 3 Estados Unidos, 5 pontos; 4 Canadá, 1 ponto.

 

Congo campeão

A terça-feira contou com uma partida isolada pelo XV masculino. Na África, a República Democrática do Congo recebeu e derrotou Ruanda no único jogo válido pelo grupo central da quarta divisão africana. A competição deveria contar também com Burundi e República do Congo, mas ambos desistiram do certame, que acabou tendo somente um confronto.

 

rugby afrique copy

Copa da África – 2ª Divisão Grupo Centro – 4ª divisão africana

República Democrática do Congo 29 x 3 Ruanda, em Kinshasa

República Democrática do Congo campeã

Comentários