Novos recordes na Terra do Sol Nascente com a largada da Top League

Nesse fim de semana foi dada a largada para a edição 2015-16 da Top League, o Campeonato Japonês. E logo na largada o rugby japonesa já teve o que comemorar.

 

Público nos estádios

A primeira rodada aparentemente foi beneficiada ante ao “Boom” dos Brave Blossoms e primeira rodada teve um acréscimo de mais de 60% nas arquibancadas, comparado ao a temporada anterior. Essa média, 8449, é maior que várias rodadas campeonatos mais tradicionais do hemisfério norte, inclusive todas do PRO12 até aqui.

 

O Jogo da Rodada

Pelo grupo A, o jogão entre Knights e Sungoliath no Principe Chichibu abriu a temporada 2015-2016. O time azul mostrou que novamente é o grande favorito.

 

Após abrir o placar do jogo com um penal, Berrick Barnes articulou uma jogada rápida pela ponta esquerda após vacilo na defesa amarela, o primeiro try da partida foi marcado por Akihito Yamada. O Sungoliath sequer mexeu no placar na primeira etapa, aos 39’ Berrick Barnes, que já tinha acertado mais uma conversão e três penais, fez jogada fantástica após domínio no scrum e um passe magistral para o segundo try do oportunista Yamada. Final do Primeiro tempo: Knights 26, Sungoliath 0.

 

Berrick Barnes estava irretocável, na segunda etapa manteve seu nível com belo chute que cruzou até a ponta esquerda nas mãos de JP Pietersen que mergulhou para o try. aos 11’, não convertido. 10 minutos depois o Sungoliath tirou o zero com Tusi Pisi, o camisa 10 errou a conversão. O Ultimo try do jogo veio do cavaleiro You, convertido por Barnes. Final: Panasonic Wild Knights 38, Suntory Sungoliath 5.

 

Grupo A: Demais partidas

No derby de Tóquio, o Arcs enfrentou o Black Rams. Após um primeiro tempo equilibrado com o placar a favor do Arcs em 13 a 7, um try para cada lado, o segundo foi um deslanche total dos amarelos, foram três tries em menos de 20 minutos e apenas um não convertido. Quando os pretos esboçaram uma reação com try de Kauhenga, aos 25 da segunda etapa, foram 10 minutos de pressão alvinegra, porém o momento máximo do jogo veio com um espetacular try amarelo feito por Koizumi. O camisa 21 do Arcs percorreu vários metros desde o setor defensivo pela ponta esquerda, fazendo assim o try mais belo da partida. Placar final: Ricoh Black Rams 12, NTT Shining Arcs 39.

 

O Brave Lupus não tomou conhecimento e atropelou os Spears. Logo aos 6 minutos, após pressão dos Spears, bastou a primeira posse vermelha de bola no scrum para sair o primeiro try, belíssima jogada individual de Michael Leitch, Francois Steyn converteu e ainda acertou mais um penal. Os Spears diminuíram com penal do meia Moriwaki, mas a reação parou por aí, foram mais dois penais e duas conversões de Steyn vindas de três tries. Ainda teve tempo do chutador Ogawa converter mais um penal dos outros dois tries marcados. Não perca a conta da maior goleada até aqui!. Placar final: Toshiba Brave Lupus 47, Kubota Spears 3.

 

O Kintetsu Liners venceu o recém promovido Honda Heat por 25 a 12. Digby Ioane entrou no jogo aos 16 minutos de bola rolando e passou em branco na sua estreia pelo Heat. Seu time fez somente 7 pontos na primeira etapa, vindos de um try de Lava, convertido por Morita. O Liners construiu sua vitória no primeiro tempo, três tries, uma conversão e um penal. Na segunda etapa foi um try sem conversão para cada lado.

 

Grupo B

Mose Tuialii abriu o placar com try para o Yamaha Júbilo contra o Toyota Verblitz após bom aproveitamento no latreral próximo a linha de 22, na extrema direita Goromaru não conseguiu guardar a conversão. Aos 8 minutos o scrumhalf Yatomi anotou seu try após linda jogada coletiva vinda a partir da recepção de chute perfeita de Goromaru, que ainda converteu e acertou mais dois penais no primeiro tempo. Assim saía o ponto 1000 de Ayumu Goromaru, o primeiro nipônico com essa marca vestindo a camisa de um clube, se juntando a Ryan Nicholas. Na segunda etapa foram apenas computados um penal do fullback azul, um try e penal do time verde, advindo de Taniguchi e chutado por Monji. Final: Yamaha Júbilo 18, Toyota Verblitz 11.

 

Os Shuttles bateram o Nec Green Rockets por 24 a 17. Tatsuru Oowada abriu o marcador com try aos 8‘, Sam Northonknight converteu. Mais de 15 minutos de placar estático, os Shuttles iniciaram sua virada com tries de Takada e Vaka, convertidos por Bryce Hegarty. Os verdes responderam aos 32 minutos com Kamaike, try convertido por Yuu Tamura que ainda acertou um penal. Na segunda etapa somente os Shuttles pontuaram com um try de Sione Vatuvei, uma conversão e penal de Hegarty.

 

O NTT Docomo Red Hurricanes enfrentou o Coca-Cola Red Sparks e chamou a atenção pelo seu elenco e as atenções ali estavam, no banco com Eben Etzebeth e Handre Pollard. O Cargo de chutador pertence ao abertura Sato que logo aos 3’ abriu os trabalhos com penal. O Coca-Cola respondeu com try do scrumhalf Takesh, Fukuda converteu. O ponta Koki Shigeno colocou os Hurricanes novamente na dianteira com try aos 19’. Quinze minutos depois os furacões ampliaram com Watanabe, ambos não convertidos, e assim terminou a primeira etapa. Pollard e Etzebeth entraram em campo após Paea Mifi Poseti marcar seu try e Sato converter. Os reforços não fizeram muita coisa, pois foi o Coca-Cola que marcou mais um try, Naoto Osajima, conversão de Fukuda. Pollard marcou seus primeiros pontos na Top League com penal, mas a ultima mexida no placar foi aos 31’ com try de Hisatoshi Yamada para o Coca-Cola. Final: NTT Docomo Red Hurricanes 23, Coca-Cola Red Sparks 19.

 

O Kobelco Steelers fechou a rodada com vitória sobre o Canon Eagles por 23 a 18. Nos primeiros 20 minutos de jogo somente o Kobelco pontuou, foram tries de Andrew Ellis e um Penal try, ambos convertidos por Yamanaka. O fullback Michael Bond deixou seu try e Ryohei fechou o primeiro tempo com um penal, compensando assim sua conversão desperdiçada. Na segunda etapa Ryohei logo nos primeiros momentos pontuou com mais um penal. Yamanaka marcou três penais em menos de 8 minutos. Willie LeRoux fez seu primeiro try pelos Eagles, logo na estreia, e Ryohei converteu.

Escrito por: Leandro Vieira

 

Top League copy copy

Top League – Campeonato Japonês

1ª rodada

Grupo A:

Wild Knights 38 X 5 Sungoliath – Príncipe Chichibu

Black Rams 12 X 39 Shining Arcs – Príncipe Chichibu

Brave Lupus 47 X 3 Spears – Príncipe Chichibu

Liners 25 X 12 Heat  – Level 5 Stadium

Grupo B:

Shuttles 24 X 17 Green Rockets – Mizuho Ground

Verblitz 11 X 18 Júbilo – Mizuho Ground

Red Hurricanes 23 X 19 Red Sparks  – Level 5 Stadium

Steelers 23 X 19 Eagles  – Level 5 Stadium

Comentários