ARTIGO COM VÍDEO – O Rugby League tem seus donos, mas também tem seus competidores. Pela 11ª vez na história – e pela 8ª vez em suas últimas 9 edições – o título da Copa do Mundo de Rugby League, o rugby de 13 jogadores, ficou nas mãos da Austrália, a potência hegemônica da modalidade. Porém, o título deste sábado não foi nada fácil. A Inglaterra, campeã pela última vez em 1972, deu o sangue para reaver o troféu e acabou caindo no detalhe no estádio de Lang Park, em Brisbane, quase produzindo um grande choque em solo australiano. 6 x 0 para os Kangaroos foi o placar final de um verdadeiro épico.

O placar (1 try a 0) revela apenas o quão duro foi o jogo fisicamente e como foi parelha e disputa, na qual, apesar do placar baixo, não faltou emoção. O primeiro tempo foi de domínio territorial australiano e o try não tardou, com Boyd Cordner, aos 16′, finalizando rápida troca de passes, iniciada com Cameron Smith mudando direção do ataque e com o espaço sendo criado por Michael Morgan.

O try parecia que inauguraria uma partida recheada de tries, mas não foi o que ocorreu. Os Lions fecharam a porta, seguraram os Kangaroos até o intervalo e no segundo tempo fizeram uma partida grandiosa, apresentando maior volume de jogo e pressionando a Austrália como podiam. Mas, o try do empate teimou em não sair. No fim, Jermaine McGillvary arrancou e a chance do try apareceu para Watkins, mas Josh Dugan efetuou o tackle da vitória australiana. 6 x 0 e um título que coroou provavelmente o fim da era dos imortais Billy Slater, Cooper Cronk e Cameron Smith com a camisa dos Kangaroos.

O australiano Valentine Holmes acabou o torneio como o maior artilheiro de tries, em um total de 12 tries.

- Continua depois da publicidade -

Em 2021, a Inglaterra terá em casa a chance de quebrar o jejum, quando receberá o Mundial.

 

06versus copiar00

Austrália 06 x 00 Inglaterra, em Brisbane

 

Austrália

Try: Cordner

Conversão: Smith (1)

1 Billy Slater, 2 Dane Gagai, 3 Will Chambers, 4 Josh Dugan, 5 Valentine Holmes, 6 Michael Morgan, 7 Cooper Cronk, 8 Aaron Woods, 9 Cameron Smith (c), 10 David Klemmer, 11 Boyd Cordner, 12 Matt Gillett, 13 Josh McGuire;

Interchanges: 14 Wade Graham, 15 Jordan McLean, 16 Reagan Campbell-Gillard, 17 Tyson Frizell;

Inglaterra

1 Gareth Widdop, 2 Jermaine McGillvary, 3 Kallum Watkins, 4 John Bateman, 5 Ryan Hall, 6 Kevin Brown, 7 Luke Gale, 8 Chris Hill, 9 James Roby, 10 James Graham, 11 Sam Burgess, 12 Elliott Whitehead, 13 Sean O’Loughlin (c);

Interchanges: 14 Alex Walmsley, 15 Thomas Burgess, 16 Ben Currie, 17 Chris Heighington;

 

Lista de campeões

Ano(s)Sede(s)CampeãoVice campeãoObservações
1954FrançaGrã BretanhaFrança4 países participantes, incluindo Austrália e Nova Zelândia
1957AustráliaAustráliaGrã BretanhaMesmos 4 participantes
1960InglaterraGrã BretanhaAustráliaMesmos 4 participantes
1968Austrália e Nova ZelândiaAustráliaFrançaMesmos 4 participantes
1970InglaterraAustráliaGrã BretanhaMesmos 4 participantes
1972FrançaGrã BretanhaAustráliaMesmos 4 participantes
1975Jogos em todos os paísesAustráliaInglaterra5 participantes, com a Grã Bretanha dividida em Inglaterra e Gales
1977Austrália e Nova ZelândiaAustráliaGrã Bretanha4 participantes, com a volta da Grã Bretanha
1985-1988Jogos em todos os paísesAustráliaNova Zelândia5 seleções, com a Papua Nova Guiné estreando. Formato de todos contra todos, turno e returno, com jogos ao longo de 4 anos
1989-1992Jogos em todos os paísesAustráliaGrã BretanhaMesmo formato e equipes de 85-88
1995InglaterraAustráliaInglaterra10 participantes, com a Grã Bretanha dividida em Inglaterra e Gales definitivamente. Estreias de Fiji, Samoa, Tonga e África do Sul
2000Inglaterra, Gales, Escócia, Irlanda e FrançaAustráliaNova Zelândia16 participantes. Estreias de Escócia, Irlanda, Ilhas Cook, Rússia e Líbano
2008AustráliaNova ZelândiaAustrália10 participantes. 1º título da Nova Zelândia
2013Inglaterra e GalesAustráliaNova Zelândia14 participantes. Estreias da Itália e dos Estados Unidos
2017Austrália, Nova Zelândia e Papua Nova GuinéAustráliaInglaterra14 participantes (mesmo formato de 2013). Novo ciclo de 4 anos instituído
2021Inglaterra--16 participantes
Lista de campeõesTítulosVices
Austrália113
Grã Bretanha/Inglaterra36
Nova Zelânda13
França02

 

Resultados de 2017

DiaLocalTime PlacarXPlacarTimeGrupo/Fase
27/10/2017Melbourne (Austrália)AUSTRÁLIA18X04INGLATERRAGrupo A
28/10/2017Auckland (Nova Zelândia)NOVA ZELÂNDIA38X08SAMOAGrupo B
28/10/2017Port Moresby (Papua Nova Guiné)PAPUA NOVA GUINÉ50X06GALESGrupo C
28/10/2017Townsville (Austrália)FIJI58X12ESTADOS UNIDOSGrupo D
29/10/2017Cairns (Austrália)IRLANDA36X12ITÁLIAGrupo C/Grupo D
29/10/2017Cairns (Austrália)ESCÓCIA04X50TONGAGrupo B
29/10/2017Canberra (Austrália)FRANÇA18X29LÍBANOGrupo A
03/11/2017Canberra (Austrália)AUSTRÁLIA52X06FRANÇAGrupo A
04/11/2017Sydney (Austrália)INGLATERRA29X10LÍBANOGrupo A
04/11/2017Christchurch (Nova Zelândia)NOVA ZELÂNDIA74X06ESCÓCIAGrupo B
04/11/2017Hamilton (Nova Zelândia)SAMOA18X32TONGAGrupo B
05/11/2017Port Moresby (Papua Nova Guiné)PAPUA NOVA GUINÉ14X06IRLANDAGrupo C
05/11/2017Townsville (Austrália)ITÁLIA46X00ESTADOS UNIDOSGrupo D
05/11/2017Townsville (Austrália)FIJI72X06GALESGrupo C/Grupo D
10/11/2017Canberra (Austrália)FIJI38X10ITÁLIAGrupo D
11/11/2017Sydney (Austrália)AUSTRÁLIA34X00LÍBANOGrupo A
11/11/2017Cairns (Austrália)SAMOA14X14ESCÓCIAGrupo B
11/11/2017Hamilton (Nova Zelândia)NOVA ZELÂNDIA22X28TONGAGrupo B
12/11/2017Perth (Austrália)GALES06X34IRLANDAGrupo C
12/11/2017Perth (Austrália)INGLATERRA36X06FRANÇAGrupo A
12/11/2017Port Moresby (Papua Nova Guiné)PAPUA NOVA GUINÉ64X00ESTADOS UNIDOSGrupo C/Grupo D
17/11/2017Darwin (Austrália)AUSTRÁLIA46X00SAMOAQuartas de final
18/11/2017Christchurch (Nova Zelândia)TONGA24X22LÍBANOQuartas de final
18/11/2017Wellington (Nova Zelândia)NOVA ZELÂNDIA02X04FIJIQuartas de final
19/11/2017Melbourne (Austrália)INGLATERRA36X06PAPUA NOVA GUINÉQuartas de final
24/11/2017Brisbane (Austrália)AUSTRÁLIA54X06FIJISemifinal
25/11/2017Auckland (Nova Zelândia)TONGA18X20INGLATERRASemifinal
02/12/2017Brisbane (Austrália)AUSTRÁLIA06X00INGLATERRAFINAL

 

O que é o Rugby League?

O Rugby League é uma modalidade do rugby que nasceu em 1895 no Norte da Inglaterra. Na época, o rugby (o Rugby Union) proibia o profissionalismo no mundo todo, mas um grupo de clubes ingleses se opôs à proibição de pagamentos a jogadores e romperam com a federação inglesa, formando uma liga independente. A fim de mudar a dinâmica do jogo e torná-lo mais aberto, a liga passou a promover mudanças nas suas regras, criando uma modalidade distinta, jogada com regras diferentes e organizada por entidades distintas do Union. O League, no entanto, se difundiu fortemente apenas no Norte da Inglaterra e na Austrália, onde é mais popular que o Union. O esporte ganhou popularidade ainda na Papua Nova Guiné (país da Oceania onde é o League e não o Union que reina) e, em menor dimensão, na Nova Zelândia e em algumas partes da França, onde segue bem abaixo do Union.

Quais as principais diferenças?

  • O League é jogado por 2 times de 13 jogadores cada, com 4 reservas, sendo que um atleta que foi substituído poderá retornar a campo;
  • No League, o try vale 4 pontos, a conversão 2, o penal 2 e o drop goal (chamado também de field goal) 1 ponto;
  • Não é usado sistema de pontos bônus nas tabelas de classificação. A vitória vale 2 pontos, o empate 1 e a derrota 0;
  • Não existem rucks. Quando um atleta sofre o tackle, é seguro e vai ao chão o jogo é parado. O atleta com a bola é liberado, rola a bola com os pés para trás e o jogo é reiniciado. É o chamado “play the ball”;
  • Cada equipe tem direito a realizar 5 vezes o play the ball e, na sexta vez que um atleta é derruba, a posse da bola troca de equipe. É a chamada “Regra dos 6 tackles”. Com isso, é comum após o 5º tackle a equipe com a posse da bola chutá-la;
  • Se a equipe defensora tocar na bola entre um play the ball e outro a contagem de tackles é zerada. Quando uma equipe com a posse de bola comete um erro de manuseio e a bola troca de posse o primeiro tackle é considerado “tackle zero” e a contagem se inicia apenas após ele;
  • Não há lineouts. A reposição da bola que saiu pela lateral é feita a partir de um scrum. Penais chutados para a lateral são cobrados com free kick;
  • Na prática, os scrums não possuem disputas, pois a equipe que introduz a bola na formação pode introduzi-la diretamente no pé de sua segunda linha. Porém, a equipe sem a bola pode tentar empurrar a formação para roubar a bola (o que é raro de acontecer);
  • Não existe o mark. Com isso, chutes no campo ofensivo são frequentes;
  • Um chute dado atrás da linha de 40 metros do campo de defesa que saia pela lateral após a linha de 20 metros do campo ofensivo é chamado de “40/20” e premia a equipe chutadora com a manutenção da posse da bola e com a contagem de tackles zerada;
  • A numeração dos atletas no League muda. Os números mais altos são para os forwards e os números menos são para a linha. O fullback é o camisa 1 e o pilar o 13, por exemplo;