Oficial: Namíbia jogará a expandida Currie Cup sul-africana em 2016

Um passo crucial para o rugby da Namíbia. Foi nesta sexta-feira oficializado o novo formato para 2016 da Currie Cup, o Campeonato Sul-Africano, que passará a ter 15 equipes, incluindo agora a Namíbia, que disputará a competição apenas com atletas que atuam no rugby do próprio país. As outras 14 equipes são as 14 seleções provinciais da África do Sul. Havia sido proposta a inclusão de Zimbábue e Quênia na Currie Cup, o que não se consumou.

 

A partir do próximo ano, a Currie Cup – campeonato nacional mais antigo do mundo, criado em 1889 – ocupará um período maior do ano, largando no dia 9 de abril e se encerrando no final de outubro. Na primeira fase da Currie Cup, que termina no final de julho, as 15 equipes se enfrentarão no sistema de todos contra todos, com os atletas que disputam o Super Rugby pelas seis franquias sul-africanas estando de fora da competição. Avançarão à segunda fase as seis equipes centrais isto é, as seis equipes provinciais diretamente ligadas ao Super Rugby, portanto, Western Province (Stormers), Blue Bulls (Bulls), Golden Lions (Lions), Natal Sharks (Sharks), Free State Cheetahs (Cheetahs) e Eastern Province Kings (Kings), e mais as três melhores equipes entre os demais nove times. As seis equipes centrais não jogarão em casa contra as equipes pequenas.

 

Na segunda fase, os nove times se enfrentam novamente no sistema de todos contra todos, totalizando 8 jogos, sendo 4 em casa e 4 fora. Os quatro primeiros colocados garantirão vaga nas semifinais. Já as seis equipes eliminadas na primeira fase disputam um torneios secundário.

 

O novo modelo de disputa da Currie Cup levou, assim, ao fim da Vodacom Cup, competição que era realizada em paralelo com o Super Rugby.

 

Além da reestruturação da Currie Cup, foi anunciado pela União Sul-Africana de Rugby que as 14 equipes provinciais terão um repasse de 56% da verba de TV negociada pela entidade.

Comentários