Prévia do Rio 2016 – Feminino Grupo A: Austrália, EUA, Fiji e Colômbia

As listas de atletas já foram todas lançadas. Não resta mais nada a ser conhecido para o evento que todos aguardam nos últimos seis anos: o torneio de rugby sevens dos Jogos Olímpicos! A hora, portanto, é de começar a olhar mais atentamente a tudo que envolve o torneio. Começamos hoje as nossas tradicionais prévia! A cada artigo um grupo do Rio 2016 será passado a limpo e você saberá o que esperar do grande torneio que se avizinha.

 

O torneio feminino terá inicio no dia 6 de agosto, sábado, ao passo que o torneio masculino começará na terça-feira, dia 9. Portanto, “ladies first”! Comecemos com as análises do torneio feminino, com o Grupo A, que tem ninguém menos que a melhor seleção da atualidade, a Austrália, campeã da Série Mundial de Sevens Feminina de 2015-16. Junto das aussies estão Estados Unidos, Fiji e Colômbia.

 

Quer comprar ingressos para o torneio? Clique aqui correndo!

 

CVC_PORTAL_pumasallblacks_03

 

australia bandeira copy

Austrália

Apelido: Pearls (não oficial)

Classificação 2015-16: Campeã

Títulos mundiais: Copa do Mundo de Sevens de 2009 e Série Mundial de Sevens 2015-16

Títulos de etapas: Dubai (2013, 2015), Brasil (2014, 2016), Inglaterra 2015 e Estados Unidos 2016

Técnico: Tim Walsh

Elenco: Shannon Parry, Sharni Williams (c), Nicole Beck, Gemma Etheridge, Emma Tonegato, Evania Pelite, Charlotte Caslick, Chloe Dalton, Amy Turner, Alicia Quirk, Emilee Cherry e Ellia Green;

 

Prévia: Melhores do mundo no momento, as australianas fizeram uma temporada irrepreensível na última temporada, com a Austrália vencendo as três primeiras etapas. Com o título quase certa, as aussies frearam na reta final, acumulando um terceiro e um segundo lugar nas duas últimas etapas. A Austrália teve 3 das 5 maiores fazedoras de tries da temporada, com Emilee Cherry (melhor do mundo de 2014), Elia Green e Emma Tonegato sendo sinônimos de muito perigo para todas as adversárias. Dona do segundo melhor ataque de 2015-16, atrás apenas da Nova Zelândia, as campeãs mundiais têm também uma defesa poderosíssima, que talvez seja seu maior trunfo. Ínfimos 0,3 tackles perdidos por jogo, o que significa que as australianas perdem em média apenas um tackle por dia. Em 30 jogos na temporada, apenas 3 derrotas e 27 vitórias, que fazem as Pearls favoritíssimas ao título.

 

eua flag

Estados Unidos

Apelido: Eagles

Classificação 2015-16: 6º lugar

Títulos: 3º lugar da Copa do Mundo de Sevens de 2009 e de 2013 / Prata nos Jogos Pan-Americanos de 0215

Técnico: Jules McCoy

Elenco: Bui Baravilala, Ryan Carlyle, Lauren Doyle, Joanne Fa’avesi, Carmen Farmer, Victoria Folayan ,Kelly Griffin, Jessica Javelet, Kathryn Johnson, Alev Kelter, Jillion Potter, Richelle Stephens;

 

Prévia: Sextas do mundo em 2015-16, as estadunidenses não estão em alta. O time do técnico Jules McCoy teve uma sensível queda de rendimento com relação à temporada anterior, chegando a apenas uma semifinal nos cinco torneios desde dezembro. Pouco para um time com ambições de chegar ao Rio com chances reais de medalha, sobretudo porque as Águias perderam mais do que venceram em 2015-16: 16 derrotas contra 13 vitórias. Qualidade, no entanto, o elenco tem, com as excelentes Victoria Folayan e Jessica Javelet, sempre com faro de try, e a inspiradora Jillion Potter, que superou um câncer e uma fratura no pescoço para vir ao Brasil. Inspiração que o time americano precisa demais para brigar por um pódio. Em sua única participação no circuito, no torneio de Altanta, em abril, as colombianas voltaram para casa sem vitórias.

 

Fiji

Fiji

Apelido: Fijiana

Classificação 2015-16: 8º lugar

Títulos: Jogos do Pacífico de 2011 e de 2015

Técnico: Chris Cracknell

Elenco: Asena Rokomarama, Lavenia Tinai, Litia Naiqato, Luisa Tisolo, Merewai Cumu, Raijieli Daveua, Rebecca Tavo, Rusila Nagasau, Timaima Ravisa, Tima Tamoi, Viniana Riwai, Ana Roqica (c);

 

Prévia: Fiji é uma seleção em franca ascensão no cenário feminino. Ainda muito distante do sucesso do masculino, o time fijiano feminino vem ganhando cara de uma equipe de atletas. Há duas temporadas era possível dizer que Fiji tinha técnica, mas suas jogadoras ainda não eram atletas, e isso mudou. Colecionando vitórias na última temporada sobre Canadá, Inglaterra, França e Estados Unidos, Fiji já provou que pode almejar voos mais altos no circuito – e, por que não, nos Jogos Olímpicos? A artilheira Nagasau e a capitã e trywoman Roqica estão entre as estrelas de um time que tem chances reais de ser uma bela zebra. Preto e branco elas já vestem…

 

colombia bandeira

Colômbia

Apelido: Tucanas

Classificação 2015-16: 14º lugar

Títulos: Sul-Americano de 2015

Técnico: Laurent Palau

Elenco: Claudia Alejandra Betancur Suescún (c), Cindy Solangie Delgado Buitrago, María Camila Lopera Valle, Katherinne Paola Medina, Nicole Jocelin Avecedo Tangarife, Sharon Acevedo Tangarife, Guadalupe de la Cruz López Botero, Estefanía Ramírez Castillo, Isabel Romero Benítez, Laura Isabel González González, Laura Andrea García Ortíz, Catalina Ramírez Talero;

 

Prévia: Sem jamais ter vencido o Brasil em um Sul-Americano, a Colômbia vai ao Rio 2016 com um só objetivo: superar-se e conseguir uma inédita classificação à Série Mundial de Sevens 2016-17 como seleção central. Para isso, a Colômbia deve terminar o torneio na frente de Brasil, Japão e Quênia. Portanto, qualquer vitória na primeira fase, além de uma imensa surpresa, poderia até mesmo significa o inicio de uma nova era para as Tucanas. No então, a princípio, a Colômbia deverá brigar com o Quênia no último dia contra o último lugar.

 

Jogos:

Sábado, dia 06 de agosto

13h00 – Estados Unidos x Fiji

13h30 – Austrália x Colômbia

18h00 – Estados Unidos x Colômbia

18h30 – Austrália x Fiji

 

Domingo, dia 07 de agosto

13h00 – Fiji x Colômbia

13h30 – Austrália x Estados Unidos

Comentários