Quem teve a melhor média de público de 2015-16 no Hemisfério Norte?

Em agosto e setembro a temporada de clubes da Europa e da Ásia terá seu início. Antes que isso aconteça, analisamos as médias de público de 2015-16 para descobrirmos: onde o rugby vai bem do lado de fora e onde não vai tão bem. Nosso colaborador Leandro Vieira pesquisou e produziu este trabalho. Confira!

 

Top14: Bordeaux é do rugby

Cidade francesa de Bordeaux entrega ótimos públicos tanto para futebol quanto para rugby. Nesta temporada a equipe da bola oval teve leve superioridade na média, sendo assim a sexta equipe no ranking das torcidas do país e a primeira de todo o hemisfério norte.

 

Quatro entre as dez maiores equipes do hemisfério norte são francesas. Com a final histórica disputada na Espanha com mais de 99 mil espectadores, a liga subiu novamente para o patamar de 14 mil torcedores de média, coisa que não havia acontecendo nas ultimas edições.

 

Premiership: a ascensão de equipes milionárias

Todo o sucesso, títulos e dinheiro dos Saracens e do repentino sucesso dos Wasps em sua nova cidade, o rugby inglês que já contava com tradicionais equipes, agora tem cinco das dez maiores torcidas do hemisfério norte.

 

Leicester Tigers ainda continua sendo um clube de massa, mas muitos outros estão se tornando cada vez mais assistidos. Assim como na França, apenas três equipes não possuem média superior a 10 mil torcedores por jogo:  London Irish, Gloucester, Sale Sharks.

 

PRO12: Irlanda é a exceção

Sem a Irlanda, a liga Ítalo-celta seria um campeonato de estádios vazios, inclusive seria superado pelos japoneses. Ulster e Leinster conseguem ter boas médias. A ampliação do Kingspan Stadium para 18.196 lugares fez com que a equipe irlandesa do norte tornasse a oitava maior torcida em média de público em todo o Hemisfério. Como vimos nas ultimas semanas, a organização do torneio almeja a expansão para outras praças, devido as baixas audiências na TV e in loco.

 

Munster caiu bastante, assim como seu rendimento na ultima temporada, como consolo os vermelhos de Limerick estarão na próxima Champions Cup, primeiro ano que todas as equipes da terra dos duendes estarão presentes no novo sistema de mérito. Connacht ainda tem públicos bem abaixo dos demais.

 

PRO12: Galeses estacionados

Cardiff Blues e Dragons mantém a média de público acima dos 10.000, enquanto Ospreys e Scarlets seguem nos quatro dígitos. O “Judgement Day” salva o caixa das franquias, 68.262 torcedores assistiram os dois jogos entre as regiões galesas, recorde de público do campeonato. Apesar de toda a tradição e popularidade do rugby naquele país, o futebol segue sendo o mais apreciado quando o assunto é clubes.

 

Não importa o adversário, o Cardiff Arms Park não esteve cheio em nenhuma partida da equipe da capital, logo seu conterrâneo no futebol teve média bem superior jogando a segunda divisão inglesa.

 

Equipes de elite galesas com maior média de público na ultima temporada:

 

  1. Swansea City AFC – Futebol – Premier League (1ª divisão): 20.711

  2. Cardiff City F.C – Futebol – Championship (2ª divisão): 16.463

  3. Cardiff Blues – Rugby – Pro12: 8834

  4. Newport Gwent Dragons – Rugby – Pro12: 7931

 

PRO12: Itália sempre fraca

As duas equipes menos seguidas da Europa e somente superiores ao Pro Rugby norte-americano quando o quesito é média de público, Treviso e Zebre praticamente derrubam o PRO12. Somente San Francisco Rush com 700 pessoas jogou frente a menos torcedores que a Benetton Treviso, no Stadio Comunale di Monigo contra o Munster, 1000 presentes.

 

Pro12: Edinburgh e seu elefante branco

Apenas 36% dos assentos foram vendidos para partidas do Edinburgh. O Murrayfield passou a temporada toda vazio, 57.838 em 10 jogos. Somente a final Irlandesa levou 34.350 no mesmo local. Seu rival possui ligeira superioridade na torcida, mesmo porque tem desempenho superior nas quatro linhas. Edinburgh não planeja mandar seus jogos no estádio gigante na próxima temporada.

 

Top League: Japão bombando na arquibancada

A boa campanha Japonesa na Copa do Mundo aumentou o interesse do país drasticamente. O campeonato japonês, nesta temporada, fez com que a terra do sol nascente tornasse a 5ª maior média de público do hemisfério norte. Apesar de terem jogado mais partidas, as franquias de Escócia e Itália precisaram de 11 a 12 jogos em casa para levarem um público total superior aos das principais equipes da Top League,  que com somente 3 ou 4 partidas hospedadas, contabilizaram mais de 50% de fãs por jogo. Os escoceses do Edinburgh levaram 60,3 mil em 11 jogos, Yamaha Júbilo foi apoiado por 44,6 mil em 4.

 

Analisando todas as possibilidades possíveis, não há argumentos que possam reverter  tal tendência. Esmiuçando números  que justificassem tal aumento artificial na média, nada desabona o “boom”. Goromaru foi a estrela que levou Yamaha Júbilo a ser o visitante mais assistido da liga.

 

O maior público de um time fora da Irlanda e Gales no Pro12 foi de 23.642 em um jogo do Edinburgh no clássico contra Glasgow no Murrayfield. Suntory Sungoliath versus Toshiba Brave Lupus foi visto por 25.164. Se considerarmos os Playoffs não altera muito o cenário.

 

Pro 12 X Top League – Maiores públicos*

 

  1. Pro12 – Leinster X Munster : 43.108

  2. Pro12 FINAL – Connacht X Leinster : 34.500

  3. Pro12 – Munster X Leinster – Thomond Park: 25.600

  4. Top League – Suntory Sungoliath X Brave Lupus: 25.164

  5. Top League FINAL – Wild Knights X Brave Lupus: 24.557

  6. Pro12 – Edinburgh X Glasgow – Murrayfield: 23.642

  7. Top League – Canon Eagles X Yamaha Jubilo: 22843

  8. Top League TERCEIRO LUGAR – Steelers X Yamaha Jubilo: 22.377

  9. Top League – Brave Lupus X Wild Knights: 20.138

  10. Pro12 – Leinster X Ulster: 19.100

 

*  ”Judgement day” não esclarece quem é o mandante dos dois jogos compartilhados. portanto foi excluído, mas é contabilizado na média das equipes.

Médias de público das ligas do Hemisfério Norte*

França – Top 14: 14.328

Inglaterra – Premiership: 13.611 Escócia, Gales, Irlanda e Itália – Pro12: 8.480
Japão – Top League: 7.720

Médias de público dos times nas ligas do Hemisfério Norte*

POSiÇÃO CLUBE PAÍS/LIGA MÉDIA
1 Bordeaux-Bègles França – TOP14 25539
2 Leicester Inglaterra – Premiership 21769
3 Harlequins Inglaterra – Premiership 19307
4 Toulon França – TOP14 18795
5 Toulouse França – TOP14 17153
6 Clermont França – TOP14 17047
7 Saracens Inglaterra – Premiership 16135
8 Ultster Escócia, Gales, Irlanda e Itália – Pro12 15601
9 Wasps Inglaterra – Premiership 15501
10 Northampton Inglaterra – Premiership 15451
11 Leinster Escócia, Gales, Irlanda e Itália – Pro12 15101
12 La Rochelle França – TOP14 14744
13 Gloucester Inglaterra – Premiership 13885
14 Grenoble França – TOP14 13657
15 Bath Inglaterra – Premiership 13225
16 Munster Escócia, Gales, Irlanda e Itália – Pro12 12598
17 Pau França – TOP14 12354
18 Toshiba Brave Lupus Japão – Top League 12045
19 NTT Shining Arcs Japão – Top League 11759
20 Stade français França – TOP14 11577
21 Montpellier França – TOP14 11552
22 Exeter Inglaterra – Premiership 11169
23 Yamaha Jubilo Japão – Top League 11164
24 Racing 92 França – TOP14 10497
25 Brive França – TOP14 10271
26 Canon Eagles Japão – Top League 10184
27 Oyonnax França – TOP14 9908
28 London Irish Inglaterra – Premiership 9892
29 Castres França – TOP14 9584
30 Suntory Sungoliath Japão – Top League 9341
31 Worcester Warriors Inglaterra – Premiership 9042
32 Coca-Cola Red Sparks Japão – Top League 8969
33 Honda Heat Japão – Top League 8937
34 Cardiff Escócia, Gales, Irlanda e Itália – Pro12 8834
35 Kobelco Steelers Japão – Top League 8809
36 Ospreys Escócia, Gales, Irlanda e Itália – Pro12 8597
37 Agen França – TOP14 8316
38 Newport Dragons Escócia, Gales, Irlanda e Itália – Pro12 7931
39 Toyota Verblitz Japão – Top League 7492
40 Llanelli Scarlets Escócia, Gales, Irlanda e Itália – Pro12 7352
41 Panasonic Wild Knights Japão – Top League 7278
42 Glasgow Warriors Escócia, Gales, Irlanda e Itália – Pro12 6787
43 Newcastle falcons Inglaterra – Premiership 6742
44 Kintetsu Liners Japão – Top League 6390
45 Ricoh Black Rams Japão – Top League 6370
46 NTT Red Hurricanes Japão – Top League 6337
47 Sale Sharks Inglaterra – Premiership 6169
48 Kubota Spears Japão – Top League 6019
49 Connacht Escócia, Gales, Irlanda e Itália – Pro12 5638
50 Edinburgh Escócia, Gales, Irlanda e Itália – Pro12 5479
51 NEC Green Rockets Japão – Top League 5256
52 Toyota Industries Shuttles Japão – Top League 3532
53 Benetton Treviso Escócia, Gales, Irlanda e Itália – Pro12 3480
54 Zebre Escócia, Gales, Irlanda e Itália – Pro12 2375

 

* Equipes do Pro Rugby Norte-americano se encontram abaixo do Zebre, ultimo colocado.

Comentários