Racing, Saracens e Leicester já têm seus lugares nas finais da Copa Europeia!

ARTIGO COM VÍDEOS – A Champions Cup, a Copa Europeia de Rugby, conheceu neste fim de semana nada menos que três classificados às quartas de final: Racing, Saracens e Leicester Tigers, que carimbaram suas vagas mesmo com uma rodada de antecedência para o fim da fase de grupos.

 

Ospreys e Toulon também viveram uma grande jornada, terminando a quinta rodada no primeiro lugar de suas chaves após cruciais vitórias sobre Clermont e Wasps, respectivamente.  A vitória do Ospreys ainda resultou em mais uma definição: além de classificados às quartas de final, Racing, Saracens e Leicester Tigers terão o mando de jogo na próxima fase, destinado aos quatro melhores campeões de grupo. Isso porque o Ospreys não conseguirá ultrapassar nenhum deles na próxima rodada.

 

Além dos campeões de cada um dos cinco grupos, terão vaga nas quartas de final os três melhores segundos colocados. Com isso, Ulster, Northampton, Glasgow, Clermont, Bordeaux, Exeter, Stade Français e Wasps ainda sonham com um lugar na fase final.

 

Saracens sem concorrência

A campanha do Saracens na Copa Europeia é quase perfeita. O rubronegro inglês alcançou sua quinta vitória em cinco jogos no Grupo 1, a quarta bonificada, e já está classificado com o mando de jogo em mãos para as quartas de final. Nesse sábado, os londrinos receberam os norte irlandeses do Ulster e não tiveram problemas para vencerem por 37 x 17. Precisando vencer para ainda sonhar com o primeiro lugar, o Ulster começou dificultando as ações para os Sarries, com Luke Marshall fazendo o primeiro try logo aos 4′, recebendo passe magistral de Jarred Payne com os pés. Mas, os Saracens reagiram antes do intervalo e viraram o marcador com try em devastador maul, finalizado por Billy Vunipola, aos 37′. No segundo tempo, o Ulster desmontou e o Saracens atropelou, com Duncan Taylor, Maro Itoje e Schalk Brits fazendo três tries em um espaço de 10 minutos. Humphreys ainda faria um try de consolação para o Ulster aos 70′, mas o placar ficou em 33 x 17 para os ingleses.

 

Na outra partida do grupo, o dérbi francês terminou com a eliminação matemática do Toulouse, com derrota melancólica diante do caçula Oyonnax, que, mesmo já eliminado, festejou sua primeira vitória na história da Champions Cup. 32 x 14.

 

Na rodada final, o Ulster joga por sua classificação como um dos três melhores segundos recebendo o Oyonnax. O Ulster precisa vencer com ponto bônus e ainda torcer por uma combinação de resultados.

 

Pesadelo para o Clermont, euforia para os Ospreys

Emoção maior foi vivida no Grupo 2, com o líder Clermont se complicando com uma derrota fora de casa contra os galeses do Ospreys, que saltaram para a liderança do grupo. Até hoje, jamais um clube francês venceu em Swansea, mas a partida parecia pender toda a favor dos Vulcões, que fizeram o primeiro try logo aos 5′ com Fofana, em grande jogada de Camille Lopez. Mas, a indisciplina custou a cabeça do Clermont. Com dois penais no primeiro tempo, Dan Biggar manteve os donos da casa na cola, mas o abertura “macarena” desperdiçou dois penais antes do intervalo e quem assumiu os chutes foi Sam Davies, que correspondeu. No segundo tempo, Davies deixou os galeses encostados no placar com um penal e um drop goal certeiro e virou o marcador aos 68′, quando o Clermont jogava com 14, após amarelo para Ulugia. O Clermont não teve forças para se recompor e viu Davies chutar outros dois penais antes do fim para fechar a vitória galesa em 21 x 13.

 

Apesar da derrota do Clermont, teve festa na França, com o Bordeaux mantendo suas chances com uma vitória sobre os ingleses do Exeter Chiefs por empolgantes 34 x 27. A partida foi uma loucura, muita aberta e cheia de ações em velocidade, com os franceses atropelando no começo com tries de Ashley-Cooper e Blair Connor, mas com os ingleses reagindo pouco depois pelas mãos de Dave Lewis. O Bordeaux não sentiu o try do Exeter e fez seu terceiro dois minutos depois, com Madaule, mas os Chiefs responderam de imediato, quatro minutos mais tarde, com McGuigan cruzando o in-goal e igualando em 20 x 20 o marcador. No segundo tempo, mais rugby aberto dos dois lados e Auzqui fez o quarto try do Bordeaux aos 55′. Mas, Bodilly respondeu aos pouco depois para os Chiefs, empatando tudo de novo. O golpe final veio apenas aos 70′, com try de Tauleigne no contra golpe. 34 x 17.

 

Todos os times do Grupo 2 vão à última rodada com chances de terminarem em primeiro lugar. O Exeter receberá o Ospreys, enquanto Bordeaux visitará o Clermont. Para o Ospreys basta uma simples vitória, ao passo que o Chiefs precisa vencer com bônus e torcer por uma vitória do Bordeaux sobre o Clermont. Já o Clermont precisa derrotar o Bordeaux e torcer pelo insucesso do Ospreys. Já o Bordeaux necessita de um triunfo bonificado sobre o Clermont e de uma vitória não bonificada de Exeter. Pela pontuação dos demais grupos, dificilmente o segundo colocado do Grupo 2 avançará.

 

Racing voando

O Grupo 3 conheceu no domingo seu primeiro classificado. Como esperado, o Racing segue como um dos invictos do certame e já não pode mais ser alcançado no primeiro lugar. O time de Paris não deu chances aos galeses do Scarlets e conquistou uma vitória impressionante, fazendo cinco tries apenas no primeiros tempo, quando abriu 38 x 0 com tries de Laulala duas vezes, Imhoff, Claassen e Dupichot. Os galeses esboçaram a reação no segundo tempo cruzando o in-goal duas vezes nos 10 minutos iniciais, com DTH van der Merwe e Gareth Davies, mas um penal try aos 56′ e o segundo try da máquina argentina Imhoff sepultaram as esperanças vermelhas. Goosen ainda fez o seu try e Laulala completou seu hat-trick, selando o placar em 64 x 14.

 
Valendo as chances de seguirem vivos na luta por um dos três melhores segundos lugares, Northampton Saints e Glasgow Warriors se encararam na Inglaterra e quem levou a melhor foram os Saints, que venceram no finzinho por 19 x 15 e seguem bem na luta pela vaga. O oitavo Teimana Harrison completou belo maul logo aos 7′ para fazer o primeiro try do jogo, mas os Warriors reagiram com 3 penais de Finn Russell para se colocarem na frente em 9 x 7. O lateral seguido de maul continuou uma arma importante dos ingleses e o segundo try saiu aos 51′, com Day finalizando. Glasgow reagiu aproveitando os penais cedidos pelos Saints e Russell garantiu a virada no placar aos 70′. Todavia, o dia era de Northampton e o try da virada veio aos 78′, após chute cruzado de Myler para North apanhar e deixar com o debutante Mallinder, que cravou dentro do in-goal.

 
No próximo sábado, os Saints viajam a Llanelli para encararem os Scarlets, enquanto Glasgow recebe o Racing. Northampton precisa vencer, de preferência com ponto bônus, para avançar, enquanto Glasgow sonha com uma improvável combinação de resultados que inclua uma vitória bonificada sua, derrota dos Saints e resultados favoráveis em outros grupos.
 


 

Leicester sem dificuldades

Dificuldades nulas teve também o Leicester Tigers para assegurar sua classificação no Grupo 4. E ela veio sem a equipe entrar em campo. No primeiro jogo do grupo, o Stade Français foi à Irlanda precisando vencer o Munster para seguir com chances de ultrapassar os Tigers. Mas, o que se viu foi uma aguerrida equipe vermelha tentando salvar sua imagem perante sua torcida. O Munster se impôs com grande vitória bonificada, que teve Sherry e Earls fazendo os tries isolados no primeiro tempo e Zebo arrancando no começo da segunda etapa para fazer explodir o Thomond Park. Porém, os parisienses ainda estavam vivos e, aos 62′, Jonathan Ross correu para o primeiro try do Stade Français, que reduziu o marcador para 19 x 13 a favor dos irlandeses. As chances estavam em aberto, contudo, aos 67′, CJ Stander aproveitou a bobeada da defesa rosa e fez o quarto try irlandês, para confirmar a vitória por 26 x 13.

 

Com isso, Leicester jogou ainda mais solto na sua partida contra o frágil Treviso, da Itália, e não sofreu para fazer 47 x 7, com direito a 7 tries. Na rodada final, o Stade Français joga de olho nos demais grupos, precisando vencer justamente o Leicester em Paris para se classificar entre os melhores segundos. Os Tigers não brigam por mais nada, pois já têm inclusive o mando de jogo assegurado nas quartas de final.

 

Toulon vence Wasps no apagar das luzes

Acima de tudo, galático. O Toulon não fez um bom jogo contra o Wasps. Mas, no fim, o tricampeão europeu emergiu vitorioso e arrancou do Wasps a primeira posição do Grupo 5, vencendo por 15 x 11 graças a um try já com o tempo esgotado. Os franceses não tardaram a abrir o placar com try de Quade Cooper, aos 12′, após interceptação e contra-ataque puxado por Habana. Porém, apesar do try, o abertura australiano não viveu um bom dia. Os Wasps ficaram logo depois com um homem a menos, pelo amarelo a George Smith, mas os vermelhos só mexeram no placar com um penal batido por Escande, respondido logo depois por Gopperth. Sem criar nada, o Toulon viu os ingleses crescerem e, aos 63′, Gopperth adicionou novo penal, que colocou os Wasps 2 pontos abaixo somente. Michalak jogou fora penal a favor do Toulon logo depois e, aos 71′, Guy Thompson cruzou o in-goal para dar o try que seria da vitória inglesa. Entretanto, Gopperth perdeu a conversão e o Toulon foi capaz de controlar a posse de bola nos instantes finais, com Tillous-Borde manejando-a de um lado ao outro do campo até achar Ma’a Nonu, que investiu sobre a defesa aurinegra e serviu Drew Mitchell na negativa, quebrando a defesa dos Wasps. 15 x 11 no fechar das cortinas.

 

Antes, no sábado, o Leinster, já eliminado, sepultou o Bath, vencendo os ingleses por 25 x 11. Ian Madigan chutou 6 penais, enquanto Sean Cronin fez o try irlandês.

 

Na última rodada, o Toulon visita o Bath e precisa de uma simples vitória para assegurar a classificação e o mando de jogo na próxima fase. Já o Wasps recebe o Leinster e precisa vencer para manter chances de classificação (como um dos melhores segundos colocados ou em prmeiro lugar do Grupo 5, caso o Toulon seja derrotado).

 
champions cup logo

Rugby Champions Cup 2015-16 – Copa Europeia de Rugby

Grupo 1

Saracens 33 x 17 Ulster, em Londres

Oyonnax 32 x 14 Toulouse, em Oyonnax

 

Grupo 2

Ospreys 21 x 13 Clermont, em Swansea

Bordeaux 34 x 27 Exeter Chiefs, em Bordeaux

 

Grupo 3

Racing 64 x 14 Scarlets, em Paris

Northampton Saints 19 x 15 Glasgow Warriors, em Northampton

 

Grupo 4

Munster 26 x 13 Stade Français, em Limerick

Leicester Tigers 47 x 07 Benetton Treviso, em Leicester

 

Grupo 5

Leinster 25 x 11 Bath, em Dublin

Toulon 15 x 11 Wasps, em Toulon

 

Clube Pais Jogos Pontos
Grupo 1
Saracens Inglaterra 6 28
Ulster Irlanda 6 18
Oyonnax França 6 07
Toulouse França 6 05
Grupo 2
Exeter Chiefs Inglaterra 6 16
Bordeaux França 6 16
Ospreys Gales 6 16
Clermont França 6 15
Grupo 3
Racing França 6 22
Northampton Saints Inglaterra 6 19
Glasgow Warriors Escócia 6 14
Scarlets Gales 6 02
Grupo 4
Leicester Tigers Inglaterra 6 23
Stade Français França 6 19
Munster Irlanda 6 15
Benetton Treviso Itália 6 00
Grupo 5
Wasps Inglaterra 6 20
Toulon França 6 20
Bath Inglaterra 6 10
Leinster Irlanda 6 06

Comentários