O feriado de 1º de maio será de gala no rugby league da Oceania. A NRL será interrompida para um grande motivo: os jogos entre seleções, que prometem grandes emoções com uma sequência inspiradora de partidas. No dia 1º, sexta-feira, às 7h00 da manhã, hora de Brasília, o Suncorp Stadium, em Brisbane, receberá o grande clássico mundial entre Austrália e Nova Zelândia, Kangaroos x Kiwis, de tanta história, e com Sports+ ao vivo para o Brasil. O jogo de prévia da partida será o confronto feminino entre Jillaroos (Austrália) e Kiwi Ferns (Nova Zelândia).

 

No sábado, dia 2, será a vez de Gold Coast receber uma rodada dupla de tirar o fôlego: o Pacific Test Double-Header, com dois jogos entre as principais seleções do Pacífico Sul. Primeiro, às 4h35 da manhã, duelam Papua Nova Guiné e Fiji, enquanto às 6h40 é a vez do dérbi polinésio entre Samoa e Tonga. Os dois jogos também terão exibição dos Sports+.

 

- Continua depois da publicidade -

Já no domingo, a cidade de Wagga Wagga, no interior de Nova Gales do Sul, recebe o tradicional City vs Country, o duelo anual entre a seleção de Sydney (City) e a seleção do interior do estado de Nova Gales do Sul (Country), que serve de preparação para o State of Origin. O jogo será também exibido pelo Sports+ ao vivo, às 3 da manhã de sábado para domingo.

 

Kiwis querem revanche

O velho clássico do rugby league tem sua rivalidade a cada ano renovada com o jogo anual do ANZAC Test. Nos últimos anos, a Nova Zelândia deixou o que era um jogo de vencedor quase certo (a Austrália) em um genuíno clássico imprevisível. O favoritismo é, como sempre, todo da Austrália, mas os Kiwis hoje entram sempre com chances de vitória contra os Kangaroos. Tanto que nos últimos dois duelos a vitória foi neozelandesa, com os Kiwis levantando a taça do Four Nations em 2014 ao baterem os Kangaroos duas vezes, 30 x 12, em Brisbane (palco do jogo dessa sexta) e 22 x 18, em Wellington. Entretanto, antes dessas duas vitórias, os neozelandeses não venciam os australianos desde 2010, com uma sequência de oito vitória seguidas dos Kangaroos e, em 2014, o triunfo voltou a ser aussie, 30 x 18, em Sydney.

 

O histórico é mais desfavorável para os neozelandeses quando o assunto é o ANZAC Test de maio. O jogo, com esse nome, foi instituído em 1997 e, desde então, a Nova Zelândia venceu apenas uma vez, em 1998. Desde então, a Austrália venceu todos os jogos e só perdeu para os neozelandeses em jogos válidos por Copa do Mundo (em 2008) e Four Nations (1999, 2005, 2010 e 2014). Na história, entre jogos entre Kiwis e Kangaroos, foram 138 jogos, com 93 vitórias da Austrália, 30 vitórias da Nova Zelândia e 3 empates.

 

Para o confronto de 2015, os Kangaroos apostam em uma mistura interessante de veteranos, como Jonhnathan Thurston, Cooper Cronk, Cameron Smith, Corey Parker, Sam Thaiday e Greg Inglis, jogando ao lado de jovens talentos, como Will Chambers e Alex Johnstone. Trata-se da Austrália fazendo seus primeiros experimentos de olho na Copa do Mundo de 2017. Ainda assim, a renovação parece lenta, com boa parte do time sendo as mesmas caras que caíram diante dos Kiwis no Mundial de 2013, e que, por serem jogadores vitoriosos em suas carreiras, é de se esperar que coloquem seu máximo em campo para não sofrer uma histórica terceira derrota seguida para os Homens de Preto. Billy Slater, lesionado, foi cortado do elenco após ter sido confirmado na primeira lista.

 

Já os Kiwis apostaram em um elenco igualmente forte, também sem muitas mudanças com relação à equipe de 2014. No embate físico, os neozelandeses podem até ter alguma vantagem, pela idade média mais baixa que a dos Kangaroos, e sua linha está pronta para dar um golpe no favoritismo australiano. O ANZAC Test deste ano segue a tendência de igualdade nos últimos anos e os Kiwis jogam com a alma para quebrarem o tabu dos jogos de maio. Afinal, se muitos apontaram que o Four Nations de 2014 pode marcar o início de uma nova era no rugby league de seleções, o ANZAC Test desde ano também pode muito bem virar uma página.

 

Pacific Test por uma nova era

O equilíbrio do Four Nations de 2014, que teve Samoa jogando em igualdade com seus adversários mais poderosos, levou a uma renovação e ampliação do Pacific Test. Até o ano passado, o evento consistia em um jogo envolvendo duas seleções do Pacífico. Mas, em 2015, as quatro potências da região entrarão em campo no mesmo dia e estádio, trazendo muita emoção em rodada dupla crucial para o desenvolvimento dessas seleções, que almejam voltar a enfrentar Austrália e Nova Zelândia com chances de derrotá-las.

 

O evento será no sábado em Gold Coast e a partida que abrirá a série colocará em campo Papua Nova Guiné e Fiji. Os Kumuls, da Papua, são tradicionalmente a terceira força da Oceania, mas com o recente fluxo de atletas nascidos ou com origens em Fiji, Samoa e Tonga, oriundos ou não do Union, para a NRL deixaram a Papua abaixo de seus rivais regionais. O rugby league é o esporte mais popular da Papua e a PNGRL (máxima entidade do país) deu um passo adiante no ano passado criando uma equipe para jogar na Queensland Cup, equivalente à segunda divisão do rugby league profissional australiano. Com isso, os Kumuls em 2015 têm um elenco totalmente profissional, com 14 atletas que atuam na Queensland Cup e 5 atletas que jogam na NRL. O desfalque principal é o craque James Segeyaro, lesionado, e que fará falta à equipe. Já Fiji tem 12 nomes na NRL e apenas 6 jogadores que atuam abaixo da competição, levando o favoritismo para a partida, apesar de ter histórico desfavorável contra os Kumuls. Marika Koroibete, Kevin Naiqama, Apisau Koroisau, Jayson Bukuya e Eto Nabuli são os grandes nomes.

 

Na sequência, Samoa e Tonga fazem o clássico da Polinésia, e que promete muito. Samoa foi a sensação do Four Nations, passando perto de vitória sobre Austrália, Nova Zelândia e Inglaterra. Tonga, por outro lado, venceu bem o último duelo contra os samoanos e tem grande poder de fogo também. Samoa tem nada menos que 17 de seus 18 convocados atuando na NRL, com destaques para Sam Kasiano, Alapati Mata’utia, Sauaso Sue, Tim Simona, Daniel Vidot e Frank Pritchard. Tonga, por sua vez, tem todos os seus 18 jogadores atuando na NRL, entre eles nomes de peso do naipe de Jorge Taufua, Konrad Hurrell, Mahé Fonua, Sosaia Feki e Manu Ma’u.

 

África do Sul volta a visitar a Oceania

Para completar a semana de jogos entre seleções no Rugby League, a seleção da África do Sul voltou à ativa e iniciou uma gira pela Austrália, a primeira desde 1963. O renascimento dos Rhinos, como são conhecidos, é há muito tempo aguardado e agora com as Eliminatórias para a Copa do Mundo de 2017 se aproximando a equipe partiu para dois desafios preparatórios em Sydney. Nesse domingo, dia 26, os Rhinos enfrentaram a jovem seleção das Filipinas (formada por australianos de origem filipina) e venceram por 32 x 28. No sábado, dia 2, os Rinocerontes enfrentam Niue, pequena ilha do Pacífico que tem tradição no esporte.

 

*Horários de Brasília

Sexta-feira, dia 1º de maio

Kangaroosversus(14)kiwis RL copy copy

07h00 – Austrália x Nova Zelândia, em Brisbane – Sports+ AO VIVO

Histórico: 138 jogos, 93 vitórias da Austrália, 30 vitórias da Nova Zelândia e 3 empates. Último jogo: Nova Zelândia 22 x 18 Austrália, em 2014.

 

Austrália (Kangaroos): 1 Greg Inglis (South Sydney Rabbitohs), 2 Alex Johnston (South Sydney Rabbitohs), 3 Michael Jennings (Sydney Roosters), 4 Will Chambers (Melbourne Storm), 5 Josh Dugan (St George Illawarra Dragons), 6 Jonathan Thurston (North Queensland Cowboys), 7 Cooper Cronk (Melbourne Storm), 8 Matthew Scott (North Queensland Cowboys), 9 Cameron Smith (c, Melbourne Storm), 10 Aaron Woods (Wests Tigers), 11 Greg Bird (Gold Coast Titans), 12 Sam Thaiday (Brisbane Broncos) e 13 Corey Parker (Brisbane Broncos).

Interchange: 14 Luke Lewis (Cronulla Sharks), 15 Trent Merrin (St George Illawarra Dragons), 16 Nate Myles (Gold Coast Titans) e 17 James Tamou (North Queensland Cowboys).

18º: Daly Cherry-Evans (Manly Sea Eagles), 19º: Josh Papalii (Canberra Raiders).

 

Nova Zelândia (Kiwis) (ordem alfabética): Jesse Bromwich (Melbourne Storm), Lewis Brown (Penrith Panthers), Greg Eastwood (Canterbury Bulldogs), Kieran Foran (Manly Sea Eagles), Tohu Harris (Melbourne Storm), Peta Hiku (Manly Sea Eagles), Shaun Johnson (NZ Warriors), Shaun Kenny-Dowall (Sydney Roosters), Thomas Leuluai (NZ Warriors), Issac Luke (South Sydney Rabbitohs), Simon Mannering (NZ Warriors), Ben Matulino (ZN Warriors), Sam Moa (Sydney Roosters), Kevin Proctor (Melbourne Storm), Matin Taupau (Wests Tigers), Roger Tuivasa-Sheck (Sydney Roosters), Manu Vatuvei (NZ Warriors), Dallin Watene-Zelezniak (Penrith Panthers).

 

Sábado, dia 2 de maio

png rlversus(14)fiji rl

04h35 – Papua Nova Guiné x Fiji, em Gold Coast – Sports+ AO VIVO

Histórico:  6 jogos, 5 vitórias da Papua Nova Guiné e 1 vitória de Fiji. Último jogo: Papua Nova Guiné 14 x 2 Fiji, em 2009.

 

Papua Nova Guiné (Kumuls) (ordem alfabética): Stanton Albert (Penrith Panthers), Wellington Albert (Penrith Panthers), Ase Boas (PNG Hunters/Qld Cup), Josh Damen (Souths Logan Magpies/Qld Cup), Israel Eliab (PNG Hunters/Qld Cup), Adam Korave (PNG Hunters/Qld Cup), Nene Macdonald (Sydney Roosters), Rhyse Martin (Townsville Blackhawks/Qld Cup), Tyson Martin (Mackay Cutters/Qld Cup), Willie Minoga (PNG Hunters/Qld Cup), Kato Ottio (PNG Hunters/Qld Cup), Luke Page (Canberra Raiders), Brandy Peter (PNG Hunters/Qld Cup), Wartovo Puara (PNG Hunters/Qld Cup), Esau Siune (PNG Hunters/Qld Cup), Thompson Teteh (PNG Hunters/Qld Cup), Ray Thompson (North Queensland Cowboys), Lawrence Tu’u (PNG Hunters/Qld Cup), Noel Zeming (PNG Hunters/Qld Cup).

 

Fiji (Bati): 1 Kevin Naiqama (Wests Tigers), 2 Marika Koroibete (Melbourne Storm), 3 Fabian Goodall (Wentworthville Magpies/NSW Cup), 4 Brayden Wiliame (Manly Sea Eagles), 5 Eto Nabuli (St George Illawarra Dragons), 6 Darryl Millard (South Sydney Rabbitohs), 7 Ryan Millard (Norths Devils/Qld Cup), 8 Eloni Vunakece (Wyong Roos/NSW Cup), 9 Apisai Koroisau (Penrith Panthers), 10 Daniel Saifiti  (Newcastle Knights), 11 Jason Bukuya (Cronulla Sharks), 12 Jacob Saifiti (Newcastle Knights), 13 Korbin Sims (Newcastle Knights).

Interchange: 14 Tyrone Phillips (Canterbury Bankstown Bulldogs), 15 Viliame Kikau (North Queensland Cowboys), 16 Tikio Koke (Fiji), 17 Osea Sadrau (Fiji).

18º: Timoci Ratulolo Dabea (Fiji).

 

samoa rl copyversus(14)tonga rl

06h40 – Samoa x Tonga, em Gold Coast – Sports+ AO VIVO

Histórico: 16 jogos, 8 vitórias de Samoa e 8 vitórias de Tonga. Último jogo: Tonga 36 x 4 Samoa, em 2013.

 

Samoa (Toa Samoa) (ordem alfabética): Leeson Ah Mau (St George Illawarra Dragons), John Asiata (North Queensland Cowboys), Sam Kasiano (Canterbury Bulldogs), Joseph Leilua (Newcastle Knights), Ricky Leutele (Cronulla Sharks), Sam Lisone (NZ Warriors), Isaac Liu (Sydney Roosters), Dunamis Lui (Manly Sea Eagles), Alapati Mata’utia (Newcastle Knights), Josh McGuire (Brisbane Broncos), Tautau Moga (North Queensland Cowboys), Dominique Peyroux (NZ Warriors), Frank Pritchard (Canterbury Bulldogs), Tim Simona (Wests Tigers), Michael Sio (Mackay Cutters/Qld Cup), Sauaso Sue (Wests Tigers), Carlos Tuimavave (Newcastle Knights), Daniel Vidot (Brisbane Broncos).

 

Tonga (Mate Ma’a): 1 Tuimoala Lolohea (NZ Warriors), 2 Jorge Taufua (Manly Sea Eagles), 3 Konrad Hurrell (NZ Warriors), 4 Solomone Kata (NZ Warriors), 5 Mahe Fonua (Melbourne Storm), 6 Samisoni Langi (Sydney Roosters), 7 Joel Luani (West Tigers), 8 Richard Fa’aoso (Parramatta Eels), 9 Pat Politoni (Cronulla Sharks), 10 Peni Terepo (Parramatta Eels), 11 Sika Manu (c, Penrith Panthers), 12 Manu Ma’u (Parramatta Eels), 13 Siosiua Taukeiaho (Sydney Roosters)

Interchange: 14 Sosaia Feki (Cronulla Sharks), 15 Ben Murdoch-Masila (Penrith Panthers), 16 Felise Kaufusi (Melbourne Storm), 17 Albert Vete (NZ Warriors).

18º: Asipeli Fine (Wests Tigers), 19º: John Folau (Parramatta Eels).

 

Domingo, dia 3 de maio

City_vs_Country_Origin_logo

03h00 – City x Country, em Wagga Wagga – Sports+ AO VIVO

 

Country: 1 David Mead (Gold Coast Titans), 2 Akuila Uate (Newcastle Knights), 3 Jarrod Croker (Canberra Raiders), 4 Jack Wighton (Canberra Raiders), 5 James McManus (Newcastle Knights), 6 James Maloney (Sydney Roosters), 7 Jack Bird (Cronulla Sharks), 8 Dale Finucane (Melbourne Storm), 9 Ryan Hinchcliffe (Melbourne Storm), 10 Kade Snowden (Newcastle Knights), 11 Joel Thompson (St George Illawarra Dragons), 12 Tyson Frizell (St George Illawarra Dragons), 13 Josh Jackson (Canterbury Bulldogs).

Interchange: 14 Mitch Rein (St George Illawarra Dragons), 15 Paul Vaughan (Canberra Raiders), 16 Tariq Sims (Newcastle Knights), 17 Ryan James (Gold Coast Titans).

18º: Shannon Boyd (Canberra Raiders).

 

City: 1 Matt Moylan (Penrith Panthers), 2 James Tedesco (Wests Tigers), 3 James Roberts (Gold Coast Titans), 4 Waqa Blake (Penrith Panthers), 5 Daniel Tupou (Sydney Roosters), 6 Josh Reynolds (Canterbury Bulldogs), 7 Blake Austin (Canberra Raiders), 8 Andrew Fifita (Cronulla Sharks), 9 Nathan Peats (Parramatta Eels), 10 David Klemmer (Canterbury Bulldogs), 11 Curtis Sironen (Wests Tigers), 12 Wade Graham (c, Cronulla Sharks), 13 Tyrone Peachey (Penrith Panthers).

Interchange: 14 Joseph Paulo (Parramatta Eels), 15 Reagan Campbell-Gillard (Penrith Panthers), 16 Kane Evans (Sydney Roosters), 17 Jason Clark (South Sydney Rabbitohs).

18º: Bryce Cartwright (Penrith Panthers)