Rugby XV feminino comemora largada da Super Series!

O Rugby XV feminino teve nesse domingo o início de um importante torneio internacional para o desenvolvimento de suas seleções nacionais. Em Calgary, no Canadá, foi dada a largada para a Super Series, quadrangular entre as fortes seleções de Nova Zelândia, Inglaterra, Estados Unidos e Canadá.

 

Na partida de abertura, a atual campeão mundial, a Inglaterra, se impôs sobre os Estados Unidos por 39 x 10. Foram nada menos que sete tries para as inglesas, com Sarah McKenna anotando dois e Emily Scott, Kay Wilson, Rowena Burnfield, Marlie Packer e Rachel Lund deixando um cada. Lund chamou a atenção por fazer seu try apenas três minutos após marcar seu debut com a camisa inglesa.

 

No outro jogo, a seleção da casa foi atropelada pelas poderosas Black Ferns. Apesar de serem as atuais vice-campeãs do mundo, as canadenses não foram páreo para as fortes neozelandesas, que mostraram que estão fortes no trabalho de recuperação desde o insucesso do Mundial de 2014. A explicação para os largos 40 x 22 para a Nova Zelândia está no fato do Canadá optar por colocar em campo dez atletas debutantes, ao passo que as Black Ferns entraram com estrelas da categoria de Honey Hireme, autora de dois tries no jogo. Charlene Halapua, Chelsea Alley, Renee Wickliffe, Victoria Subritzki-Nafatali e Janna Vaughan fizeram um try cada na vitória de sete tries.

 

As seleções voltam a campo na próxima quarta, com a Nova Zelândia enfrentando a Inglaterra, pela liderança, e com Canadá e Estados Unidos fazendo o dérbi norte-americano. Os jogos serão na cidade de Red Deer.

 

Quênia na frente na Copa da África

No XV masculino, o fim de semana contou com duas partidas pela Copa da África. Na divisão de elite da competição, o Quênia recebeu a Tunísia e impôs a segunda derrota ao adversário em dois jogos. Contundentes 46 x 15 para os quenianos, que assumiram a liderança da competição, diante de ótimo público em Nairóbi.

 

Já na Zâmbia, a seleção da casa se sagrou campeã da terceira divisão do continente ao derrotar a segunda seleção do Zimbábue por 19 x 12. O Zimbábue, que joga a primeira divisão africana, enviou sua segunda seleção à terceira divisão para suprir as ausências de Marrocos e Camarões, que desistiram do certame. Depois de vencer a Nigéria na abertura, a Zâmbia garantiu novo triunfo e a promoção.

 

world rugby copy

World Rugby Women’s Super Series – no Canadá

1ª rodada – em Calgary

Inglaterra 39 x 10 Estados Unidos

Nova Zelândia 40 x 22 Canadá

 

rugby afrique copy

Copa da África – 1ª Divisão A – 1ª divisão africana

Quênia 46 x 15 Tunísia, em Nairóbi

 

Classificação: 1 Quênia, 3 pontos; 2 Zimbábue, 3 pontos; 3 Namíbia, 3 pontos; 4 Tunísia, 0 pontos.

Copa da África – 1ª Divisão C – 3ª divisão africana – em Lusaka, Zâmbia

Zâmbia 19 x 12 Zimbábue A

 

Classificação final: 1 Zâmbia, 8 pontos (campeã e promovida); 2 Nigéria, 6 pontos; 3 Zimbábue “A”, 1 ponto.

Comentários