ARTIGO COM VÍDEOS – Neste fim de semana, Exeter, na Inglaterra, recebeu a quarta e última etapa do Grand Prix Sevens, o Circuito Europeu Masculino, com muito em jogo. E pelo segundo ano seguido a Rússia se sagrou campeã europeia, vencendo em solo inglês para terminar na ponta da classificação geral.

Com a Inglaterra jogando com seu time de desenvolvimento e França e Gales usando o Grand Prix para testarem atletas, o caminho do Grand Prix ficou aberto para as forças secundárias da Europa e muito estava em jogo, com duas vagas europeias em disputa para a Copa do Mundo de Sevens de 2018 e outras duas vagas europeias para o Hong Kong Sevens do ano que vem, a segunda divisão mundial.

Na briga por um lugar na Copa do Mundo, ingleses, galeses e franceses não tinham interesse, por já estarem assegurados. Mas todos os demais países entraram no circuito almejado suas vagas em São Francisco (sede do torneio). E a disputa foi monopolizada por Rússia,m Espanha e Irlanda que deixaram em aberto as vagas até Exeter. As três seleções despontaram na primeira fase do torneio, mas quem primeiro lamentou foi a Espanha, que caiu nas quartas de final diante do rival Portugal, que fez campanha discreta no Grand Prix, 21 x 14. A Rússia fez sua parte e derrotou a rival Geórgia, 19 x 12, ao passo que a Irlanda passou pela rival Inglaterra por 24 x 07.

Com a derrota espanhola, Rússia e Irlanda carimbaram seus lugar na Copa do Mundo e passaram a mirar a taça. Mas, a Irlanda acabou lamentando a derrota para um inspirador time galês, 15 x 12. Os russos não decepcionaram e despacharam Portugal, que terá um difícil 2018, ficando de fora tanto do Hong Kong Sevens como da Copa do Mundo de Sevens pela primeira vez desde 1993. Na grande final, a Rússia não deu chances a Gales, fez 17 x 10 nos Dragões e levantou a taça do torneio e da temporada.

- Continua depois da publicidade -

Já na briga pelo Hong Kong Sevens, a primeira vaga europeia fora facilmente garantida pela Irlanda, que já desponta como favorita a aparecer na Série Mundial em 2019. Inglaterra, França, Gales, Rússia e Espanha, além da Escócia (que se retirou do Grand Prix) já são seleções fixas da Série Mundial e, por isso, não lutavam por um lugar em Hong Kong. Com isso, a outra vaga na segundona mundial ficou com a Alemanha, que conseguiu um suficiente 7º lugar em Exeter, para deixar para trás na classificação geral seus concorrentes principais, Geórgia, Portugal e Itália.

A Bélgica acabou sendo rebaixada para a segunda divisão europeia de 2018 por conta do regulamento. Os belgas fecharam Exeter no 11º lugar, com vitória sobre a Polônia, jogando os poloneses para o último lugar geral. Porém, por ter sido sede de uma das etapas do Grand Prix, a Polônia ganhou imunidade e não foi rebaixada, sobrando para o 11º colocado geral o indesejado destino. No ano que vem, a Bélgica será substituída pela Suécia, surpreendente campeã da segunda divisão

Por fim, o fim de semana teve ainda na Estônia as disputas da Rugby Europe Sevens Conference 2, a quarta e última divisão europeia. Áustria e Finlândia levaram a melhor e foram promovidas para a Conference 1 de 2018, pondo fim à temporada 2017 do sevens europeu.

 

Grand Prix Sevens – Circuito Europeu Masculino de Sevens – 4ª etapa, em Exeter, Inglaterra

Grupo A: 1 Irlanda, 2 Portugal, 3 França, 3 Bélgica;

Grupo B: 1 Rússia, 2 Gales, 3 Geórgia, 4 Polônia;

Grupo C: 1 Espanha, 2 Alemanha, 3 Inglaterra, 4 Itália;

 

Quartas de final

Irlanda 24 x 07 Inglaterra

Gales 17 x 12 Alemanha

Rússia 19 x 12 Geórgia

Espanha 14 x 21 Portugal

 

Semifinais

França 31 x 12 Polônia – Disputa pelo 9º lugar

Itália 12 x 10 Bélgica – Disputa pelo 9º lugar

Inglaterra 28 x 07 Alemanha – Disputa pelo 5º lugar

Geórgia 19 x 05 Espanha – Disputa pelo 5º lugar

Irlanda 12 x 15 Gales – Disputa pelo 1º lugar

Rússia 17 x 12 Portugal – Disputa pelo 1º lugar

 

Finais

Polônia 12 x 17 Bélgica – Disputa pelo 11º lugar

França 24 x 21 Itália – Disputa pelo 9º lugar

Alemanha 21 x 14 Espanha – Disputa pelo 7º lugar

Inglaterra 12 x 17 Geórgia – Disputa pelo 5º lugar

Irlanda 33 x 12 Portugal – Disputa pelo 3º lugar

Gales 10 x 17 Rússia – FINAL

Classificação geral final: 1 Rússia (campeã e classificada à Copa do Mundo de 2018), 2 Irlanda (classificada à Copa do Mundo de 2018 e ao Hong Kong Sevens 2018), 3 Espanha, 4 Gales, 5 Alemanha (classificada ao Hong Kong Sevens 2018), 6 França, 7 Geórgia, 8 Portugal, 9 Inglaterra, 10 Itália, 11 Bélgica (rebaixada), 12 Polônia*

*Polônia não foi rebaixada porque ganhou imunidade por ser sede de uma das etapas do Grand Prix;

 

Lista de campeões do Grand Prix Sevens

2011 – Portugal

2012 – Inglaterra

2013 – Inglaterra

2014 – França

2015 – França

2016 – Rússia

2017 – Rússia

 

Rugby Europe Sevens Conference 2 – 4ª divisão do Circuito Europeu Masculino de Sevens – em Tallinn, Estônia

Grupo A: 1 São Petersburgo (Rússia, desenvolvimento), 2 Áustria, 3 Bielorrússia, 4 Liechtenstein;

Grupo B: 1 Finlândia, 2 Estônia, 3 San Marino, 4 Islândia;

 

Semifinais

Bielorrússia 12 x 10 Islândia – Disputa pelo 5º lugar

San Marino 12 x 28 Liechtenstein – Disputa pelo 5º lugar

São Petersburgo 43 x 00 Estônia – Disputa pelo 1º lugar

Finlândia 10 x 24 Áustria – Disputa pelo 1º lugar

 

Finais

San Marino 14 x 05 Islândia – Disputa pelo 7º lugar

Liechtenstein 38 x 15 Bielorrússia – Disputa pelo 5º lugar

Finlândia 31 x 00 Estônia – Disputa pelo 3º lugar

São Petersburgo 47 x 05 Áustria – FINAL

 

Classificação geral: 1 Áustria (promovida), 2 Finlândia (promovida), 3 Estônia, 4 Liechtenstein, 5 Bielorrússia, 6 San Marino, 7 Islândia;

 

Classificação final do sevens europeu masculino de 2017

1 Rússia, 2 Irlanda, 3 Espanha, 4 Gales, 5 Alemanha, 6 França, 7 Geórgia, 8 Portugal, 9 Inglaterra, 10 Itália, 11 Bélgica*, 12 Polônia, 13 Suécia**, 14 Romênia, 15 Luxemburgo, 16 Ucrânia, 17 Lituânia, 18 Croácia, 19 Israel, 20 Chipre, 21 Dinamarca, 22 Letônia, 23 Moldávia*, 24 República Tcheca*, 25 Hungria**, 26 Bulgária**, 27 Eslováquia, 28 Malta, 29 Sérvia, 30 Noruega, 31 Bósnia, 32 Turquia, 33 Mônaco, 34 Eslovênia*, 35 Montenegro*, 36 Áustria**, 37 Finlândia**, 38 Estônia, 39 Liechtenstein, 40 Bielorrússia, 41 San Marino, 42 Islândia;

Membros da Rugby Europe que não participaram do Europeu de Sevens de 2017: Escócia, Holanda, Suíça, Andorra, Grécia, Azerbaijão;

**Promovidos

*Rebaixados

 

Foto: Rugby Europe