England beat SA in classic Tokyo Cup final

Páscoa de ovos zebrados no sevens mundial! O torneio de Tóquio, a antepenúltima etapa da Série Mundial de Sevens 2015-16, foi recheado de surpresas, com o Canadá derrubando a Nova Zelândia nas quartas de final e o Japão, finalmente, terminando o torneio entre os oito primeiros. Na luta pelo título, a derrota das All Blacks praticamente tirou o time neozelandês da briga pelo título, que agora se centra em África do Sul, líder, e Fiji, vice-líder.

Os sul-africanos bateram os fijianos em jogo crucial pela semifinal, mas perderam a chance de abrir ainda mais pontos de frente ao caírem na grande final diante da Inglaterra, que tirou na semifinal a zebra canadense e conquistou seu primeiro título na temporada. Para a África do Sul, o segundo lugar, contra o terceiro lugar de Fiji, garantiu aos Boks 4 pontos de frente na classificação geral sobre os fijianos e 9 acima dos neozelandeses. Já a Inglaterra festejou, além do título, a subida para o quarto lugar na classificação, aproveitando a campanha pífia da Austrália, que terminou apenas no décimo lugar. Essa combinação significou que os ingleses abriram 9 pontos de frente sobre os australianos, ganhando grande vantagem na luta por um lugar nos Jogos Olímpicos. Vale lembrar que os quatro primeiros colocados da temporada 2015-16 garantem classificação no Rio 2016.

Já na luta contra o rebaixamento, o Japão ganhou uma inesperada sobrevida. Ao terminar em sétimo lugar em casa, os japoneses reduziram para 8 pontos sua desvantagem com relação ao penúltimo colocado Portugal, que acabou na 13ª colocação em Tóquio.

- Continua depois da publicidade -

O próximo torneio será em Glasgow, na Escócia, nos dias 9 e 10 de maio.

 

Japão sensação

Na primeira fase, a grande sensação em Tóquio foi o Japão, que empatou com a Argentina e derrotou Samoa para alcançar uma inédita quartas de final. O Grupo D acabou embolado e quem avançou também ao mata-mata foi a França, deixando argentinos e samoanos para trás.

Outra decepção foi a Austrália. Os aussies se complicaram na luta pela classificação ao Rio 2016 ao perderem para Portugal e Escócia. Os australianos tiveram uma reação tardia, superando a Nova Zelândia no terceiro jogo, mas já sem condições de avançar, com neozelandeses e escoceses garantindo suas vagas.

Fiji e África do Sul, por outro lado, foram impecáveis. Fiji superou Inglaterra, Gales e Hong Kong para terminaram em primeiro, com os ingleses no segundo lugar, ao passo que os sul-africanos derrotaram Canadá, Quênia e Estados Unidos. A briga intensa se deu entre os três times pelo segundo lugar, com os canadenses batendo os quenianos e perdendo para os estadunidenses, enquanto os quenianos derrotaram os EUA. No saldo, deu Canadá na quartas.

 

All Blacks escorregam e Inglaterra vai às nuvens

E foi justamente nas quartas de final que mais uma zebrona aconteceu. O Canadá fez um segundo tempo primoroso e com tries de Moonlight e Trainor anotou dois tries para alcançar uma vitória histórica. Nos demais resultados, Fiji massacrou o Japão, a África do Sul bateu bem a Escócia e a Inglaterra sofreu, mas venceu o clássico europeu contra a França, 10 x 0.

Nas semifinais, Fiji e África do Sul fizeram um embate de titãs. Veremalua fez no primeiro tempo para os fijianos e Kwagga Smith cravou o try da vitória, com a conversão se provando a diferença, 7 x 5. A Inglaterra, por sua vez, afastou a zebra canadense e chegou à finalíssima.

Nas finais menores, a Austrália escorregou mais uma fez e caiu na final da Taça Bronze para os Estados Unidos, 17 x 12, acabando no amargo décimo lugar. A Nova Zelândia, por sua vez, se reergueu e terminou em quinto, superando a Escócia na final da Taçal Prata, 21 x 14. Fiji também terminou com vitória, superando o Canadá no terceiro lugar, 21 x 19, reduzindo o prejuízo na luta ponto a ponto com a África do Sul.

E na grande final quem deixou pontos preciosos escaparem foram justamente os sul-africanos. A Inglaterra fez talvez seu melhor jogo na temporada, abriu o placar com try de Hayter, levou o empate antes do intervalo, com Geduld recebendo mágico passe com os pés de Cecil Afrika, mas se impôs no segundo tempo com dois tries em sequência, de Michell e Burgess. No fim, os Boks tentaram a reação com try de Afrika, mas o try da vitória não veio. 21 x 14, e primeira conquista dos ingleses na temporada.

O circuito está pegando fogo!

 

tokyo sevens logosevens world series copy

Hong Kong Sevens – 6ª etapa da Série Mundial de Sevens 2014-15 – em Hong Kong, China

Grupo A: Fiji, Inglaterra, País de Gales e Hong Kong

Grupo B: Nova Zelândia, Austrália, Escócia e Portugal

Grupo C:  África do Sul, Estados Unidos, Canada e Quênia

Grupo D:  Samoa, Argentina, França e Japão

 

Sexta-feira, dia 3 de abril / Sábado, dia 4 de abril

Fiji 19 x 10 Gales

Inglaterra 33 x 0 Hong Kong

Nova Zelândia 38 x 0 Escócia

Austrália 10 x 12 Portugal

África do Sul 29 x 7 Canadá

Estados Unidos 5 x 27 Quênia

Samoa 14 x 12 França

Argentina 14 x 14 Japão

Fiji 35 x 14 Hong Kong

Inglaterra 10 x 7 Gales

Nova Zelândia 26 x 7 Portugal

Austrália 14 x 17 Escócia

África do Sul 26 x 0 Quênia

Estados Unidos 22 x 14 Canadá

Samoa 12 x 26 Japão

Argentina 7 x 17 França

Fiji 35 x 19 Inglaterra

Gales 31 x 5 Hong Kong

Nova Zelândia 14 x 19 Austrália

Escócia 17 x 12 Portugal

África do Sul 24 x 15 Estados Unidos

Canadá 26 x 10 Quênia

Samoa 26 x 26 Argentina

França 24 x 19 Japão

 

Sábado, dia 4 de abril / Domingo, dia 5 de abril

Das 21h52 às 06h30

Quartas de final menores

Gales 14 x 7 Argentina

Quênia 5 x 14 Austrália

Samoa 21 x 0 Hong Kong

Portugal 0 x 39 Estados Unidos

 

Quartas de final maiores

Fiji 41 x 5 Japão

África do Sul 22 x 0 Escócia

França 0 x 10 Inglaterra

Nova Zelândia 15 x 19 Canadá

 

Taça Estímulo (Shield) – Semifinais

Argentina 17 x 12 Quênia

Hong Kong 17 x 19 Portugal

 

Taça Bronze (Bowl) – Semifinais

Gales 12 x 17 Austrália

Samoa 5 x 22 Estados Unidos

 

Taça Prata (Plate) – Semifinais

Japão 5 x 14 Escócia

França 12 x 19 Nova Zelândia

 

Taça Ouro (Cup) – Semifinais

Fiji 5 x 7 África do Sul

Inglaterra 14 x 5 Canadá

 

Taça Estímulo

Final – Argentina 7 x 12 Portugal

 

Taça Bronze (Bowl)

Final – Austrália 12 x 17 Estados Unidos

 

Taça Prata (Plate)

Escócia 14 x 21 Nova Zelândia

 

Taça Ouro (Cup)

3º lugar – Fiji 21 x 19 Canadá

Final – Inglaterra 21 x 14 África do Sul