Nos dias 9 e 10 de maio, Glasgow, na Escócia, país criador do sevens, recebe a penúltima etapa da Série Mundial de Sevens Masculina. Os grupos já foram conhecidos, e dois deles já promete muito.

 

No Grupo A, caíram juntos Inglaterra e Austrália, que lutam pelo quarto lugar, que vale a última vaga nos Jogos Olímpicos. Os dois terão a companhia da perigosa França, que poderá fazer a diferença na luta pelo Rio 2016 caso derrote ingleses ou australianos. A Rússia, recém-promovida à elite, completa a chave.

 

- Continua depois da publicidade -

No Grupo B, foram um duelo fora de série África do Sul e Nova Zelândia. Os neozelandeses se distanciaram da briga pelo título com o resultado de Tóquio e vão atrás da luz no final do túnel em Glasgow, enquanto os Boks precisam terminaram na frente de Fiji para entrarem com vantagem na briga pelo título na etapa final, em Londres. Samoa, sempre perigosa, completa o grupo, e poderá ser decisiva caso derrota sul-africanos ou neozelandeses. O Quênia completa o grupo.

 

O Grupo C tem Fiji, que terá como desafiante principal a seleção da casa, a Escócia. Gales  Portugal fecham a chave. Já o Grupo D é de longe o mais fraco, com confrontos interessantes entre Canadá, Estados Unidos e Argentina. O Japão joga suas últimas fichas na luta contra o rebaixamento e o grupo poderá ajuda-los, já que uma classificação japonesa às quartas de final novamente, apesar de improvável, é possível.