Super Rugby tem seu calendário 2017 revelado

Nesta segunda-feira, a SANZAAR, entidade responsável pelo Super Rugby, revelou o calendário da temporada 2017 da competição, mantendo o controverso formato de 2016, mas já com a promessa de que mudanças poderão ocorrer para 2018.

 

O Super Rugby 2017 terá início no dia 23 de fevereiro, uma quinta-feira (novidade), com os australianos do Rebels recebendo em Melbourne os neozelandeses do Blues. O atual campeão Hurricanes começará sua campanha jogando em Tóquio contra os japoneses do Sunwolves.

 

Os Jaguares, time argentino, jogarão a primeira partida fora de casa, na África do Sul, contra os Kings. Em Buenos Aires, os Jaguares jogarão primeiro no dia 11 de março contra os Lions. Depois, receberão no dia 18 os Cheetahs e nos dia 25 os Reds. O jogo seguinte em casa será apenas no dia 29 de abril, diante dos Sharks, seguido pelo duelo com os Sunwolves no dia 6 de maio e com o Force no dia 13. No dia 27 de maio os Jaguares jogam de novo na Argentina, contra os Brumbies, e se despedem da torcida no dia 30 de junho contra o Kings, totalizando 8 partidas no Estádio José Amalfitani.

 

Clique aqui para baixar a tabela completa.

 

O Super Rugby terá uma pausa em sua temporada regular entre os dias 03 e 30 de junho, mas com uma partida ainda sendo jogada no dia 9. A pausa se dará no momento em que os British and Irish Lions visitarão a Nova Zelândia para enfrentarem todos os cinco times neozelandeses do Super Rugby, os combinados do New Zealand Barbarians e do Maori All Blacks e, claro, os All Blacks em três tests. A temporada regular será concluída no dia 15 de julho, com as quartas de final ocorrendo entre os dias 21 e 22, as semifinais nos dias 28 e 29 e a finalíssima no dia 05 de agosto.

 

As 18 equipes foram dividias em 2 grupos com 5 times e 2 grupos com 4 times, sendo que um grupo de 5 tem os times neozelandeses e o outro os times australianos. Já um grupo de 4 tem 3 times sul-africanos e os argentinos dos Jaguares e o outro grupo de 4 tem mais 3 sul-africanos e os japoneses dos Sunwolves.

 

Comentários