Top 14: Toulon e Clermont nas semifinais, Bayonne rebaixado

O Top 14 francês chegou ao final de sua temporada regular com uma rodada final empolgante, de batalhas pela classificação ao mata-mata e contra o rebaixamento. Com vitórias sobre Oyonnax (46 x 17) e Montpellier (29 x 17), respectivamente, Toulon e Clermont asseguraram suas classificações antecipadas às semifinais, terminando em primeiro e segundo lugares cada.

 

A derrota não foi trágica para o Oyonnax, que se garantir pela primeira vez na história no mata-mata, beneficiado justamente pela derrota do Montpellier, eliminado, e pelo fracasso incrível do Bordeaux diante do Toulouse (23 x 22). O Bordeaux teve a chance de vencer com um penal já com o tempo esgotado, mas Beauxis falhou e o Bordeaux encerrou com o amargo sétimo lugar que, pelo menos, garantiu vaga no playoff qualificatório para a Champions Cup. Já o Toulouse assegurou o mando de jogo contra o Oyonnax na repescagem para as semifinais. O outro duelo valendo vaga na semifinal será o clássico parisiense entre Stade Français e Racing Métro, que se classificou na última rodada com uma grande vitória sobre o Castres (53 x 10).

 

O Stade Français, por sua vez, foi derrotado pelo Brive (27 x 0), que conquistou a sua permanência no Top 14 graças ao resultado. Quem se juntou ao Lyon como as duas equipes rebaixadas da temporada foi o Bayonne, que deixou o País Basco sem representantes na elite. Os bascos conquistaram uma grande vitória sobre La Rochelle (45 x 12), mas naufragaram por conta do triunfo do Brive e do ponto-bônus marcado pelo Grenoble em sua derrota para o Lyon (29 x 24). Pau e Agen substituirão Bayonne e Lyon na próxima temporada do Top 14.

 

Na próxima sexta, dia 29, terá início a fase de repescagem, com os dois confrontos que valem vaga nas semifinais. O Toulouse receberá nesse dia o Oyonnax e o vencedor enfrentará o Toulon no fim de semana seguinte, enquanto Stade Français e Racing Métro duelarão no sábado, dia 30, com o vencedor garantindo vaga para duelar com o Clermont. As duas semifinais ocorrerão em sede neutra, na cidade de Bordeaux, nos dias 5 e 6 de junho, ao passo que a grande final será no dia 13 em Paris.

 

Toulon, Clermont, Toulouse, Stade Français, Racing Métro e Oyonnax se garantiram na próxima edição da Champions Cup, a principal copa europeia, enquanto o Bordeaux jogará sua sorte no próximo dia 31 no Qualificatório da Champions Cup contra o Gloucester, da Inglaterra, em jogo a ser realizado em solo inglês.

 

Toulon é o melhor da temporada regular

A equipe bicampeã francesa e tri europeia parece nunca saciar sua fome de títulos. O time recebeu o Oyonnax e se despediu dos seus torcedores com uma lavada por 46 a 17. O resultado garantiu a primeira posição do Toulon, que agora descansa esperando o seu adversário nas semifinais. A derrota tirava momentaneamente o Oyonnax de uma inédita vaga nas finais, porém a equipe se beneficiou de uma dramática derrota do Bordeaux em Toulouse para garfar o 6º lugar.

 

Com a elegância característica de seu rugby, entraram no in-goal para o RCT os pontas  Drew Mitchell (duas vezes) e Bryan Habana, o scrum-half Sebastién Tillous Borde, o oitavo Chris Masoe e o pilar reserva Alexandre Menini. Os visitantes responderam com pilar reserva Jody Jenneker e o ponta Jean Coux.

 

Clermont se garante nas semifinais

O time do Montpellier recebeu o Clermont ainda sonhando com a classificação, mas acabaram rapidamente com seu sonho com uma atuação superior do time amarelo, que venceu por 29 a 17. O resultado é um resumo do campeonato do Montpellier, que termina em 8º e precisa repensar seu projeto, que envolve muito dinheiro e poucos resultados.

 

O Clermont se livra de um jogo extra e agora pensa só nas semifinais. As equipes empataram em tries com o hooker Charles Geli e o asa Kelian Galletier fazendo para os donos da casa e os visitantes respondendo com o oitavo Fritz Lee e o segundo centro Jonathan Davies.

 

Racing Métro atropela e se classifica

O Castres, salvo do rebaixamento na rodada passada, termina a competição de forma melancólica. O vice-campeão do ano passado viajou até Paris para enfrentar o Racing Métro, em jogo que valia a classificação ao mata-mata aos parisienses. No final, os donos da casa atropelaram por 53 a 10, em um jogo de apenas uma equipe. A vitória foi construída com seis tries, sendo dois do argentino Imhoff, além dos tentos do ponta Teddy Thomas, do oitavo Antonie Claassen, do centro reserva Alexandre Dumoulin e do asa reserva Luc Barba, assegurando a passagem de fase dos alvicelestes. Os visitantes ainda encontraram forças para pontuar com o hooker Marc Rallier e o scrum-half Rory Kockott.

 

O Racing Métro agora se prepara para enfrentar o Stade Français no grande clássico de Paris. O Castres termina uma temporada, em 12º, para se esquecer, ficando no Top 14 apenas no critério de desempate.

 

Bordeaux perde classificação no último minuto

A vaga inédita nas finais estava nos pés do abertura Lionel Beauxis, que precisava acertar um chute, aparentemente fácil, das 22 de frente para os paus. O jogador, de 20 jogos pela seleção francesa, porém, sentiu o peso do momento e, para tristeza do torcida grená (e para a alegria do Oyonnax), jogou para fora a classificação. O jogo acabou e o Bordeaux terminou a competição na 7º posição, tendo como consolo a vaga na Pré-Champions Cup. O Toulouse, com a vitória por 23 a 22, termina na 3º e agora recebe o Oyonnax, salvo pela vitória dos occitanos.

 

A partida foi competitiva desde o começo e pegou fogo com a expulsão do pilar dos donos da casa Census Johnston. O time da terra dos vinhos entrou mais no in-goal com o pilar Francisco Gomez Kodela, o centro Julien Rey e o ponta Blair Connor enquanto o Toulouse pôs a bola no chão com o fullback Yoann Huget e o scrum-half Sebastien Bezy.

 

Bayonne é rebaixado de forma dramática

Os bascos jogaram sua melhor partida no ano, atropelando em casa o La Rochelle, por 45 a 12, com direito a ponto-bônus ofensivo. O resultado, porém, não foi suficiente para salvar a equipe azul e branca, que ainda dependia de uma derrota sem ponto-bônus do Grenoble ou de um simples insucesso do Brive. O destino dos bascos foi selado de forma melancólica, com os jogadores no centro do campo esperando o apito final das outras partidas. A equipe agora terá de se reestrutura para jogar a extremamente competitiva Pro D2. Os atlânticos, por outro lado, terminam na confortável 9º colocação, cumprindo o principal objetivo da equipe, que era não cair.

 

O jogo em si não teve grandes emoções, com os visitantes pouco interessados, enquanto o Bayonne jogava a partida do ano. Os donos da casa pontuaram com o scrum-half Guillaume Rouet, o oitavo Charles Ollivon, o asa Jean Monribot, o pilar Lucas Pointud, o segundo centro Joe Rokocoko, o centro reserva Christophe Loustalot e o ponta Marvin O’connor. Os Rochellais chegaram a seus tries com o scrum-half Julien Berger e o ponta Alofa Alofa.

 

Brive termina em alta com boa vitória para fugir da Pro D2

O Brive também jogava sob pressão e correspondeu à força dada por seus torcedores, superando o Stade Français por 27 x 0. Foram quatro tries para os brivistas, que dominaram por completo os parisienses e mostraram forte defesa. Kayamoibole, Mignardi, Radikeradike e Swanepoel, em 65 minutos, selaram a vitória bonificada da equipe de Limousin, que assegurou sua permanência na elite.

 

O Stade Français, por outro lado, decepcionou. Os parisienses precisavam vencer e torcer por um tropeço de Toulon ou Clermont para se garantirem diretamente nas semifinais, mas falharam em fazer sua parte, poupando vários nomes para o mata-mata. No próximo sábado, Paris tremerá com o clássico entre Stade Français e Racing Métro.

 

Grenoble termina de forma melancólica, mas se salva

Os alpinos eram dados como a grande surpresa da competição até o meio do campeonato. O Grenoble, porém, perdeu o ritmo no fim do campeonato e chegou à última rodada precisando de uma vitória simples, fora de casa, contra o lanterna e já rebaixada Lyon. A derrota por 29 a 25 deu ao Grenoble um ponto-bônus fundamental, garantindo a permanência da equipe no Top 14, mas o insucesso no clássico do regional preocupou seu torcedor. Os alpinos agora precisam entender o que aconteceu para a equipe cair tanto de rendimento, enquanto o Lyon tem de lamber as feridas e se preparar para a segunda divisão, para a qual volta depois de apenas uma temporada.

 

A partida foi a pior tecnicamente da rodada, com dois times muito nervosos e pouco efetivos. As equipes empataram em tries, com os donos da casa pontuando com o abertura Romain Loursac e o hooker Deon Fourie, ao passo que os visitantes responderam com o centro Nigel Hunt e o asa Rory Grice.

 

Agen volta ao Top 14

Quinto maior campeão da história do rugby francês, com oito títulos nacionais (o último em 1988), o Agen garantiu neste domingo seu retorno ao Top 14. Na decisão do playoff de promoção da Pro D2, os dois times rebaixados em 2013, Agen e Mont-de-Marsan, se enfrentaram num Stade Ernst-Wallon, em Toulouse, lotado. E foi um jogo espetacular, decidido apenas no final angustiante. Mais forte no pack, o Mont-de-Marsan largou na frente na primeira etapa com 7 x 6 no marcador, mas o canadense Taylor Paris não tardou em fazer bela jogada para cravar o try do Agen no começo da segunda etapa, colocando o time de Tarn-et-Garonne na liderança da partida.

 

A pressão final do Mont-de-Marsan foi irresistível, dominando a parte final da segunda etapa. Primeiro, aos 66′, o camisa 14 fijiano Salawa recebeu a bola para mergulhar na ponta para o try, mas cometeu um incrível knock-on antes do apoio. Depois, aos 76′, a pressão Montois foi premiada com aquele que poderia ser o try da vitória, mas Tastet, que caiu para o try, recebeu passe para frente. E, no minuto final, não teve jeito e Mirande mergulhou para o try do Mont-de-Marsan, colocando o placar em 16 x 15 ainda para o Agen. Saubusse teve em seus pés o chute da conversão da vitória, mas desperdiçou, dando a vitória e a promoção ao Agen.

 

Escrito por: Diego Gutierrez

 

Top 14 logo novo

Top 14 – Campeonato Francês

Bayonne 45 x 12 La Rochelle, em Bayonne

Brive 27 x 0 Stade Français, em Brive

Lyon 29 x 24 Grenoble, em Lyon

Montpellier 17 x 29 Clermont, em Montpellier

Racing Métro 53 x 10 Castres, em Paris

Toulon 46 x 17 Oyonnax, em Toulon

Toulouse 23 x 22 Bordeaux, em Toulouse

 

Clube Cidade Jogos Pontos
Toulon Toulon 26 76
Clermont Clermont-Ferrand 26 75
Toulouse Toulouse 26 70
Stade Français Paris 26 70
Racing Métro Paris 26 65
Oyonnax Oyonnax 26 62
Union Bordeaux-Bègles Bordeaux 26 61
Montpellier Montpellier 26 55
La Rochelle La Rochelle 26 54
Grenoble Grenoble 26 53
Brive Brive 26 53
Castres Castres 26 52
Bayonne Bayonne 26 52
Lyon Lyon 26 41

– Vitória com 3 ou mais tries de diferença = 5 pontos;
– Vitória com menos de 3 tries de diferença = 4 pontos;
– Empate = 2 pontos;
– Derrota por 5 pontos ou menos pontos = 1 ponto;
– 1º e 2º lugares = classificação direta às Semifinais e à Champions Cup;
– 3º ao 6º lugares = classificação às Quartas de final e à Champions Cup;
– 7º lugar = classificação à fase preliminar da Champions Cup;
– 13º e 14º lugares = Rebaixamento

 

Repescagens para as Semifinais (Barrages)

Dia 29/05: Stade Français x Racing Métro, em Paris

Dia 30/05: Toulouse x Oyonnax, em Toulouse

 

Semifinais

Dia 05/06: Toulon x Stade Français ou Racing Métro, em Bordeaux

Dia 06/06: Clermont x Toulouse ou Oyonnax, em Bordeaux

 

Pro D2 novo 2012

Pro D2 – 2ª Divisão do Campeonato Francês

Final do Playoff de Promoção ao Top 14

Mont-de-Marsan 15 x 16 Agen, em Toulouse

Agen promovido ao Top 14

Comentários