ARTIGO COM VÍDEOS – Depois de surpreenderem os franceses no último teste do Japão pela europa, os craques da seleção retornaram aos seus clubes para a rodada derradeira da Top League. Sairam mais dois classificados!

 

Grupo A

Os Shining Arcs mostraram aos Steelers que estão vivos na luta pela classificação no embolado grupo A.

- Continua depois da publicidade -

O clima festivo para os quase 10 mil torcedores no Príncipe Chichibu marcou o encontro de dois postulantes ao título mostrando para que vieram. A vitória só não foi do time da casa por que Jumpei Ogura, na tentativa de anular o try, acabou errando o tempo da ovalada e a entregou para Adam Ashley-Cooper, autor de dois tries, que só a tocou no ingoal. Placar final: 28 a 28. Os dois seguem vivos na briga.

O Suntory Sungoliath está matematicamente classificado e venceu os Liners  com belíssimos tries. Além de um try penal, Campbell Magnay, Yasunori Nagatomo, Jordan Smiler e Shunta Nakamura fizeram os cinco tries dos amarelos de Tóquio. Apenas Enomoto pontuou para os verdes, deixando assim o placar definido em 34 a 5.


 

Grupo B

Yamaha Júbilo e Ricoh Black Rams se juntam aos Wild Knights garantindo a classificação antecipada. Somente uma vaga segue aberta no grupo B, Rockets e Eagles continuam na briga.

A partida dos azuis de Iwata contra os Brave Lupus foi realizada quase 600 KM do Yamaha Stadium. O estádio da cidade de Nagai recebeu 4.932 pagantes. O  jogo foi movimentado, o primeiro tempo foi marcado pela a boa atuação dos vermelhos de Michael Leitch, enquanto na segunda etapa prevaleceu a força do Yamaha Júbilo.

Destaque para o lance desastroso em que Leitch errou um passe bisonho que culminou no try do Júbilo, mas foi salvo pelo árbitro de vídeo que observou um toque na linha por parte de Krishnan no mesmo lance. O calcanhar sobre a cal, garantiu a vitória vermelha por 27 a 22, apesar da forte pressão.

O ponto bônus do Júbilo garantiu com que o quinto colocado, o Canon Eagles, que mesmo vencendo os Shuttles por 31 a 10 fora de casa, não mais alcançasse a vice liderança. Já o Ricoh Black Rams fez bem o dever de casa e não tomou conhecimento dos Red Hurricanes e impôs respeitosos 34 a 12, com boa atuação do abertura Robbie Robinson. Com isso, os pretos de Tóquio já se garantiram também a próxima fase .



Os Wild Knights realmente aparentam não estarem cansados dos placares acima de 30, 40 ou 50 pontos. A vítima da vez foi o NEC Green Rockets. A vitória por 54 a 5 colocou os Cavaleiros Selvagens com mais do dobro de pontos do quarto colocado do grupo. A inabalável liderança tem sérios indícios de título.

A derrota dos Green Rockets pelo Panasonic é só o início de um problemão vivido pelos verdes. Apesar de hoje estarem na zona de classificação, nos próximos 15 pontos a serem jogados, os próximos adversários serão Sungoliath, o próprio postulante a quarta vaga, os Eagles, e terminam contra os Black Rams. Logo ainda há esperança para as águias de Tóquio. Os já desclassificados Blues de Munakata perderam para os Spears por 27 a 31, dando sobrevida ao time de Harumichi Tatekawa no grupo A.


 

Top League copy copy

Top League – Campeonato Japonês

Shining Arcs 28 x 28 Steelers

Sungoliath 34 x 05 Liners

Black Rams 34 x 12 Red Hurricanes

Shuttles 10 x 31 Eagles

Wild Knights 54 x 05 Green Rockets

Jubilo 22 x 27 Brave Lupus

Blues 27 x 31 Spears

Red Sparks 24 x 55 Verblitz

ClubePrefeituraJogosPontos
Grupo A
Suntory SungoliathTóquio1355
Toyota VerblitzToyota1346
Toshiba Brave LupusTóquio1339
Kobelco SteelersKobe1337
NTT Shining ArcsChiba1331
Kubota SpearsChiba1326
NTT-Docomo Red HurricanesOsaka1326
Kintetsu LinersOsaka1317
Grupo B
Panasonic Wild KnightsGunma1363
Yamaha JubiloShizuoka1346
Ricoh Black RamsTóquio1343
NEC Green RocketsChiba1326
Canon EaglesTóquio1320
Toyota Industries ShuttlesNagoya1311
Munakata Sanix BluesMunakata 138
Coca-Cola West Red SparksFukuoka133
- Vitória = 4 pontos;
- Empate = 2 pontos;
- Derrota = 0 pontos;
- Anotar 4 ou mais tries = 1 ponto extra;
- Perder por 7 pontos ou menos de diferença = 1 pontos extra;

- 1º e 2º colocados de cada grupo vão às semifinais;

 

Escrito por: Leandro Vieira

Foto: Wild Knights