Uruguai reconquista o Campeonato Sul-Americano

O Uruguai é campeão sul-americano de 2016! Depois de perder o título no ano passado para o Chile, o Uruguai não deu chances para nova decepção e confirmou hoje seu favoritismo derrotando os chilenos em Montevidéu por 39 x 14 pela última rodada do Sul-Americano 2016.

 

A vitória dos Teros não foi nada simples, com os Cóndores chegando a assustar no Estadio Charrua. O Uruguai largou na frente, com o terceira linha Campomar fazendo o primeiro try aos 6′, fazendo nada menos que seu sexto try no torneio, firmando-se como o tryman da competição. O Uruguai imprimia seu rugby de trocas rápidas de passes e rucks dinâmicos. Mas, a reação chilena foi imediata, mostrando que, apesar de fora de campo o rugby do país não mostrar vitalidade, em campo sua seleção se mantém focada em sua evolução. Após cobrança rápida de penal, o excelente Larenas, que já havia dado trabalho aos Tupis, fez o try do empate chileno.

 

O troco uruguaio foi com estilo, em uma jogada perfeitamente trabalhada em velocidade entre forwards e linha e finalizada pelo pelo asa Gaminara, que voltou à seleção após a eliminação de seu clube, o Old Boys, do Torneio do Interior da Argentina. 14 x 7, que logo seriam ampliados com Secco arrematando penal certeiro. 17 x 7 no intervalo.

 

O Chile voltou com gana ao segundo tempo e reduziu logo após o retorno, com Brangier cruzando o in-g0al para colocar os Cóndores a um penal do empate, 17 x 14. Porém, os Teros mostraram o motivo de terem ido à última Copa do Mundo e controlaram o restando do embate, com sua terceira linha de Campomar e Gaminara falando mais alto. O golpe à pretensões chilenas veio com rápida jogada a partir de penal da linha azul, concluída pelo segundo centro Joaquín Prada. O mesmo Prada ainda faria pouco depois seu segundo try, novamente com os 3/4s uruguaios mostrando sua grande evolução desde o Americas Rugby Championship. E, sem reação, o Chile ainda viu o fullback Rodrigo Silva fazer o quinto e último try, finalizando o placar em 39 x 14. Indiscutíveis, mas não sem que os Cóndores batalhassem em igualdade por pelo menos 60 minutos.

 

Próximos desafios sul-americanos

Com o resultado, o Uruguai voltou a ser campeão do Sul-Americano, pela terceira vez na história, pela segunda desde o novo formato sem a Argentina ter sido instituído, em 2014. Uruguaios e chilenos repetiram o feito do ano passado e carimbaram juntos vaga na Sudamérica Rugby Cup de 2017, garantindo que enfrentarão a Argentina no ano que vem pelo máximo troféu da América do Sul.

 

E os desafios para os dois não cessam agora. Nos dois próximos sábados, o Uruguai irá encarar a seleção B de Fiji, o Fiji Warriors, em dois amistosos em Montevidéu. Já no dia 28 deste mês, os Teros enfrentam a Argentina pela Sudamérica Rugby Cup desde ano, em Colônia do Sacramento, enquanto o Chile voltará a campo no dia 4 de junho encerrando a Sudamérica Rugby Cup também contra os argentinos, que não deverão contar com os atletas que atuam nos Jaguares.

 

O Campeonato Sul-Americano voltará com as disputas de sua segunda divisão no próximo semestre somente. A repescagem entre Equador, último colocado do Sul-Americano B de 2015, e a Guatemala, campeã do Sul-Americano C, foi adiada de junho para o dia 27 de agosto, por conta do terremoto que assolou o país. O duelo será em Guayaquil e, quem vencer, carimbará sua vaga para o Sul-Americano B de 2016, que acontecerá de 1 a 8 de outubro, no Peru, em local a confirmar.

 

uru novo copy copy39versus copiar14chile logo

Uruguai 39 x 14 Chile, em Montevideo

Árbitro: Juan Sylvestre (Argentina)

 

Uruguai

Tries: Prada (2), Campomar, Gaminara e Silva

Conversões: Martin Secco (3)

Penais: Martin Secco (2)

1 Matias Sanguinetti (Los Cuervos), 2 Germán Kessler (Los Cuervos), 3 Carlos Arboleya (Trébol); 4 Diego Ayala (Montevideo Cricket), 5 Diego Magno (Montevideo Cricket); 6 Juan Gaminara (Old Boys) (c), 7 Gonzalo Campomar (Carrasco Polo), 8 Alejandro Nieto (Champagnat); 9 Guillermo Lijtenstein (Trébol), 10 Martín Secco (Los Cuervos); 11 Nicolás Freitas (Carrasco Polo), 12 Andrés Vilaseca (Old Boys), 13 Joaquín Prada (Los Cuervos), 14 Mauro Daverio (Montevideo Cricket), 15 Rodrigo Silva (Carrasco Polo).

Suplentes: 16 Facundo Gattas (Lobos), 17 Diego Arbelo (Circulo de Tenis), 18 Ignacio Secco (Trébol), 19 Ignacio Dotti (Los Cuervos), 20 Fernando Bascou (PSG), 21 Facundo Klappenbach (Champagnat), 22 Pedro Deal (Old Boys), 23 Santiago Martinez (Carrasco Polo).

 

Chile

Tries: Larenas e Brangier

Conversões: Nordenflycht (2)

1 Claudio Zamorano (Stade Français), 2 Manuel Gurruchaga (COBS), 3 José Tomás Munita (U Catolica), 4 Mario Mayol (Old Boys), 5 Raimundo Piwonka (PWCC), 6 Cristobal Niedemann (PWCC), 7 Javier Richard (COBS), 8 Benjamín Soto (Stade Français – capt.), 9 Juan Pablo Perrotta (U Catolica), 10 Felipe Brangier (PWCC), 11 Matías Contreras (Alumni), 12 Germán Herrera (Viña RC), 13 Matías Nordenflycht (COBS), 14 Pedro Verschae (Viña RC), 15 Pablo Casas (PWCC).

Suplentes: 16 Nicolás Venegas (Stade Français), 17 Francisco Hurtado (Old Georgians), 18 Gustavo Carrasco (Old Boys), 19 Beltran Vergara (Old Boys), 20 Francisco González Moller (Sporting RC), 21 Luis Sepulveda (Troncos), 22 José Ignacio Larenas (U Catolica), 23 Tomás Dussaillant (Old Boys)

 

Seleção P J V E D PP PC SP
Uruguai 9 3 3 0 0 135 43 92
Chile 4 3 1 1 1 102 66 36
Brasil 4 3 1 1 1 66 77 -11
Paraguai 0 3 0 0 3 43 160 -117

– Vitória = 3 pontos;
– Empate = 1 ponto;
– Derrota = 0 pontos;

– Os 2 primeiros colocados garantem vaga para enfrentar a Argentina na Sudamérica Rugby Cup de 2017

 

Dia Hora Local Casa   vs   Adversário
23/04/2016 16h00 Old Georgians – Santiago, Chile Chile 68 X 07 Paraguai
23/04/2016 16h15 Allianz Parque – São Paulo Brasil 14 X 36 Uruguai
30/04/2016 16h15 Estádio do Pacaembu – São Paulo, SP Brasil 20 X 20 Chile
30/04/2016 16h30 Estadio Héroes de Curupayty – Assunção Paraguai 15 X 60 Uruguai
07/05/2016 15h30 Estadio Héroes de Curupayty – Assunção Paraguai 21 X 32 Brasil
07/05/2016 16h00 Estadio Charrua – Montevidéu Uruguai 39 X 14 Chile

 

Ano Sede Campeão Vice campeão 3º lugar 4º lugar 5º lugar
1951 Buenos Aires (Argentina) Argentina Uruguai Chile Brasil
1958 Santiago e Viña del Mar (Chile) Argentina Chile Uruguai Peru
1961 Montevidéu (Uruguai) Argentina Chile Uruguai Brasil
1964 São Paulo (Brasil) Argentina Brasil Uruguai Chile
1967 Buenos Aires (Argentina) Argentina Chile Uruguai
1969 Santiago (Chile) Argentina Chile Uruguai
1971 Montevidéu (Uruguai) Argentina Chile Uruguai Brasil Paraguai
1973 São Paulo (Brasil) Argentina Uruguai Chile Brasil Paraguai
1975 Assunção (Paraguai) Argentina Chile Uruguai Brasil Paraguai
1977 Tucumán (Argentina) Argentina Uruguai Chile Paraguai Brasil
1979 Santiago e Viña del Mar (Chile) Argentina Uruguai Chile Brasil Paraguai
1981* Montevidéu (Uruguai) Uruguai Chile Paraguai Brasil
1983 Buenos Aires (Argentina) Argentina Uruguai Chile Paraguai
1985 Assunção (Paraguai) Argentina Uruguai Chile Paraguai
1987 Santiago (Chile) Argentina Uruguai Chile Paraguai
1989 Montevidéu (Uruguai) Argentina Uruguai Chile Brasil Paraguai
1991 Todos os países Argentina Uruguai Chile Paraguai Brasil
1993 Todos os países Argentina Uruguai Paraguai Chile Brasil
1995 Todos os países Argentina Uruguai Chile Paraguai
1997 Todos os países Argentina Uruguai Chile Paraguai
1998 Todos os países Argentina Uruguai Chile Paraguai
2000 Montevidéu (Uruguai) Argentina Uruguai Chile
2001 Todos os países Argentina Uruguai Chile Paraguai
2002 Mendoza (Argentina) e Santiago (Chile) Argentina Uruguai Chile Paraguai
2003 Montevidéu (Uruguai) Argentina Uruguai Chile Paraguai
2004 Santiago (Chile) Argentina Uruguai Chile Venezuela
2005 Buenos Aires (Argentina) Argentina Uruguai Chile
2006 Todos os países Argentina Uruguai Chile
2007 Todos os países Argentina Uruguai Chile
2008 Todos os países Argentina Uruguai Chile
2009 Montevidéu (Uruguai) e Santiago (Chile) Argentina Uruguai Chile Brasil Paraguai
2010 Santiago (Chile) Argentina Uruguai Chile Brasil Paraguai
2011 Puerto Iguazu (Argentina) Argentina Chile Uruguai Brasil Paraguai
2012 Santiago (Chile) Argentina Uruguai Chile Brasil
2013 Montevidéu (Uruguai) e Temuco (Chile) Argentina Uruguai Chile Brasil
2014 Todos os países Uruguai Paraguai Brasil Chile
2015 Todos os países Chile Uruguai Paraguai Brasil
2016 Todos os países Uruguai Chile Brasil Paraguai
2017 Todos os países
Ranking Títulos Vices 3ºs lugares 4ºs lugares 5ºs lugares
Argentina 34 0 0 0 0
Uruguai 3 27 8 0 0
Chile 1 10 25 2 0
Paraguai 0 2 3 12 8
Brasil 0 1 2 14 3
Venezuela 0 0 0 1 0
Peru 0 0 0 1 0
Copa Sul-Americana**
2014 Montevidéu, Paysandu (Uruguai) e Santiago (Chile) Argentina Uruguai Chile
2015 Montevidéu (Uruguai) e Assunção (Paraguai) Argentina Uruguai Paraguai
2016 Colonia de Sacramento (Uruguai) e Santiago (Chile) Argentina Uruguai Chile
Ranking Títulos Vices 3ºs lugares
Argentina 3 0 0
Uruguai 0 3 0
Chile 0 0 2
Paraguai 0 0 1
Sul-Americano “B”
Ano Sede Campeão Vice campeão 3º lugar 4º lugar 5º lugar
2000 São Paulo (Brasil) Brasil Venezuela Peru
2001 Todos os países Brasil Venezuela Peru Colômbia
2002 Lima (Peru) Brasil Peru Venezuela Colômbia
2003 Bogotá (Colômbia) Venezuela Brasil Venezuela Peru
2004 São Paulo (Brasil) Paraguai Brasil Peru Colômbia
2005 Assunção (Paraguai) Paraguai Brasil Peru Colômbia Venezuela
2006 Caracas (Venezuela) Brasil Colômbia Venezuela Peru Costa Rica
2007 Lima (Peru) Brasil Peru Colômbia Venezuela
2008 Luque (Paraguai) Brasil Paraguai Venezuela Colômbia Peru
2009 San José (Costa Rica) Colômbia Venezuela Peru Costa Rica
2010 Medellín (Colômbia) Peru Venezuela Colômbia Costa Rica
2011 Lima (Peru) Venezuela Peru Colômbia Costa Rica
2012 Valencia (Venezuela) Paraguai Colômbia Venezuela Peru
2013 Luque (Paraguai) Paraguai Colômbia Peru Venezuela
2014 Apartadó (Colômbia) Colômbia Venezuela Peru Equador
2015 Lima (Peru) Colômbia Peru Venezuela Equador
2016 Lima (Peru) Colômbia Venezuela Peru Equador
2017 a definir
Sul-Americano “C”
Ano Sede Campeão Vice campeão 3º lugar 4º lugar
2012 Cidade da Guatemala (Guatemala) Costa Rica Guatemala Equador El Salvador
2013 San José (Costa Rica) Equador Costa Rica Guatemala El Salvador
2014 Balboa (Panamá) El Salvador Guatemala Costa Rica Panamá
2015 San Salvador (El Salvador) Guatemala Costa Rica El Salvador Panamá
2016 a definir

* Argentina não participou em 1981;

**A partir de 2014, a Argentina não participa do Campeonato Sul-Americano de Rugby. Mas, os dois primeiros colocados da competição enfrentam no ano seguinte a Argentina na Copa Sul-Americana (Copa CONSUR em 2014 e 2015, Copa Sudamérica Rugby a partir de 2016), que passou a ser o título máximo do continente.

Comentários