Vai começar a Champions Cup 2016-17, a Copa Europeia de Clubes!

Ligue-se na TV e na internet, porque entre sexta e domingo viveremos a larga da Champions Cup, a Copa Europeia 2016-17, máximo torneio europeu de clubes. A competição cobiçada conta com 20 clubes, oriundos do Top 14 francês (7 clubes), da Premiership inglesa (6 clubes, incluindo o atual campeão Saracens) e do PRO12 ítalo celta (7 times, sendo eles 4 irlandeses, 1 galês, 1 escocês e 1 italiano). As equipes jogarão no sistema de todas contra todas em seus grupos, totalizando 6 rodadas, após as quais os campeões de cada grupo e apenas os três melhores segundos colocados avançarão às quartas de final, com mando de jogo para os quatro melhores. A grande final está marcada para o dia 13 de maio de 2017, em Murrayfield, na capital escocesa Edimburgo.

 

Você assistirá a TODOS os jogos no Watch ESPN ao vivo, com ainda algumas partidas sendo exibidas nos canais da ESPN na TV. Em breve teremos a lista completa de exibições. E vamos agora às prévias de cada grupo.

 

RacingGlasgow WarriorsLeicester Tigers copyMunster copy

Grupo 1: Racing (França), Glasgow (Escócia), Leicester Tigers (Inglaterra) e Munster (Irlanda)

Prévia: O Grupo 1 é apontado por muitos como o grupo mais complicado da edição 2016-17 da Copa Europeia. Em campo estarão o atual campeão francês e um do favoritos ao título continental, o Racing de Paris, a força escocesa do Glasgow Warriors, semifinalista do último PRO12, a potência inglesa Leicester Tigers, que começou bem a nova temporada e é presença constante nas finais de todos os torneios que disputa, e a fortaleza irlandesa do Munster, em fase de reconstrução, mas com muita história na Copa Europeia. Leicester e Munster foram potências europeias dominantes no começo da década passada e colecionam dois títulos cada, mas o favoritismo recai certamente sobre o Racing, se os recentes casos de doping não se comprovarem e não afetarem a forma do grupo. Com a liderança de Dan Carter, o clube parisiense parte em busca de sua primeira conquista internacional. Glasgow, por sua vez, é a base da seleção escocesa, mas jamais fez boa campanha na competição, buscando neste ano quebrar a sina. Para a infelicidade dos Warriors, o grupo não ajuda, mas a equipe tem potencial para brigar pelo mata-mata. Com tantos times fortes, o grupo poderá ter como revés um segundo colocado com muitos pontos perdidos e incapaz de avançar às quartas de final.

 

Connacht badgewaspsToulouseZebre copiar

Grupo 2: Connacht (Irlanda), Wasps (Inglaterra), Toulouse (França) e Zebre (Itália)

Prévia: Campeão inédito e surpreendente do último PRO12, o Connacht não largou bem a nova temporada e ainda perdeu nomes importantes. Apesar de ser o cabeça do grupo, o pequeno notável irlandês não é o favorito. A pressão para liderar o grupo está sobre o Wasps, que ressurgiu na Inglaterra como verdadeira potência e já se coloca como forte candidato a título, contando em sua história com duas conquistas, ambas quando o clube era baseado na Grande Londres. Hoje, em Coventry, o Wasps busca uma nova identidade e sabe que um título expressivo será essencial para se fixar na sua nova cidade. Correndo atrás dos ingleses e ao lado dos irlandeses vem a potência francesa Toulouse, simplesmente o maior campeão da história da Copa Europeia, o único tetracampeão continental. Nos últimos anos, no entanto, o Toulouse perdeu espaço para outras forças de seu país e passa por um momento de reconstrução. Com um grupo acessível, 2016-17 poderá ver os rubronegros novamente em evidência. Fechando o grupo, os italianos do Zebre evoluíram muito para a nova temporada, mas são a equipe mais fraca do torneio.

 

Saracens logoToulon copyscarletssale sharks

Grupo 3: Saracens (Inglaterra), Toulon (França), Scarlets (Gales) e Sale Sharks (Inglaterra)

Prévia: Um choque de gigantes é esperado para o Grupo 3, quando o atual campeão Saracens e o campeão das três temporadas anteriores Toulon se enfrentarem, em duelos que deverão definir a sorte do grupo. Tratam-se de dois dos mais badalados clubes europeus e certamente dois dos maiores favoritos ao título em 2016-17. A vantagem hoje é dos ingleses, que lideram a Premiership e seguem no embalo da histórica temporada 2015-16, quando faturaram os títulos europeu (pela primeira vez) e inglês. O Toulon, por sua parte, não vem bem e ainda não se recuperou da perda da hegemonia continental. O clube provençal é galático, recheado de nomes de destaque do rugby mundial, mas vem falhando em montar um conjunto capaz de colocar em campo o que no papel a equipe sugere ter e seu início no atual Top 14 não anima ainda. Mas os gramados europeus, um ambiente que o Toulon tanto gosta, podem transformar o rumo da equipe positivamente. Correndo por fora, os galeses do Scarlets e os ingleses do Sale Sharks são equipes perigosas, com alguns nomes criativos importantes, mas ambas começaram de forma muito irregular a temporada e ainda não empolgaram a ponto de poderem reclamar maior protagonista na prévia da Champions Cup.

 

LeinsterMontpellier logo novoNorthampton Saints copy copycastres

Grupo 4: Leinster (Irlanda), Montpellier (França), Northampton Saints (Inglaterra) e Castres (França)

Prévia: O Grupo 4 promete ser uma chave muito dura, colocando frente a frente a velha potência europeia Leinster com o atual campeão da Challenge Cup, o Montpellier, no duelo mais quente da chave. O Leinster venceu pela última vez a Copa Europeia em 2012 e desde então entrou em declínio, ainda que siga contando com nomes de peso campeoníssimos como Sexton, Nacewa, Heaslip ou O’Brien. O Leinster precisa mais do que nunca voltar a brilhar, ainda mais após a decepção que foi a temporada passada, quando sequer avançar às quartas de final o time de Dublin conseguiu e quando perdeu o PRO12 para a zebra Connacht. O Montpellier, contudo, é um forte oponente, ainda que não tenha nenhum título do torneio. Comandado pelo sul-africano campeão mundial de 2007 Jake White, os azuis estão recheados de Springboks e sedentos por mais sucesso internacional. Porém, competindo diretamente inclusive pelo primeiro lugar está o Northampton Saints, semifinalista da última Premiership, que conta com um elenco de respeito e chegou às quartas de final da Champions Cup passada. Por fora corre o Castres, que apesar da força quando joga em casa, jamais conseguiu fazer barulho em gramados europeus, mesmo quando vivia tempos áureos no Top 14.

 

exeterclermont copy copyUlster copy copybordeaux copy

Grupo 5: Exeter Chiefs (Inglaterra), Clermont (França), Ulster (Irlanda) e Bordeaux (França)

Prévia: O Grupo 5 é outro postulante a “grupo da morte”, tendo quatro equipes com plenas condições de irem ao mata-mata, sendo que três, Clermont, Exeter Chiefs e Bordeaux estiveram no mesmo grupo na temporada passada, com Exeter levando a melhor em um grupo decidido com muita emoção até o fim. Clermont e Exeter Chiefs lideram as apostas na chave, apesar de jamais terem sido campeões. Os Chiefs são relativamente novos na competição e na temporada passada já mostraram do que são capazes, com um jogo coletivo louvável guiado por um brilhante treinador Rob Baxter, ainda que o início de 2016-17 não venha sendo muito bom. Já o Clermont começou o Top 14 atual com tudo, liderando a tabela, mas ainda portando o estigma de eterno vice e de equipe que “morre na praia”. Força todos sabem que o Clermont tem para ser campeão e entra, como sempre, entre os favoritos, mas o fator psicológico segue um problema para os amarelos franceses. O Bordeaux fez sua estreia na Champions Cup no ano passado e logo fez uma grande campanha, ficando muito próximo de avançar ao mata-mata. O clube vinho é dono da maior média de público do mundo para clubes e reforçou seu elenco, prometendo subir mais um degrau em sua existência. O Ulster, da Irlanda do Norte, completa o grupo e chega também como candidato real ao primeiro lugar da chave, sendo o atual líder do PRO12. O time de Belfast é o único do grupo que já foi campeão europeu, mas foi há muito tempo (1999), e a realidade do time hoje é parecida com a do Clermont: um gigante de muitas promessas mas poucas conquistas. Outro pressionado.

 

Challenge Cup larga na quinta-feira!

A segunda competição europeia de clubes terá seu início um pouco antes, na quinta-feira. A Challenge Cup congrega as demais equipes do Top 14, Premiership e PRO12, que não conseguiram vaga na Champions Cup, além de duas equipes vindas do Torneio Qualificatório da temporada passada (neste ano, os russos do Enisei e os romenos do Timisoara). O sistema de disputas é o mesmo da Champions Cup, com os 20 clubes divididos em 5 grupos com 4 equipes cada, sendo que avançarão às quartas de final os campeões de cada grupo e apenas os três melhores segundos colocados. A grande final ocorrerá um dia antes da Champions Cup, no dia 12 de maio, também no estádio de Murrayfield, em Edimburgo.

 

la rochelleGloucesterTreviso copy copybayonne

Grupo 1: La Rochelle (França), Gloucester (Inglaterra), Treviso (Itália) e Bayonne (França)

 

Ospreys-logogrenoblenewcastle falconslyon hc

Grupo 2: Ospreys (Gales), Grenoble (França), Newcastle Falcons (Inglaterra) e Lyon (França)

 

briveWorcester WarriorsNewport_gwent_dragons_badgeyenisei logo

Grupo 3: Brive (França), Worcester Warriors (Inglaterra), Dragons (Gales) e Enisei (Rússia)

 

Cardiff Blues copiarBath rugby badge copypauBristol_rugby

Grupo 4: Cardiff Blues (Gales), Bath (Inglaterra), Pau (França) e Bristol (Inglaterra)

 

Harlequins copy copyEdinburgh_Rugby_Badgestade français logo novo copy copy copytimisoara-saracens

Grupo 5: Harlequins (Inglaterra), Edinburgh (Escócia), Stade Français (França) e Timisoara Saracens (Romênia)

 

Prévia:

Ao longo do tempo o interesse pela competição é variado. Nos últimos anos, os clubes do PRO12 e da Inglaterra vinham dando mais importância ao torneio que os franceses, mas em 2015-16 quem levantou a taça foram os franceses do Montpellier, que festejaram o primeiro grande título de sua história. Em 2016-17, há muito equilíbrio entre os grupos, tornando-se difícil apontar o “grupo da morte” da vez.

 

O Grupo 1 talvez seja o mais fraco, pela fragilidade de Bayonne e Treviso. La Rochelle mostrou grande evolução na atual temporada do Top 14 e duelará com o Gloucester pela classificação. O Grupo 2 tem como grande favorito o Ospreys, que objetiva seriamente neste ano quebrar seu jejum de títulos internacionais, sendo perseguido por Lyon e Newcastle Falcons, que começaram bem o ano, e o Grenoble, que começou mal, mas se recuperou na rodada passada do Top 14.

 

Já o Grupo 3 tem o Brive, que largou bem o Top 14, como favorito, com Worcester e Dragons correndo por fora, talvez mais preocupados em evitarem vexames em suas ligas. Os russos do Enisei mostraram que são perigosos, sobretudo quando jogam em casa sob baixas temperaturas, mas não deverão mandar seus jogos em sua cidade, Krasnoyarsk, na Sibéria, e sim no lado europeu da Rússia (na primeira rodada seu jogo é em Moscou).

 

Enquanto isso, os grupos 4 e 5 podem ser apontados como os mais complicados. No 4, o Cardiff Blues começou confiante a temporada do PRO12, enquanto o Bath está em alta na Inglaterra, prometendo uma briga de alto nível. Porém, o Pau, da França, não deve ser descartado, enquanto o Bristol completa a chave mais preocupado com o rebaixamento na Premiership. Por fim, o Grupo 5 terá uma briga promissora entre Harlequins, Stade Français e Edinburgh (que quer aproveitar a chance de jogar a final em casa), ao passo que os romenos do Timisoara correm por fora.

 

E os pequenos também vão jogar!

Além da Champions Cup e da Challenge Cup, terá início a terceira copa europeia, o chamado Torneio Qualificatório. Participam do torneio os quatro primeiros colocados do Campeonato Italiano (o Eccellenza) e equipes dos países que não são parte do Six Nations. Neste ano, os campeões de Espanha, Alemanha e Bélgica e o vice-campeão da Rússia estão no torneio. Os clubes foram divididos em 2 grupos com 4 times cada, sendo que cada equipe enfrenta apenas as equipes do outro grupo, em um total de 4 rodadas. O campeão de cada grupo avançará às semifinais, onde se somará ao Enisei (campeão russo) e ao Timisoara (campeão romeno), que também disputarão a Challenge Cup neste ano. Os vencedores das semifinais ganharão vaga na Challenge Cup 2017-18. Apesar da fraca campanha na temporada passada, os italianos são os favoritos, mas os russos do Krasny Yar chegam fortes ao torneio (o Krasny Yar é da cidade siberiana de Krasnoyarsk, mas jogará na abertura em Moscou).

 

Grupo A: Krasny Yar (Rússia), Calvisano (Itália), Petrarca Padova (Itália) e Dendermonde (Bélgica)

Grupo B: El Salvador (Espanha), Rovigo (Itália), Mogliano (Itália) e Heidelberg (Alemanha)

 

1ª rodada

champions cup

EPCR Champions Cup – Copa Europeia de Rugby

1ª rodada

Sexta-feira, dia 14 de outubro

15h45 – Glasgow Warriors x Leicester Tigers – Grupo 1

 

Sábado, dia 15 de outubro

09h00 – Wasps x Zebre – Grupo 2

11h15 – Leinster x Castres – Grupo 4

11h15 – Toulon x Saracens – Grupo 3

13h30 – Connacht x Toulouse – Grupo 2

13h30 – Northampton Saints x Montpellier – Grupo 4 – ESPN+ AO VIVO

15h45 – Scarlets x Sale Sharks – Grupo 3

 

Domingo, dia 16 de outubro

10h00 – Bordeaux x Ulster – Grupo 5

12h15 – Racing x Munster – Grupo 1

14h30 – Exeter Chiefs x Clermont – Grupo 5

 

challenge cup eprc

EPCR Challenge Cup – Copa Desafio Europeu – 2ª copa europeia

Quinta-feira, dia 13 de outubro

15h45 – Harlequins x Stade Français

 

Sexta-feira, dia 14 de outubro

14h30 – Grenoble x Lyon

15h05 – Ospreys x Newcastle Falcons

15h30 – Dragons x Brive

15h45 – Bristol x Cardiff Blues

 

Sábado, dia 15 de outubro

08h00 – Timisoara Saracens x Edinburgh

09hoo – Enisei x Worcester Warriors

10h00 – Treviso x La Rochelle

12h00 – Bayonne x Gloucester

15h45 – Pau x Bath

 

epcr

Torneio Qualificatório Europeu – 3ª copa europeia

Sábado, dia 15 de outubro

10h00 – Calvisano x Heidelberg RK

11h00 – Petrarca Padova x Rovigo

12h00 – El Salvador x Dendermonde

 

Domingo, dia 16 de outubro

08h00 – Krasny Yar x Mogliano

 

*Horários de Brasília (contando o horário de verão, que entra em vigor em parte do país a partir de domingo)

 

Lista de campeões

Copa Europeia (Champions Cup/Heineken Cup):

1 – Toulouse (França) – 4 títulos

2 – Leinster (Irlanda) – 3 títulos

Toulon (França) – 3 títulos

4 – Leicester Tigers (Inglaterra) – 2 títulos

Munster (Irlanda) – 2 títulos

Wasps (Inglaterra) – 2 títulos

8 – Bath (Inglaterra) – 1 título

Brive (França) – 1 título

Northampton Saints (Inglaterra) – 1 título

Saracens (Inglaterra) – 1 título

Ulster (Irlanda) – 1 título

 

Títulos por país:

1 – França – 8 títulos

2 – Inglaterra – 7 títulos

3 – Irlanda – 6 títulos

 

Copa Desafio Europeu (Challenge Cup):

1 – Harlequins (Inglaterra) – 3 títulos

2 – Clermont (França) – 2 títulos

Gloucester (Inglaterra) – 2 títulos

Northampton Saints (Inglaterra) – 2 títulos

Sale Sharks (Inglaterra) – 2 títulos

6 – Bath (Inglaterra) – 1 título

Biarritz (França) – 1 título

Bourgoin (França) – 1 título

Cardiff Blues (Gales)  1 título

Colomiers (França) – 1 título

Leinster (Irlanda) – 1 título

Montpellier (França) – 1 título

Pau (França) – 1 título

Wasps (Inglaterra) – 1 título

 

Títulos por país:

1 – Inglaterra – 11 títulos

2 – França – 7 títulos

3 – Gales – 1 título

Irlanda – 1 título

 

Foto: EPCR

Comentários