Vai começar o Campeonato Mundial M20 na Inglaterra!

Nessa terça-feira, dia 7, será dada a largada na Inglaterra para a edição 2016 do Campeonato Mundial M20 (World Rugby U20s Championship), a elite do M20 mundial. As 12 melhores seleções do planeta na categoria entrarão em campo em Manchester, separadas em 3 grupos com 4 equipes cada, sendo que apenas as campeãs de cada grupo e a melhor segunda colocada avançarão às semifinais do torneio. As demais segundas colocadas e as duas melhores terceiras colocadas jogarão pelo quinto lugar, ao passo que a pior terceira coloca e as quartas colocadas jogarão contra o rebaixamento, destino à 12ª colocada ao final da competição.

 

As partidas acontecerão no Salford City Stadium, casa do Sale Sharks, para 12.000 pessoas, e no Manchester City Academy, estádio das categorias de base e time feminino do clube de futebol Manchester City, com 7.000 lugares.

 

Atual vice campeã, a Inglaterra está no Grupo B e as atenções sobre si, por jogar em casa. O histórico de atletas revelados nos últimos anos pela seleção M20 é impressionante, com Maro Itoje, Ben Youngs, Blly Vunipola, George Ford, entre outros, tendo jogado o Mundial M20 pela Inglaterra. O time do técnico Martin Haag, no entanto, vem de um Six Nations M20 péssimo. Os ingleses ficaram no penúltimo lugar, vencendo apenas a Itália e perdendo para Escócia (24 x 6 fora de casa), Irlanda (26 x 20 em casa), Gales (terríveis 42 x 16 em casa) e França (41 x 17 fora de casa). Com isso, a confiança da equipe chega abalada para o Mundial, certamente.

 

Escócia e Itália são os demais europeus do grupo. Os italianos foram muito mal no Six Nations e não deverão assustar, cientes que seu objetivo é apenas não serem rebaixados. Já os escoceses chegam com moral após vencerem os ingleses no Six Nations. Mas, o time mais forte e desde já favorito é a Austrália, que fez boa preparação, incluindo triunfo sobre a Nova Zelândia na Blesdisloe Cup M20 deste ano. Olho no abertura Mark Mason, que impressionou neste ano.

 

No Grupo A, a atual campeã Nova Zelândia aparece como a grande favorita, comandada pelo ex técnico do Brasil Scott Robertson, o “Razor”. No ano passado, o time de Robertson relevou nomes que já estão despontando no cenário do Super Rugby, como Tevita Li e Akira Ioane. Neste ano, as atenções estão sobre o abertura Jordie Barrett, irmão de Beauden Barrett, de chutes inteligentes.

 

A maior concorrência dos Baby Blacks será Gales, que conquistou pela primeira vez em sua história o Six Nations M20 – e com direito a Grand Slam. O time do técnico Jason Strange foi implacável, com um ataque poderoso na melhor tradição do país, com revelações na linha. Grave os nomes: George Gasson, Keelan Giles e Harri Millard. Na cola de Gales está a Irlanda, que apesar de ter perdido para os galeses em casa no torneio europeu (35 x 24), também mostrou sua qualidade, em especial no pack. Por fim, a debutante Geórgia completa o grupo com uma geração que fez história no Europeu M18, vice campeão de 2015, e munida do excelente scrum-half Vasil Lobzhanidze, que já é do time principal.

 

No Grupo C, muita concorrência entre África do Sul, França e Argentina, que se digladiarão pela classificação. No ano passado, Baby Boks e Bleuets chegaram às semifinais do Mundial M20, mas caíram contra Inglaterra e África do Sul, ao passo que os Pumitas foram mal e terminaram entre os quatro últimos. A França tem a seu favor a liderança do ídolo Olivier Magne e alcançou um excelente vice campeonato do Six Nations M20, enquanto o ex Pumas Ignacio Fernandez Lobbe lidera os argentinos. Já a África do Sul é liderada por Dawie Theron, que tem a missão de modernizar o rugby do país, tão criticado por não jogar o tipo de rugby de velocidade e de busca por espaços. O Japão completa o grupo e muita atenção está sobre a primeira geração jovem nipônica pós-sucesso da seleção adulta de 2015. Do que serão capazes? Os Baby Boks que prestem atenção.

 

Você poderá assistir ao torneio ao vivo pelo www.worldrugby.org.

 

world rugby logo

World Rugby U20s Championship – Campeonato Mundial M20 – na Inglaterra

Grupo A: Nova Zelândia, Gales, Irlanda e Geórgia

Grupo B: Inglaterra, Austrália, Escócia e Itália

Grupo C: África do Sul, França, Argentina e Japão

 

1ª rodada – Terça-feira, dia 07 de junho

11h15 – França x Argentina, em Salford

11h15 – África do Sul x Japão, em Manchester

13h30 – Gales x Irlanda, em Manchester

13h30 – Austrália x Escócia, em Salford

15h45 – Nova Zelândia x Geórgia, em Salford

15h45 – Inglaterra x Itália, em Manchester

 

2ª rodada – Sábado, dia 11 de junho

09h30 – Austrália x Itália, em Salford

09h30 – Nova Zelândia x Irlanda, em Manchester

11h45 – Gales x Geórgia, em Manchester

11h45 – França x Japão, em Salford

14h00 – África do Sul x Argentina, em Salford

14h00 – Inglaterra x Escócia, em Manchester

 

3ª rodada – Quarta-feira, dia 15 de junho

11h15 – Argentina x Japão, em Salford

11h15 – Escócia x Itália, em Manchester

13h30 – Irlanda x Geórgia, em Manchester

13h30 – Nova Zelândia x Gales, em Salford

15h45 – África do Sul x França, em Manchester

15h45 – Inglaterra x Austrália, em Salford

 

Semifinais – Segunda-feira, dia 20 de junho

 

Finais – Sábado, dia 25 de junho

 

*Horários de Brasília

 

Lista de campeões do Mundial M20 (desde 2008)

1 – Nova Zelândia – 5 títulos

2 – Inglaterra – 2 títulos

3 – África do Sul – 1 título

Comentários