Vamos conhecer os finalistas da Champions Cup, a Copa Europeia!

A Europa irá parar nesse fim de semana para conhecer os finalistas das suas duas grandes competições continentais: a Champions Cup e a Challenge Cup! Os destaques, é claro, que vão para a competição mais importante, que terá suas duas partidas de semifinais em solo inglês, valendo vaga na final que será jogada em solo francês, em Lyon, no dia 14 de maio.

 

Clássico inglês para coroar a forma da Premiership

As emoções da Champions Cup começam no sábado, com um grande clássico inglês que promete: Saracens x Wasps. Os dois times já se enfrentaram na Premiership duas vezes, com os Sarries vencendo na casa dos Wasps, 26 x 16, mas com os Wasps massacrando na casa dos Sarries, 64 x 23. O “desempate” será jogado em campo neutro, em Reading (casa do London Irish), na primeira vez que os dois poderosos da Inglaterra se enfrentam na máxima competição europeia, e ambos chegam em alta, com o Saracens liderando a Premiership e o Wasps vindo logo atrás no segundo lugar.

 

Bicampeão europeu, em 2004 e 2007, os Wasps não chegam a uma final justamente desde 2007, quando ainda eram baseados em Londres. Já os Saracens podem não tem o título continental no currículo, mas disputaram as últimas quatro semifinais, chegando à final apenas em 2014, quando caíram na decisão diante do Toulon. Enquanto o Wasps vai a campo em busca de restaurar os tempos de glória, que até pouco tempo jaziam enterrados em seu passado, o Saracens, atual campeão inglês, tem como máxima prioridade conquistar seu primeiro título europeu.

 

Os Sarries chegam à partida como os únicos invictos até aqui e se apoiam em um jogo fortíssimo no lateral e nos chutes e na qualidade de sua defesa, revolucionada pela dupla de treinadores Mike McCall e Paul Gustard. Mas, certamente o time mais perigoso para os rubronegros é contra o elétrico Wasps, de Dai Young, que criou uma máquina ofensiva em Coventry. Os Wasps jogam um jogo aberto e sempre ofensivo, tendo o melhor ataque da Inglaterra no momento. Será uma batalha de espaços, de ataque versus defesa alucinante. Um desafio tático para os dois lados.

 

Leicester contra Paris

De um lado, uma cidade que está brilhando no mundo esportivo. De outro, a poderosa capital da França, ambiciosa de ser protagonista no cenário internacional. No domingo, o bicampeão europeu Leicester Tigers duelará com os franceses do Racing, em Nottingham, cidade a 40 km de Leicester, que deverá encher de torcedores rubroverdes para a partida. Leicester tem um bicampeonato europeu em seu currículo, em 2001 e 2002, sendo uma máquina de semifinais, tendo vencido cinco de suas seis semifinais já disputadas. Porém, desde 2009 os Tigres não alcançam a final europeia e nos últimos anos perderam a hegemonia que tinham na Premiership, vendo a ascensão de novas forças, como o Saracens. Os Tigers estão pressionados tanto pelo desempenho do time de futebol da cidade como pela campanha cambaleante na Premiership, ocupando no momento o quarto lugar.

 

Do outro lado, o Racing é uma das equipes mais badaladas da França no momento, ocupando o atual quarto lugar, e uma das mais ricas do mundo. O histórico clube parisiense não entrou bem na era profissional do rugby, mas cresceu enormemente desde 2009, quando retornaram ao Top 14. Os Elefantes têm vantagem em sua curta história enfrentando ingleses e contam com um elenco poderoso, encabeçado pelo campeão mundial Dan Carter. O Racing disputa a primeira semifinal europeia de sua história, após despachar o tricampeão Toulon, pondo fim à hegemonia de seu rival na competição.

 

Leicester conta com desempenho muito sólido nas formações, tendo um forte lateral e um forte scrum, além de muita potência na linha, com homens como Veainu, Tuilagi e Goneva, fortes e velozes. Já o Racing não fica atrás nesses quesitos, tendo um poderoso pack, todo de atletas internacionais (Ben Arous, Szarszewski, Charteris) que sempre leva problemas a seus oponentes – e arranca penais. Atrás, Carter é a joia da coroa e a linha é estrelada, com homens como Imhoff, Dumoulon, Rokocoko e Dulin. O elenco do Racing é superior, e a equipe vai embalada, mas o apoio da torcida e a experiência na competição jogam a favor dos Tigers. Emoção até o fim é uma certeza.

 

Um olho na França e outro na Inglaterra

Já as semifinais da Challenge Cup acontecem na sexta, dia 22, e no sábado, dia 23. O primeiro duelo irá opor os ingleses do Harlequins e os franceses do Grenoble, em Londres. Os Quins são os únicos semifinalistas deste ano que já levantaram a taça da segunda copa europeia: nada menos que 3 vezes, a última em 2011, sendo os maiores campeões da competição. Já o Grenoble jamais avançou à final e, se o fizer, poderá decidir o título do lado de casa, pois a final será em Lyon, a apenas 100 km de Grenoble. Os dois times têm foco total na Challenge Cup, pois o Grenoble está 6 pontos abaixo da zona de classificação às finais do Top 14 francês, ao passo que o Harlequins está 10 pontos distante da classificação às semifinais da Premiership. O jogo promete equilíbrio, sendo o primeiro duelo entre as duas agremiações, que não têm nada a perder. Os ingleses têm o mando de jogo e muito mais experiência no torneio, mas os franceses vem no embalo após uma heroica vitória sobre o Connacht nas quartas de final.

 

No sábado, será a vez dos franceses do Montpellier encararem os galeses do Dragons, no jogo mais díspar. O Montpellier, do técnico sul-africano Jake White (campeão do mundo em 2007), é poderoso e ocupa a vice-líderança do Top 14, com um elenco recheado de estrangeiros e muita sede por um primeiro título de expressão. Já o Dragons não sonha com nada além de uma glória, pois há anos o time de Newport está nas sombras de seus rivais Ospreys, Scarlets e Cardiff, sendo que nesta temporada não foi diferente, com um desempenho até aqui pífio no PRO12, ocupando a antepenúltima posição, acima somente dos fracos times italianos. O favoritismo é todo do Montpellier, que joga em casa, mas não tem experiência no torneio, chegando pela primeira vez às semifinais. O Dragons, por sua vez, alcança pela terceira vez essa fase do torneio, tendo caído nas duas vezes anteriores na semifinal.

 

Italianos com missões complicadas

Por fim, ainda serão jogados no sábado as partidas de volta das finais do Torneio Qualificatório Europeu, que vale 2 vagas na próxima Challenge Cup. Os italianos do Calvisano receberão os romenos do Timisoara Saracens, depois de vitória romena por 36 x 23 no jogo de ida. Com isso, o Calvisano precisará vencer por 14 pontos de diferença para garantir sua classificação.

 

Já o outro time italiano, o Rovigo, tem missão praticamente impossível. O time vêneto foi derrotado em casa por 31 x 0 na primeira partida e terá que reverter a desvantagem jogando na Rússia contra o Enisei. Os russos estão com um pé na Challenge Cup 2016-17, depois de terem feito bonito na primeira fase deste ano. O jogo, no entanto, não será na casa do Enisei, a cidade siberiana de Krasnoyarsk, e sim em Krasnodar, cidade na costa do Mar Negro, na porção europeia da Rússia, a mais de 4.700 km de Krasnoyarsk.

 

champions cup logo

Rugby Champions Cup 2015-16 – Copa Europeia de Rugby

*Horários de Brasília

Semifinais

Sábado, dia 23 de abril

waspsversus copiarSaracens logo

11h00 – Wasps (Inglaterra) x Saracens (Inglaterra), em Reading – Watch ESPN AO VIVO / VT na ESPN+ às 20h30

 

Domingo, dia 24 de abril

Leicester Tigers copyversus copiarRacing

11h10 – Leicester Tigers (Inglaterra) x Racing (França), em Nottingham – Watch ESPN AO VIVO / VT na ESPN às 19h30

 

challenge cup eprc copy copy

Rugby Challenge Cup 2015-16 – Copa Desafio Europeu

*Horários de Brasília

Semifinais

Sexta-feira, dia 22 de abril

Harlequins copy copyversus copiargrenoble

15h45 – Harlequins (Inglaterra) x Grenoble (França), em Londres

 

Sábado, dia 23 de abril

Montpellier logo novo copyversus copiarNewport_gwent_dragons_badge

13h30 – Montpellier (França) x Dragons (Gales), em Montpellier

 

epcr

Torneio Qualificatório Europeu

Decisões – Jogos de volta

eniseiversus copiarrovigo rugby

09h00 – Enisei (Rússia) x Rovigo (Itália), em Krasnodar

 

calvisanoversus copiartimisoara-saracens

11h00 – Calvisano (Itália) x Timisoara Saracens (Romênia), em Calvisano

 

Comentários