Wallabies passam pelos Pumas e garantem o vice do Rugby Championship

ARTIGO COM VÍDEO – Com 48.515 torcedores nas arquibancadas de Twickenham, na Inglaterra, Austrália e Argentina duelaram pela última rodada do Rugby Championship, valendo o vice campeonato. O jogo esteve aberto até o fim e quem levou a melhor foram os australianos, que faturaram o duelo por 33 x 21.

 

A partida começou com a Argentina tendo um try anulado logo a 1′ com Will Genia tendo chute bloqueado por Senatore, com a bola sobrando para Iglesias, impedido. Não demorou para os aussies garantirem o domínio do jogo com um pack poderoso e, aos 6′, Haylett-Petty arrancou e o gigante Adam Coleman rompeu os tackles e cravou o try dos Wallabies. Os Pumas sentiram o golpe e Bernard Foley prontamente teve chance de ampliar o placar com penal, bem aproveitado para os Wallabies, abrindo 10 x 0.

 

Contudo, a indisciplina atrapalhou a Austrália durante todo o torneio e, aos 17′, Michael Hooper recebeu amarelo, o que inverteu por completo a realidade da partida. Os Pumas somaram menos de 30% de posse de bola nos primeiros minutos, mas com um homem a mais se impuseram e, aos 21′, Matias Alemanno caiu no pick and go para o try sul-americano, reduzindo a desvantagem. Na volta de Hooper, Foley teve novo penal e aproveitou bem, abrindo 13 x 5 para os Wallabies. Entretanto, aos 31′ seria a vez de Coleman receber amarelo e o jogo chegou aos seus minutos derradeiros com a Argentina somando mais de 70% de território e posse de bola, pecando em reduzir o placar pela ineficiências dos chutes de Iglesias, que perdeu duas chances de penais. E quem não faz, leva. No minuto final, os Pumas erraram no lateral, Genia conduziu o contra-golpe, Quade Cooper esticou o passe até Samu Kerevi e o segundo centro avassalador rompeu a defesa argentina para fazer o segundo try australiano, colocando frente de 18 x 5. Porém, houve ainda tempo para Iglesias se redimir e chutar um último penal antes do intervalo, deixando o marcador em 18 x 8.

 

A Argentina abriu o segundo tempo dando mostras de reação, com Jeronimo de la Fuente girando para cima da defesa australiana para fazer o segundo try dos Pumas, deixando o placar em apenas 18 x 15. Mas, a falta de profundidade na linha ofensiva argentina cobrou seu preço. Aos 49′, Hooper colocou pressão sobre Landajo e a bola sobrou para Kerevi livre arrancar a fazer o terceiro try dos Wallabies, dando uma verdadeira ducha de água fria sobre os Pumas.

 

Iglesias ainda reduziria de novo com penal aos 55′ e os argentinos seguiriam com mais posse de bola, mas sem conseguirem capitalizar. Aos 70′, a esperança reacendeu com Iglesias chutando mais um penal para colocar o placar em apenas 25 x 21. A Argentina estava a um try da vitória, mas ela escapou de vez aos 76′, com Dean Mumm interceptando passe desastroso para fazer o try da vitória australiana. 33 x 21 e fim de papo em Londres.

 

Com o fim do Rugby Championship, a Austrália se prepara agora para novo desafio daqui a duas semanas contra a Nova Zelândia, em Auckland, na terceira e última partida da Bledisloe Cup. Os australianos querem impedir que os neozelandeses batam o recorde de vitórias consecutivas na história do rugby entre seleções de elite. Será?

 

UAR_copy_copy.jpg21versus(13)33australia%281%29

Argentina 21 x 33 Austrália, em Londres (Inglaterra)

Árbitro: Mathieu Raynal (França)

 

Argentina

Tries: Alemanno e De la Fuente

Conversões: Iglesias (1)

Penais: Iglesias (3)

15 Joaquín Tuculet, 14 Matías Moroni, 13 Matías Orlando, 12 Jerónimo De la Fuente, 11 Ramiro Moyano, 10 Santiago González Iglesias, 9 Martín Landajo, 8 Leonardo Senatore, 7 Javier Ortega Desio, 6 Pablo Matera, 5 Matías Alemanno, 4 Guido Petti, 3 Ramiro Herrera, 2 Agustín Creevy (c), 1 Lucas Noguera;

Suplentes: 16 Julian Montoya, 17 Santiago García Botta, 18 Enrique Pieretto, 19 Marcos Kremer, 20 Juan Manuel Leguizamón, 21 Tomás Cubelli, 22 Gabriel Ascarate, 23 Lucas González Amorosino.

 

Austrália

Tries: Kerevi (2), Coleman e Mumm

Conversões: Foley (2)

Penais: Foley (3)

15 Israel Folau, 14 Dane Haylett-Petty, 13 Samu Kerevi, 12 Bernard Foley, 11 Reece Hodge, 10 Quade Cooper, 9 Will Genia, 8 Lopeti Timani, 7 Michael Hooper, 6 Dean Mumm, 5 Adam Coleman, 4 Rory Arnold, 3 Sekope Kepu, 2 Stephen Moore (c), 1 Scott Sio;

Suplentes: 16 James Hanson, 17 Tom Robertson, 18 Allan Alaalatoa, 19 Kane Douglas, 20 Scott Fardy, 21 Leroy Houston, 22 Nick Phipps, 23 Tevita Kuridrani, 24 Sefa Naivalu;

 

 

PaísApelidoJogosPontos
Nova ZelândiaAll Blacks630
AustráliaWallabies613
África do SulSpringboks610
ArgentinaPumas605

 

Foto: Dan Mullan/Getty Images

Comentários