O Six Nations você conhece e acompanha. Mas, e o Six Nations Feminino? Os mesmos 6 países europeus – França, Inglaterra, Gales, Escócia, Irlanda e Itália – se enfrentam anualmente entre as mulheres no rugby XV, nos mesmos finais de semana dos jogos masculino.

O pontapé inicial para a competição será no dia 2 de fevereiro e o modelo de disputas será o mesmo do torneio masculino.

 

O que esperar da competição?

- Continua depois da publicidade -

No ano passado, o XV feminino esteve em destaque por conta da Copa do Mundo da modalidade. Agora, um ano depois, o desafio é manter investimentos e evolução, claramente constatada no Mundial. Olho nas europeias em 2018! O primeiro termômetro dos novos rumos do XV feminino está pronto para ter seu início.

A Inglaterra, atual campeã, segue como a grande favorita ao título, sendo sem dúvida o país onde o XV é mais desenvolvido, com uma liga forte – apesar das incertezas sobre o nível de investimentos no alto rendimento no fim do ano passado.

No encalço das inglesas estarão as franceses, as mais capazes de vencerem as favoritas, sobretudo com o mando de jogo no duelo direto. A França também conta com um XV bastante desenvolvido e uma seleção que já sonho até com título mundial, mas tem parado nos detalhes na Copa do Mundo. No Six Nations, no entanto, a força das Bleues é incontestável e a briga com as Red Roses será de tirar o fôlego.

A terceira força do continente é a Irlanda que, todavia, viveu um 2017 de grande decepção ao fazer um Mundial muito ruim em casa. Ainda assim, no panorama geral, as irlandesas mostram crescimento contínuo nos últimos anos, tendo um 2018 crucial para recuperarem a confiança.

Gales aparece como a quarta força, mas sem chances realistas de títulos, enquanto Escócia e Itália atraem interesse. Do lado escocês, os últimos anos de Six Nations foram muito ruins e a seleção ficou de fora do Mundial de 2017, mas no Six Nations passado a Escócia melhorou e venceu Gales e Itália. Já as italianas seguem confiantes em um crescimento contínuo da modalidade no país. As Azzurre vem tendo resultados melhores do que a seleção masculina do país e podem perfeitamente sonhar com mais de uma vitória no torneio.

Portanto, ligue-se no Six Nations Feminino porque as emoções são garantidas!

 

Tabela 2018

02/02 – Gales x Escócia, em Colwyn Bay

03/02 – França x Irlanda, em Toulouse

04/02 – Itália x Inglaterra, em Reggio Emilia

 

10/02 – Inglaterra x Gales, em Londres

10/02 – Escócia x França, em Glasgow

11/02 – Irlanda x Itália, em Dublin

 

23/02 – Escócia x Inglaterra, em Glasgow

24/02 – França x Itália, em Bastia

25/02 – Irlanda x Gales, em Dublin

 

10/03 – França x Inglaterra, em Grenoble

11/03 – Gales x Itália, em Cardiff

11/03 – Irlanda x Escócia, em Dublin

 

16/03 – Inglaterra x Irlanda, em Coventry

16/03 – Gales x França, em Colwyn Bay

18/03 – Itália x Escócia, em Padova

 

Histórico

PaísNúmero de títulos Número de Grand Slams**Número de Tríplices Coroas***Número de Colheres de Pau****Número de participações
Inglaterra131318022
França65-019
Irlanda212520
Escócia111622
Gales001622
Itália00-311
Espanha*00-27
* A Espanha participou do torneio de 1996 a 2002, mas não participa mais

** Grand Slam = Quando uma equipe vence todas as partidas do torneio

*** Tríplice Coroa (Triple Crown) = Quando Inglaterra, Escócia, Gales ou Irlanda derrotam todos as demais nações dos Ilhas Britânicas. França e Itália não disputam a Tríplice Coroa;

**** Colher de Pau = Quando uma seleção perde todas as partidas na competição.

Foto: NatWest 6 Nations/INPHO