Foto: David Ramos - World Rugby via Getty Images

ARTIGO COM VÍDEO – A Itália cumpriu sua missão e derrotou o Canadá nesta quinta-feira, em Fukuoka, pelo Grupo B da Copa do Mundo, e seguiu na liderança da chave, com 100% de aproveitamento. Os canadenses – que agora têm Graham Henry, campeão do mundo pelos All Blacks, como consultor – até tiveram bons momentos neste jogo de estreia, mas não seguraram os Azzurri na segunda etapa: 48 x 07. O resultado classificou matematicamente já a Itália para o Mundial de 2023.

Os italianos rodaram o elenco, mas seus reservas deram conta do recado, com a Itália atropelando no início, abrindo 17 x 00, com penal de Allan, seguido por tries de Steyn e Budd, ambos rompendo a defesa vermelha na potência.

Os Canucks passaram a ter o controle da posse de bola em todo o restante do primeiro tempo e perderam um try feito, com Ardron fazendo a jogada e servindo com offload Heaton, que largou a bola em cima do in-goal.

Foi apenas no segundo tempo que a Itália passou a dominar o embate por completo e seus tries foram saindo naturalmente. Aos 43′, os azuis ganharam metros com as fases e Negri recebeu passe esticado, matando a defesa canadense para o terceiro try. Já o try do bônus foi um penal try, nascido de um maul após lateral aos 58′, com Heaton ainda recebendo cartão amarelo para deixar os Canucks com 14 em campo.

- Continua depois da publicidade -

Com espaços para correr a linha, Bellini disparou para o quinto try italiano, mas ainda houve tempo para o try de honra do Canadá, com Nelson fazendo bela infiltração, servindo Coe, que fez bela corrida para o try. No fim, Zani marcou outro try italiano com maul e Minozzi ainda teve tempo para correr para um último try dos Azzurri. 48 x 07, números finais.

O Canadá encarará a Nova Zelândia no dia 2, ao passo que a Itália voltará a campo no dia 4 em duelo decisivo contra a África do Sul.

48versus copiar07

Itália 48 x 07 Canadá, em Fukuoka

Árbitro: Nigel Owens (Gales)

Assistentes: Wayne Barnes (Inglaterra) e Karl Dickson (Inglaterra) / TMO: Rowan Kitt (Inglaterra)

Itália

Tries: Steyn, Budd, Negri, Penal try, Bellini, Zani e Minozzi

Conversões: Allan (3) e Canna (1)

Penais: Allan (1)

15 Matteo Minozzi, 14 Tommaso Benvenuti, 13 Michele Campagnaro, 12 Jayden Hayward, 11 Giulio Bisegni, 10 Tommaso Allan, 9 Callum Braley, 8 Braam Steyn, 7 Jake Polledri, 6 Sebastian Negri, 5 Dean Budd (c), 4 David Sisi, 3 Simone Ferrari, 2 Luca Bigi, 1 Andrea Lovotti;

Suplentes: 16 Federico Zani, 17 Nicola Quaglio, 18 Marco Riccioni, 19 Federico Ruzza, 20 Maxime Mbandà, 21 Guglielmo Palazzani, 22 Carlo Canna, 23 Mattia Bellini;

Canadá

Try: Coe

Conversão: Nelson (1)

15 Patrick Parfrey, 14 Jeff Hassler, 13 Ben Lesage, 12 Nick Blevins, 11 DTH van der Merwe, 10 Peter Nelson, 9 Gordon McRorie, 8 Tyler Ardron (c), 7 Lucas Rumball, 6 Michael Sheppard, 5 Josh Larsen, 4 Conor Keys, 3 Matt Tierney, 2 Eric Howard, 1 Hubert Buydens;

Suplentes: 16 Benoit Piffero, 17 Djustice Duru-Sears, 18 Jake Ilnicki, 19 Luke Campbell, 20 Matt Heaton, 21 Jamie Mackenzie, 22 Ciaran Hearn, 23 Andrew Coe;

 

 PaísApelido/SímboloJogosPontos
Grupo A
JapãoBrave Blossoms419
IrlandaShamrock (Trevo)416
EscóciaThistle (Cardo)411
SamoaManu Samoa45
RússiaMedvedi (Ursos)40
Grupo B
Nova ZelândiaAll Blacks416
África do SulSpringboks415
ItáliaGli Azzurri412
NamíbiaWelwitschias42
CanadáCanucks42
Grupo C
InglaterraRed Rose (Rosa)417
FrançaLes Bleus415
ArgentinaLos Pumas411
Tonga'Ikale Tahi46
Estados UnidosEagles40
Grupo D
GalesDragons (Dragões)419
AustráliaWallabies416
FijiFlying Fijians47
GeórgiaLelos45
UruguaiLos Teros44