Foto: World Rugby

ARTIGO COM VÍDEOS – Suva, capital de Fiji, foi o palco da rodada dupla final da Copa das Nações do Pacífico e que começou já com decisão de título. O Japão conquistou um feito importantíssimo para o ano que receberá a Copa do Mundo derrotando os Estados Unidos por 34 x 20 para ficar com o título da competição pela terceira vez em sua história. Conquista invicta e com 100% de aproveitamento (3 vitórias bonificadas).

Na sequência, Fiji venceu jogo magro contra Samoa por 10 x 03 e ficou com o vice campeonato.

Na sexta, Tonga já havia superado o Canadá.

 

- Continua depois da publicidade -

Japão é só festa

O Japão conquistou o título do Pacífico com um alvissareiro 34 x 20 para cima dos Estados Unidos em campo neutro, frustrando a esperança de conquista inédita do lado americano. Com os dois times podendo erguer a taça, a partida ganhou em emoção e qualidade.

Logo no comecinho, o capitão Michael Leitch cravou o primeiro try japonês após lateral e os Eagles sentiram o impacto inicial, cedendo ainda um penal e outro try, aos 11′, com Fukuoka, recebendo de Matsushima, após boa troca de passes. Os Eagles se recompuseram e responderam com try do veterano do sevens Madison Hughes aos 16′, após abertura AJ MacGinty criou o espaço. No entanto, o camisa 10 logo se lesionou e o jogou caiu em ritmo, com mais um penal para cada lado, levando o jogo à pausa em 20 x 13 para os asiáticos.

O Japão cresceu no segundo tempo e abriu os 40 minutos finais com lindo try, após Tamura serviu com classe Yamanaka. E, aos 55′, após infiltração do próprio Yamanaka e offload do veterano primeira linha Shota Horie, Michael Leitch marcou seu segundo e decisivo try na partida. Apenas no fim os EUA conseguiram seu segundo try, com Germishuys. Números finais: Japão 34 x 20 e título dos Brave Blossoms!



34versus copiar20

Japão 34 x 20 Estados Unidos, em Suva (Fiji)

Árbitro: Glen Jackson (Nova Zelândia)

Estados Unidos

Tries: Hughes e Germishuys

Conversões: Hooley (2)

Penais: Hooley (2)

1 Chance Wenglewski, 2 Mike Sosene-Feagai, 3 Paul Mullen, 4 Nate Brakeley, 5 Greg Peterson, 6 Malon Al-Jiboori, 7 Hanco Germishuys, 8 Jamason Fa’anana-Schultz, 9 Shaun Davies, 10 AJ MacGinty, 11 Madison Hughes, 12 Paul Lasike, 13 Marcel Brache, 14 Blaine Scully (c), 15 Will Hooley;

Suplentes: 16 Dylan Fawsitt, 17 David Ainu’u, 18 Paddy Ryan, 19 Ben Landry, 20 Ben Pinkelman, 21 Nate Augspurger, 22 Will Magie, 23 Thretton Palamo;

Japão

Tries: Leitch (2), Fukuoka e Yamanaka

Conversões: Tamura (4)

Penais: Tamura (2)

1 Keita Inagaki, 2 Shota Horie, 3 Asaeli Valu, 4 James Moore, 5 Uwe Helu, 6 Michael Leitch (c), 7 Lappies Labuschagne, 8 Hendrik Tui, 9 Fumiaki Tanaka, 10 Yu Tamura, 11 Kenki Fukuoka, 12 Timothy Lafaele, 13 Will Tupou, 14 Kotaro Matsushima, 15 Ryohei Yamanaka;

Suplentes: 16 Atsushi Sakate, 17 Koki Yamamoto, 18 Yusuke Kizu, 19 Wimpie van der Walt, 20 Kazuki Himeno, 21 Yutaka Nagare, 22 Rikiya Matsuda, 23 Lomano Lemeki;

 

Goneva se torna o maior de Fiji

O clássico do Pacífico Sul foi anticlimático, longe daquilo que se espera de um duelo entre Fiji e Samoa. Placar magro, com muitos erros e poucos espaços. Samoa, na verdade, foi superior na primeira etapa, acumulando mais território, com superioridade no jogo de contato. Mas Seuteni chutou para fora duas chances de penal (além de um drop goal impreciso), que fizeram diferença. Com um penal certeiro para cada lado, o jogo foi ao intervalo em 3 x 3.

O segundo tempo começou com o lance capital, com o veterano Goneva marcando o try solitário do jogo para Fiji – e try histórico, que o colocou como o maior artilheiro de tries da história de Fiji. O jogo ainda ganhou em tensão no final e o placar ficou inalterado, com o 10 x 03 sendo decretado.


10versus copiar03

Fiji 10 x 03 Samoa, em Suva

Árbitro: Brendon Pickerill

Fiji

Try: Goneva

Conversão: Volavola (1)

Penal: Volavola (1)

1 Campese Ma’afu, 2 Sam Matavesi, 3 Peni Ravai, 4 Tevita Cavubati, 5 Leone Nakarawa, 6 Dominiko Waqaniburotu (c), 7 Semi Kunatani, 8 Viliame Mata, 9 Frank Lomani, 10 Ben Volavola, 11 Patrick Osborne, 12 Levani Botia, 13 Semi Radradra, 14 Vereniki Goneva, 15 Setareki Tuicuvu;

Suplentes: 16 Mesulame Dolokoto, 17 Eroni Mawi, 18 Kali Tawake, 19 Tevita Ratuva, 20 Peceli Yato, 21 Niko Matawalu, 22 Josh Matavesi, 23 Niki Murimurivalu;

Samoa

Penal: Seuteni (1)

1 Logovi’i Mulipola, 2 Motu Matu’u, 3 Paul Alo-Emile, 4 Filo Paulo, 5 Kane Leaupepe, 6 Chris Vui, 7 Jack Lam (c), 8 TJ Ioane, 9 Dwayne Polataivao, 10 UJ Seuteni, 11 Belgium Tuatagaloa, 12 Reynold Lee-Lo, 13 Kieron Fonotia, 14 Alapati Leiua, 15 Ahsee Tuala;

Suplentes: 16 Ray Niuia, 17 Jordan Lay, 18 James Lay, 19 Senio Toleafoa, 20 Henry Stowers, 21 Pele Cowley, 22 AJ Alatimu, 23 Henry Taefu;

 

 SeleçãoApelidoJogosPontos
JapãoBrave Blossoms315
FijiFlying Fijians39
Estados UnidosEagles39
SamoaManu Samoa36
Tonga'Ikale Tahi35
CanadáCanucks31

 

Histórico:

5 títulos – Fiji

3 títulos – Japão, Samoa e Junior All Blacks

1 título – Maori All Blacks