Foto: Bruno Ruas

O grande jogo do sábado de Copa do Mundo opõe Japão e Irlanda, duelando pela liderança do Grupo A, ao passo que África do Sul e Namíbia fecham o dia de ação pelo Grupo B.

 

Quem ficará no topo do Grupo A?

Japão e Irlanda venceram seus primeiros compromissos pela Copa do Mundo – contra Rússia e Escócia, respectivamente – e agora se encontram na cidade de Shizuoka, no sopé do Monte Fuji, para jogo valerá a primeira posição isolada da chave.

- Continua depois da publicidade -

O histórico entre os dois times é todo favorável à Irlanda, que também já encarou seu jogo mais importante, contra a Escócia, saindo vitoriosa de modo convincente (27 x 03). Com isso, os escoceses torcem por triunfo irlandês, para poderem decidir a classificação diante do Japão em confronto direto. Já o Japão sabe que uma inédita vitória sobre a Irlanda asseguraria uma posição incrível para os Brave Blossoms avançarem ineditamente às quartas de final. Com isso, não faltará apoio da torcida para um feito histórico.

O técnico Jamie Joseph, do Japão, efetuou somente 4 trocas no time que derrotou a Rússia na sexta da semana passada, tendo tempo de sobra para descansar. O treinador optou por tirar alguns jogadores importantíssimos: Michael Leitch (o capitão), Asaeli Ai Valu, Lomano Lemeki e Wimpie van der Walt, dando a entender que não entende a partida como crucial. Luke Thompson, de 38 anos, o atleta mais velho do Mundial, estará em campo, ao passo que Pieter Labuschagne assumirá a capitania da equipe. Na linha, Will Tupou saiu da posição de fullback e foi para a ponta (pela primeira vez em sua carreira), com Ryohei Yamanaka assumindo a camisa 15. Jiwon Koo (o primeiro coreano a jogar um Mundial) assumiu a posição de Valu na primeira linha.

A Irlanda fez 5 mudanças com relação ao time que derrotou a Escócia no domingo passado. Ciente de que a primeira linha japonesa é muito forte, a Irlanda não mexeu em seus homens de frente, seguindo com o capitão Rory Best liderando a formação. Peter O’Mahony se recuperou de lesão a tempo para ser confirmado na terceira linha, mostrando que o técnico Joe Schmidt quer encerrar o assunto classificação logo nesse fim de semana.

As novidades mesmo na Irlanda aparecem na linha. Jonny Sexton será poupado, ainda com dificuldades físicas, e para seu lugar o preferido foi Jack Carty, com Carbery ficando no banco. Farrell assumirá a camisa 12 no lugar de Bundee Aki, também sentindo lesão, enquanto Keith Earls retorna ao time titular junto de Rob Kearney no fundo do campo, em retornos bastante celebrados.

Os irlandeses são favoritos e terão a missão de provar que não são dependentes de Sexton. Este será o maior desafio do Trevo, enquanto o Japão, apesar de jogar em casa e badalado, é franco atirador, e terá a pressão por fazer um jogo mais calmo do que o nervosismo apresentado na estreia contra a Rússia. Hora de ver do que os Brave Blossoms são realmente capazes.

Springboks rodam elenco contra a Namíbia

O Grupo B apresenta alguns jogos desequilibrados, entre eles África do Sul contra a vizinha Namíbia, no dérbi africano do Mundial. Os Boks trocaram o elenco quase inteiro para a partida, descansando seus jogadores. Do XV titular que perdeu para a Nova Zelândia apenas Lukhanyo Am e Makazole Mapimpi começarão jogando contra os Welwitschias. Rassie Erasmus testará o veterano Schalk Brits com a camisa 8 e de capitão e apostará na dupla Herschel Jantjies e Elton Jantjies com a 9 e a 10. François Steyn irá a campo com a camisa 12, muito aguardado, enquanto o fullback Warrick Gelant ganhou sua chance de mostrar serviço.

A Namíbia também rodou todo o seu elenco, ciente de que o jogo que realmente importa é aquele contra o Canadá. Com isso, apenas 5 atletas foram mantidos com relação à derrota contra a Itália pelo técnico Phil Davies Tjiuee Uanivi, Cliven Loubser, JC Greyling, Chad Plato, e Johan Tromp. O scrum-half Eugene Jantjies irá a campo e poderá se isolar no recorde de mais derrotas em Mundiais. O abertura Peter John Walters fará seu debut pela seleção em pleno Mundial.

Copa do Mundo de Rugby – Japão 2019

Sábado, dia 28 de setembro (Horário de Brasília)

GRUPO A

versus copiar

04h15 – Japão x Irlanda, em Shizuoka – ESPN AO VIVO

Árbitro: Angus Gardner (Austrália)

Assistentes: Jérôme Garcès (França) e Matthew Carley (Inglaterra) / TMO: Ben Skeen (Nova Zelândia)

Histórico: 7 jogos e 7 vitórias da Irlanda. Último jogo: Japão 13 x 35 Irlanda, em 2017 (amistoso);

Japão: 15 Ryohei Yamanaka, 14 Kotaro Matsushima, 13 Timothy Lafaele, 12 Ryoto Nakamura, 11 William Tupou, 10 Yu Tamura, 9 Yutaka Nagare, 8 Amanaki Lelei Mafi, 7 Pieter Labuschagne (c), 6 Kazuki Himeno, 5 James Moore, 4 Luke Thompson, 3 Jiwon Koo, 2 Shota Horie, 1 Keita Inagaki;

Suplentes: 16 Atsushi Sakate, 17 Isileli Nakajima, 18 Asaeli Ai Valu, 19 Wimpie van der Walt, 20 Michael Leitch, 21 Fumiaki Tanaka, 22 Rikiya Matsuda, 23 Lomano Lemeki;

Irlanda: 15 Rob Kearney, 14 Keith Earls, 13 Garry Ringrose, 12 Chris Farrell, 11 Jacob Stockdale, 10 Jack Carty, 9 Conor Murray, 8 CJ Stander, 7 Josh van der Flier, 6 Peter O’Mahony, 5 James Ryan, 4 Iain Henderson, 3 Tadhg Furlong, 2 Rory Best (c), 1 Cian Healy;

Suplentes: 16 Sean Cronin, 17 Dave Kilcoyne, 18 Andrew Porter, 19 Tadhg Beirne, 20 Rhys Ruddock, 21 Luke McGrath, 22 Joey Carbery, 23 Jordan Larmour;

 

GRUPO B

versus copiar

06h45 – África do Sul x Namíbia, em Toyota (Nagoya) – ESPN AO VIVO

Árbitro: Mathieu Raynal (França)

Assistentes: Nic Berry (Austrália) e Andrew Brace (Irlanda) / TMO: Graham Hughes (Inglaterra)

Histórico: 2 jogos e 2 vitórias da África do Sul. Último jogo: África do Sul 87 x 00 Namíbia, em 2011 (Copa do Mundo);

África do Sul: 15 Warrick Gelant, 14 Sbu Nkosi, 13 Lukhanyo Am, 12 Frans Steyn, 11 Makazole Mapimpi, 10 Elton Jantjies, 9 Herschel Jantjies, 8 Schalk Brits (c), 7 Kwagga Smith, 6 Francois Louw, 5 Lood de Jager, 4 RG Snyman, 3 Vincent Koch, 2 Bongi Mbonambi, 1 Tendai Mtawarira;

Suplentes: 16 Steven Kitshoff, 17 Thomas du Toit, 18 Eben Etzebeth, 19 Siya Kolisi, 20 Franco Mostert, 21 Cobus Reinach, 22 Damian de Allende, 23 Cheslin Kolbe;

Namíbia: 15 Johan Tromp, 14 Chad Plato, 13 JC Greyling, 12 Peter John Walters, 11 Lesley Klim, 10 Cliven Loubser, 9 Eugene Jantjies, 8 Adriaan Booysen, 7 Muharua Katjijeko, 6 Thomasau Forbes, 5 Tjiuee Uanivi (c), 4 Johan Retief, 3 AJ de Klerk, 2 Louis van der Westhuizen, 1 Desiderius Sethie;

Suplentes: 16 Obert Nortje, 17 Andre Rademeyer, 18 Johannes Coetzee, 19 Prince Gaoseb, 20 Janco Venter, 21 Wian Conradie, 22 Helarius Axasman Kisting, 23 Johan Deysel;

 PaísApelido/SímboloJogosPontos
Grupo A
JapãoBrave Blossoms419
IrlandaShamrock (Trevo)416
EscóciaThistle (Cardo)411
SamoaManu Samoa45
RússiaMedvedi (Ursos)40
Grupo B
Nova ZelândiaAll Blacks416
África do SulSpringboks415
ItáliaGli Azzurri412
NamíbiaWelwitschias42
CanadáCanucks42
Grupo C
InglaterraRed Rose (Rosa)417
FrançaLes Bleus415
ArgentinaLos Pumas411
Tonga'Ikale Tahi46
Estados UnidosEagles40
Grupo D
GalesDragons (Dragões)419
AustráliaWallabies416
FijiFlying Fijians47
GeórgiaLelos45
UruguaiLos Teros44