A Liga Mundial, tão almejada por Agustín Pichot, está saindo do papel.

Dirigentes das federações das principais forças do rugby mundial e do World Rugby estão reunidas em Los Angeles para negociarem a criação de um modelo atrativo para uma nova competição anual e o formato que está avançando articulará o Six Nations europeu com um expandido Rugby Championship, já a partir de 2020.

Pela proposta, os 2 primeiros colocados de Six Nations e Rugby Championship disputariam semifinais e uma final anual em novembro, nas duas últimas semanas do mês (eventualmente avançando até a primeira semana de dezembro). Para 2020, as semifinais e a final estão sendo cogitadas para Londres (estádio de Wembley), Barcelona e surpreendentes Berlim. Em anos de Copa do Mundo as disputas não ocorreriam.

Os amistosos de novembro seguiriam inalterados ocupando as 3 primeiras semanas do mês, mas os amistosos de julho seriam reduzidos a apenas 1 semana.

- Continua depois da publicidade -

A proposta ainda inclui uma repescagem de promoção e rebaixamento anual entre o Six Nations e o Rugby Europe Championship e a expansão do Rugby Championship de 4 para 6 nações (com as entradas de Japão e Fiji). O Championship contaria ainda com uma segunda divisão articulando o Americas Rugby Championship e a Pacific Nations Cup.

Entretanto, a criação de uma Liga Mundial anual, para os críticos, poderia apresentar risco de desvalorizar a Copa do Mundo – que hoje representa 90% do faturamento do World Rugby.

Fonte: Telegraph