Tem muita gente se perguntando: e a Liga Sul-Americana profissional?

A Sudamerica Rugby (confederação sul-americana) anunciou que a apresentação oficial da liga será feita no dia 29 de novembro, em Montevidéu, isto é, após o fim da Copa do Mundo e dos amistosos internacionais (já que Brasil enfrenta em novembro Portugal e Barbarians).

A liga, chamada de Super Liga Americana de Rugby (SLAR), será uma competição de franquias (que não são ligadas aos clubes de rugby atuais) com equipes baseadas no Brasil, Argentina, Uruguai, Chile e Paraguai. O número exato de times não está confirmado. Já foi revelado meses atrás que seriam 6 times (2 brasileiros, 2 uruguaios, 1 argentino e 1 chileno, porém negociações avançaram do lado paraguaio, podendo aumentar o número de participantes).

Muitas notícias sobre a liga e suas equipes já circularam ao longo do ano, com clubes de futebol interessados nas franquias. No Uruguai, Peñarol e Nacional deverão dar nome e cores aos times, ao passo que o Olimpia é o nome ligado ao time do Paraguai.

- Continua depois da publicidade -

No Brasil, as informações extraoficiais dão conta de São Paulo e Florianópolis como as cidades mais prováveis de sediarem as equipes, com clubes de futebol sendo ventilados, como o Corinthians, em São Paulo. Rio de Janeiro também já foi cogitada, com o Flamengo na lista de potenciais parcerias. Em Santa Catarina, o Figueirense (antes da atual crise) era nome forte nas especulações.

A SLAR prevê que, além dos jogadores de seleções brasileira, uruguaia, chilena e paraguaia, sejam envolvidos muitos argentinos (espalhados por todos os times) e atletas de outros continente, potencialmente neozelandeses vindos da Mitre 10 Cup (o campeonato nacional neozelandês), fijianos, samoanos e tonganeses (via World Rugby).

Em novembro todas as informações sobre equipes e atletas contratados deverão ser reveladas.