CSKA Moscou avança com seu projeto de rugby profissional. Foto; CSKA

Bolas ovais distintas, mas com clubes de futebol se aproximando.

 

Liverpool no League

Na Inglaterra, o Rugby League (o rugby de 13 jogadores) foi impactado nesta semana pela notícia da possibilidade de um time no Liverpool. A iniciativa é do milionário Marwan Koukash, que comprou recentemente o Salford Red Devils (clube da Super League inglesa) e está de olho em investir em mais uma equipe. Koukash, que é dono de hotel em Liverpool, disse que quer criar uma equipe para o League – seu esporte de coração – associado a uma marca forte do esporte na região (começando na 3ª divisão). O projeto ainda incluiria a construção de um estádio na cidade.

- Continua depois da publicidade -

A presença de clubes de futebol no League inglês não é novidade, com o Fulham e o Paris St. Germain no passado tendo mantido clubes na modalidade.

Neste ano ainda, a Challenge Cup (a Copa da Inglaterra) contou com a participação do Estrela Vermelha de Belgrado, campeão da Sérvia, que foi convidado a participar do torneio – já tendo sido eliminado, perdendo por 38 x 10 para o clube inglês Millom, das divisões amadoras.

 

CSKA no Union

Já na Rússia, o CSKA Moscou, um dos maiores clubes poliesportivos no mundo e famoso pelo futebol, reabriu há 5 anos seu departamento de rugby amador e agora planeja voos maiores. O clube anunciou que seu projeto é de chegar à primeira divisão profissional do país e construir um estádio só para rugby – o terceiro na cidade.

Para 2019, a primeira divisão profissional da Rússia terá 8 clubes: Enisei-STM (Krasnoyarsk), Krasny Yar (Krasnoyarsk), VVA Saracens (Monino), Kuban (Krasnodar), Slava (Moscou), Metallurg (Novokuznetsk), Bulava (Taganrog) e Lokomotiv Penza (Penza).