Foto: Junior Martins

Melina Rugby Clube (MR) e São Paulo Athletic Club (SPAC) conquistaram os títulos de campeões da 1ª Superliga Sicredi de Rugby, nas categorias Rugby Sevens Feminino e Rugby XV Masculino, respectivamente, nesse último fim de semana, nos dias 02 e 03 de novembro, um evento organizado pelo Cuiabá Rugby Clube (CRC), pelo Melina e pelo SPAC, no Centro de Treinamento Melina e na Arena Governador José Fragelli (Arena Pantanal), em Cuiabá.

No Rugby Sevens Feminino, o Melina Rugby Clube (MR) se sagrou campeão invicto com campanha de cinco jogos e cinco vitórias. Primeiro venceu o Cuiabá Rugby por placar de 67 a zero, em segundo superou o time “B” do Melina por 24 a zero, depois ganhou da Universidade de Brasília (UNB) por elásticos 92 a zero, em seguida venceu o Primavera por 22 a zero e encerrou com vitória sobre o vice-campeão SPAC por 24 a zero. Venceu todas as partidas sem sofrer pontos.

“As meninas são jogadoras profissionais, treinam duro e fizeram partidas muito bonitas. Nós estamos em meio ao campeonato Super Sevens, que é o Circuito Brasileiro Feminino de Rugby Sevens, inclusive temos jogo daqui uns 15 dias, então as meninas sabiam que a Superliga Sicredi de Rugby serviria como preparação para o nacional, lhes agregariam expertise em competições e dessa forma vieram com vontade de ganhar”, diz o patrono do Melina, Michel Leplus.

No Rugby XV Masculino, o São Paulo Athletic Club (SPAC) se sagrou campeão invicto com campanha de três jogos e três vitórias. Primeiro superou a seleção do Cerrado por placar de 26 a sete, em segundo ganhou da seleção do Norte por 64 a cinco e, por fim, venceu a seleção de Mato Grosso por 40 a sete. O SPAC é o clube de rugby mais antigo do país, tendo sido fundado em 1888, e o maior campeão nacional em títulos. E a seleção do Cerrado foi a vice-campeã.

- Continua depois da publicidade -

“Enfrentamos seleções regionais compostas por atletas talentosos e que fizeram partidas consistentes. Acredito que o volume anual de jogos nos ajudou. Como temos um calendário anual repleto de competições, pois disputamos o estadual paulista, o nacional e ainda a temporada de sevens, isso nos auxilia na formação de um grupo coeso. Aplaudo a iniciativa de se criar a Superliga para movimentar o rugby no Centro-Oeste”, avalia o secretário-geral do SPAC, Alexandre Cleaver.

“A seleção do Cerrado reuniu jogadores de Goiás, Mato Grosso do Sul, Distrito Federal e Minas Gerais. Achamos maravilhoso o evento, pois deu dinâmica para o nosso calendário e nos permitiu reunir com outros clubes. A Arena Pantanal é maravilhosa, tem estrutura espetacular, uma bela arquibancada, a forma como ecoa o barulho da torcida e o gramado. Com certeza estaremos presentes na próxima edição”, conta o representante da seleção do Cerrado, André Rotada.

A 1ª Superliga Sicredi de Rugby foi uma iniciativa inédita na história nacional da modalidade e reuniu quatro equipes masculinas, sendo três seleções regionais e um clube, e mais seis times femininos. Teve como patrocinador principal o Sistema de Crédito Cooperativo Sicredi e como copatrocinadores o Suco de Uva Melina, a Detrilog Construções e Soluções Ambientais e a Água Mineral Natural Excelência. Fotos disponíveis nas páginas dos organizadores no Facebook.

“A Superliga foi a estratégia usada para desenvolver o rugby na região Centro-Oeste. Contamos com a participação do SPAC, que é o clube mais antigo do país e bastante respeitado, e isso nos deu visibilidade. Muita gente interessada em ver o jogo do SPAC acompanhou a transmissão ao vivo via internet e assim também pode ver o nosso nível técnico. O evento foi um sucesso e um marco à história do rugby em Mato Grosso”, conta o presidente do CRC, André Dorileo.

Escrito por: Junior Martins

 

Superliga Sicredi

Dias 02 e 03/11/2018

Locais: Centro de Treinamento Melina – Avenida Ayrton Senna da Silva, n° 675 (na sexta e manhã de sábado); Arena Pantanal (no sábado a tarde) – Cuiabá, MT

Sexta-feira – no Melina
14h00 – Cuiabá 00 x 67 Melina – Feminino
14h20 – SPAC 50 x 00 Primavera/Parecis – Feminino
14h40 – Melina B 05 x 22 UNB – Feminino
15h00 – Cuiabá 05 x 47 Primavera/Parecis – Feminino
15h20 – UNB 00 x 52 SPAC – Feminino
15h40 – Melina B 00 x 24 Melina – Feminino
16h00 – Cuiabá 00 x 47 SPAC – Feminino
16h20 – Melina 52 x 00 UNB – Feminino
16h40 – Melina B 00 x 24 Primavera/Parecis – Feminino

Sábado – no Melina

09h00 – Melina 22 x 00 Primavera/Parecis – Feminino
09h20 – Cuiabá 17 x 15 UNB – Feminino
09h40 – SPAC 48 x 00 Melina B – Feminino
10h00 – SPAC 22 x 07 Cerrado – Masculino
11h00 – Mato Grosso 34 x 00 Norte – Masculino

Sábado – na Arena Pantanal
14h40 – Cerrado 24 x 14 Mato Grosso – Masculino
15h40 – SPAC 64 x 05 Norte – Masculino
16h30 – Melina B 17 x 12 Cuiabá – Feminino
16h50 – UNB 12 x 14 Primavera/Parecis – Feminino
17h10 – SPAC 00 x 24 Melina – Feminino
18h00 – Cerrado 55 x 05 Norte – Masculino
19h00 – Mato Grosso 07 x 40 SPAC – Masculino

Campeão feminino: Melina

Campeão masculino: SPAC