Foto: Marcello Zambrana/Fotojump

O World Rugby anunciou hoje quais competições testarão em 2020 novas leis para o rugby. A entidade lançou um novo pacote de testes para as leis do jogo focadas na segurança do atleta. Caso os testes neste ano sejam bem sucedidos, as novas leis poderão ser efetivas no livro das Leis do Rugby.

Nas Américas, apenas o Americas Rugby Championship (em agosto e setembro, com participação do Brasil) foi escolhido para realizar um teste: o 50/22.

Quais são as leis em teste e onde elas serão testadas?

    • 50/22 – Se um jogador chutar a bola de trás de seu campo de defesa (atrás da linha de meio campo) e ela sair (tocando necessariamente antes no chão) depois da linha de 22 metros, o time que chutou a bola cobrará o lateral. O mesmo é válido se um jogador chutar a bola de trás de sua linha de 22 metros de defesa e ela sair depois da linha de meio campo. O teste é semelhante à lei 40/20 do Rugby League (vídeo abaixo);
      • Competições de teste:
        • Americas Rugby Championship;
        • Campeonatos Italianos (Top 12 masculino, Serie A feminina e todas as divisões inferiores);
        • Varsity Cup sul-africana (Campeonato Universitário Sul-Africano) e Campeontos Georgianos Juvenis;

- Continua depois da publicidade -
  • Repreensão contra Tackles Altos – Qualquer tackle alto, cujo tacleador não esteja agachado e que o tacleado tenha sofrido qualquer contato na cabeça, resultará em um aviso contra o tacleador. Na segunda ação do tipo ao longo da partida, o jogador receberá automaticamente suspensão para o próximo jogo. Trata-se da elevação do rigor contra tackles altos.
    • Competições de teste:
      • Super Rugby;
      • Top 14 e Pro D2 francesas;
  • Tackle apenas da cintura pra baixo – Este é o teste mais polêmico. Qualquer tackle acima da cintura será considerado ilegal. Por enquanto, este teste será limitado a alguns torneios amadores.
    • Competições de teste:
      • Campeonatos Franceses amadores (3ª divisão para baixo, adultos e juvenis);
      • Campeonatos Fijianos Juvenis;
  • Revisão do cartão amarelo enquanto atleta cumpre suspensão de 10 minutos – Enquanto o jogador que recebeu cartão amarelo cumpre sua punição, o lance poderá ser revisto pelo TMO, que poderá sugerir que se troque o amarelo por vermelho;
    • Competições de teste: não especificado ainda;
  • Cartão amarelo por limite coletivo de penalidades – Similar ao que ocorre no basquete, um número limite de penalidades (a definir ainda) será estabelecido e o primeiro atleta que ultrapassar tal limite será punido com cartão amarelo.
    • Competições de teste:
      • NRC (Campeonato Australiano);
  • Drop out para equipe defensora que impedir try – Se um jogador atravessar o in-goal e for impedido pela defesa de apoiar a bola no chão para fazer o try, o time defensor será premiado com a posse de bola, ganhando um drop out (um chute para a lateral) chutado da linha de in-goal;
    • Competições de teste:
      • NRC (Campeonato Australiano);