Broncos caíram contra os Roosters. Foto: NRL

ARTIGO COM VÍDEOS – O Rugby League (o rugby de 13 jogadores) australiano viveu ação nesta quinta e sexta, ainda com portões fechados para o público. O grande destaque da 4ª rodada da NRL foi uma acachapante vitória do Sydney Roosters por 59 x 00 sobre o Brisbane Broncos, que vai ladeira abaixo na liga.

O Broncos foi manchete na semana por contratar Ben Te’o, jogador de 33 anos nascido na Nova Zelândia. Te’o fez carreira na NRL atuando tanto no Broncos como no Rabbitohs até, em 2014, se transferir para o Rugby Union europeu, jogando na Irlanda (Leinster), Inglaterra (Worcester) e França (Toulon). Com sucesso rápido no rugby de 15 jogadores, Te’o se naturalizou inglês e defendeu a Inglaterra em 16 jogos, incluindo participação na última Copa do Mundo, além de jogar pelos British and Irish Lions em 2017. Em 2020, Te’o jogou o Super Rugby pelo Sunwolves, do Japão, e agora decidiu voltar ao League. Te’o não fez ainda sua estreia e, sem ele, os Broncos viram os Roosters correrem para 10 tries na quinta – com destaque para Crichton marcando 2 tries.

Na sexta, o Penrith Panthers foi destaque mantendo sua invencibilidade ao fazer 26 x 00 sobre o New Zealand Warriors. O início de jogo foi forte dos Panthers, com Matt Burton marcando 2 vezes em 22 minutos.

Por sua vez, o Melbourne Storm se reergueu da última derrota e venceu por 22 x 08 o South Sydney Rabbitohs, em clássico da rodada. Papenhuyzen, Vunivalu, Addo-Carr e Olam cruzaram o in-goal para o time roxo, que afundou os Coelhos em início ruim.

- Continua depois da publicidade -



NRL – National Rugby League – Campeonato Australiano de Rugby League

Broncos 00 x 59 Roosters

Panthers 26 x 00 Warriors

Storm 22 x 08 Rabbitohs

Quer assistir AO VIVO? CLIQUE AQUI para acessar o site oficial de transmissões da NRL

Dia 06/06 – Eels x Sea Eagles

Dia 06/06 – Cowboys x Sharks

Dia 07/06 – Raiders x Knights

Dia 07/06 – Titans x Wests Tigers

Dia 08/06 – Bulldogs x Dragons

 ClubeCidadeJogosPontos
parramatta eels 2014Parramatta EelsSydney712
penrith panthers logo novoPenrith PanthersSydney711
Sydney RoostersSydney710
Melbourne StormMelbourne710
NewcastleKnights copyNewcastle KnightsNewcastle79
Wests TigersSydney78
Canberra Raiders copy copyCanberra RaidersCanberra78
Manly-Warringah Sea Eagles logo.svg copy copy copyManly-Warringah Sea EaglesSydney78
South Sydney Rabbitohs logo copy copySouth Sydney RabbitohsSydney76
North Queensland Cowboys copy copy copyNorth Queensland CowboysTownsville76
Cronulla-Sutherland Sharks logo.svg copy copyCronulla-Sutherland SharksSydney76
St George Illawarra Dragons logo copySt. George Illawarra DragonsWollongong/Sydney74
Gold Coast Titans copyGold Coast TitansGold Coast74
New Zealand WarriorsAuckland (Nova Zelândia)74
Brisbane Broncos logo.svg copy copyBrisbane BroncosBrisbane74
Canterbury-Bankstown Bulldogs logo copy copy copyCanterbury-Bankstown BulldogsSydney72
- Vitória = 2 pontos;
- Empate = 1 pontos;
- Derrota = 0 pontos;
- 1º ao 8º lugares = classificação às Quartas de Final (1º ao 4º vão ao Qualificatório, valendo vaga na Semifinal, e 5º ao 8º jogam pelo Eliminatório, que vale vaga nas Repescagens contra os perdedores do Qualificatório)

 

O que é o Rugby League

O Rugby League é uma modalidade do rugby que nasceu em 1895 no Norte da Inglaterra. Na época, o rugby (o Rugby Union) proibia o profissionalismo no mundo todo, mas um grupo de clubes ingleses se opôs à proibição de pagamentos a jogadores e romperam com a federação inglesa, formando uma liga independente. A fim de mudar a dinâmica do jogo e torná-lo mais aberto, a liga passou a promover mudanças nas suas regras, criando uma modalidade distinta, jogada com regras diferentes. O League, no entanto, se difundiu fortemente apenas no Norte da Inglaterra e na Austrália, onde é mais popular que o Union. O esporte ganhou popularidade ainda na Papua Nova Guiné (país da Oceania onde é o League e não o Union quem reina) e, em menor dimensão, na Nova Zelândia e em algumas partes da França.

As entidades que organizam o Rugby League no mundo não têm ligações com as entidades do Rugby Union. A federação internacional do League é a International Rugby League (IRL) – Federação Internacional de Rugby League. No Brasil, a entidade que organiza o League é a CBRL – Confederação Brasileira de Rugby League.

Quais as principais diferenças do League para o Union?

  • O League é jogado por 2 times de 13 jogadores cada, com 4 reservas, sendo que um atleta que foi substituído poderá retornar a campo. A modalidade reduzida principal é o Nines, de 9 jogadores de cada lado;
  • No League, o try vale 4 pontos, a conversão 2, o penal 2 e o drop goal (chamado também de field goal) 1 ponto;
  • Não existem rucks. Quando um atleta sofre o tackle, é seguro e vai ao chão o jogo é parado. O atleta com a bola é liberado, rola a bola com os pés para trás e o jogo é reiniciado. É o chamado “play the ball”;
  • Cada equipe tem direito a realizar 5 vezes o play the ball e, na sexta vez que um atleta é derrubado, a posse da bola troca de equipe. É a chamada “Regra dos 6 tackles”. Com isso, é comum após o 5º tackle a equipe com a posse da bola chutá-la;
  • Se a equipe defensora tocar na bola entre um play the ball e outro a contagem de tackles é zerada. Quando uma equipe com a posse de bola comete um erro de manuseio e a bola troca de posse o primeiro tackle é considerado “tackle zero” e a contagem se inicia apenas após ele;
  • Não há lineouts. A reposição da bola que saiu pela lateral é feita a partir de um scrum. Penais chutados para a lateral são cobrados com free kick;
  • Na prática, os scrums não possuem disputas, pois a equipe que introduz a bola na formação pode introduzi-la diretamente no pé de sua segunda linha. Porém, a equipe sem a bola pode tentar empurrar a formação para roubar a bola (o que é raro de acontecer);
  • Não existe o mark. Com isso, chutes no campo ofensivo são frequentes;
  • Um chute dado atrás da linha de 40 metros do campo de defesa que saia pela lateral após a linha de 20 metros do campo ofensivo é chamado de “40/20” e premia a equipe chutadora com a manutenção da posse da bola e com a contagem de tackles zerada;
  • A numeração dos atletas no League muda. Os números mais altos são para os forwards e os números menos são para a linha. O fullback é o camisa 1 e o pilar o 13, por exemplo;