New Zealand Warriors não retornará para casa. Foto: NRL

A NRL,a liga australiana do rugby de 13 jogadores (o Rugby League), teve o pontapé inicial de sua temporada 2020 na última semana e, logo após o encerramento da primeira rodada, os diretores da liga se reuniram para discutirem a sequência da competição.

A decisão foi pela sequência das partidas, mas com portões fechados, sem público. Todos os jogos serão na Austrália, com o time neozelandês da NRL, o New Zealand Warriors, permanecendo em solo australiano, para não se sujeitar às regras impostas pelos governos dos dois países, que agora obrigam isolamento de 14 dias para viajantes internacionais.

Com isso, a NRL será uma das únicas competições esportivas no mundo que seguirá com suas disputas. Porém, temendo a perda de receitas, a NRL está pedindo 200 milhões de dólares australianos (600 milhões de reais) em ajuda governamental – algo que não foi bem recebido pelo público no país, que criticou a liga por tal pressão sobre o governo em um momento de perdas financeiras projetadas para muitos negócios e trabalhadores e de investimentos necessários no sistema de saúde australiano.

O CEO da NRL, Todd Greenberg, inclusive informou que mesmo que haja algum caso da doença na liga os jogos não irão necessariamente parar.

- Continua depois da publicidade -