Sexta, sábado e domingo serão de abertura para a mais importante competição de clubes da Europa, a Heineken Champions Cup, que reúne os 20 mais fortes clubes do continente. O torneio não tem mais transmissão para o Brasil, mas empolga com toda a qualidade de seus times! Vamos a tudo o que você precisa saber sobre a Champions Cup!

 

Como funciona?

  • 20 clubes, divididos em 5 grupos com 4 times cada, que se enfrentam em jogos de ida e volta dentro de seus grupos, em um total de 6 rodadas;
  • Os campeões de cada grupo e os 3 melhores 2ºs colocados avançarão às quartas de final. Os duelos das quartas e das semis são disputados em jogos únicos, com a campanha na 1ª fase determinando os mandantes. A grande final será em Newcastle, na Inglaterra, no dia 11 de maio de 2019;
  • As 20 vagas foram assim distribuídas: 7 para o PRO14 (entre Irlanda, Gales, Escócia e Itália), 6 para a Premiership inglesa, 6 para o Top 14 francês e 1 para o campeão da Challenge Cup (a 2ª copa europeia). A vaga da Challenge Cup coube a um time inglês, aumentando para 7 participantes da Inglaterra. E das 7 vagas do PRO14 3 ficaram com Irlanda, 2 com Gales e 2 com a Escócia;

 

- Continua depois da publicidade -

Quem são os favoritos?

O atual campeão Leinster, da Irlanda, maior campeão da história da competição, é dito como o time a ser batido e o maior candidato ao título ainda. Correndo contra os irlandeses estão os dois times mais fortes da Inglaterra – Saracens, com 2 títulos europeus recentes no currículo (2016 e 2017), e o Exeter Chiefs, que jamais foi campeão europeu, mas lidera a Premiership. E da França entram para a lista de maiores favoritos dois clubes milionários que, no entanto, jamais foram campeões europeus: Montpellier e Racing (vice de 2016 e 2018). Gigantes europeus como Munster (Irlanda), Toulon (França), Toulouse (França) e Wasps (Inglaterra), além de times ascendentes como Castres (campeão do Top 14), Scarlets (Gales) e Glasgow Warriors (Escócia) correm por fora.

Grupo 1:  Leinster (Irlanda), Wasps (Inglaterra), Toulouse (França), Bath (Inglaterra)

  • O Grupo 1 é um verdadeiro “grupo da morte”, único com 4 campeões europeus;
  • O tetracampeão Leinster é o grande favorito da chave, tendo feito um ano perfeito em 2017-18, com título da Champions Cup e título do PRO14. O time de Dublin é o time a ser batido na Europa, recheado de grandes nomes da seleção campeã do Six Nations;
  • O Toulouse, tetracampeão europeu, divide com o Leinster a posição de maior campeão da competição. Mas o poderoso francês não vence a taça desde 2010 e passou momentos ruins na França recentemente. Porém, o poderoso Toulouse renasceu e brigará de novo por vaga nas quartas;
  • O Wasps, bicampeão europeu, deverá brigar ponto a ponto com o Toulouse pela classificação, sendo a terceira força do rugby inglês no momento, recheado de grandes mundiais, mas ainda busca estabilidade;
  • O tradicional Bath corre por fora na chave, mas tem condições de ser o fiel da balança, tirando pontos de todos os demais;

 

Grupo 2: Castres (França), Exeter Chiefs (Inglaterra), Munster (Irlanda), Gloucester (Inglaterra)

  • O Grupo 2 é outro extremamente imprevisível, com também 4 times capazes de irem a mata-mata;
  • Exeter Chiefs desponta como o favorito do grupo. Melhor time da Premiership no momento, o clube jamais foi campeão europeu mas já parece começa a despertar na competição, tendo alcançado as quartas em 2016 e flertado em 2017 e 2018 com o mata-mata. O foco da ambição dos Chiefs neste ano está na Europa;
  • O Castres se confirmou como a sensação da França ao conquistar o título do Top 14 de 2017-18. O Castres não tem grandes estrelas e se vale de um forte conjunto, sendo tipo copeiro, famoso por se dar bem em mata-matas. O Castres até hoje acumula apenas decepções na Copa Europeia, mas o potencial para mudar é óbvio;
  • O time mais tradicional da chave é o Munster, da Irlanda, bicampeão europeu. O Munster vem fazendo campanhas sólidas no PRO14 e na Champions Cup recentemente, tendo caindo nas semifinais europeias na última tempora. Os vermelhos são fortíssimos candidatos a irem longe mais uma vez;
  • O Gloucester, no papel, é a quarta força da chave, mas o clube inglês se reforçou para a temporada e vem se destacando na Premiership, podendo atrapalhar a vida dos times mais badalados da chave com certeza;

 

Grupo 3: Saracens (Inglaterra), Glasgow Warriors (Escócia), Lyon (França), Cardiff Blues (Gales)

  • O Grupo C tem um grande favorito: o Saracens. O bicampeão europeu de 2016 e 2017 e atual campeão inglês tem um elenco poderoso e muito bem treinado, com muita ambição. O Saracens chega à chave para pensar alto e tentar uma campanha perfeita que lhe dê o mando de jogo no mata-mata;
  • O Glasgow Warriors, da Escócia, é claramente a segunda força do grupo, tendo a base da seleção de seu país. Dono de um rugby aberto e envolvente, Glasgow precisa apenas superar a falta de confiança que costuma abalar a equipe em copas europeias, já que as decepções são frequentes para os Warriors no torneio;
  • O Lyon aparece como a terceira força da chave, sem tradição em gramados internacionais. Os Lobos, apostando em uma mescla de veteranos de renome com jovens valores, despontaram no último Top 14 e alcançaram o mata-mata, o que significa que já esperança para o Lyon;
  • O Cardiff Blues, de Gales, fez campanha discreta no PRO14 e perdeu alguns nomes importantes para a temporada.Famoso por revelar talentos, os Blues chegam discretos ao grupo;

 

Grupo 4: Scarlets (Gales), Racing (França), Leicester Tigers (Inglaterra), Ulster (Irlanda)

  • Outro grupo dos mais difíceis da competição, o Grupo 4 tem times tradicionais em momentos bem distintos;
  • O Racing, atual vice campeão europeu, é atual o clube mais rico da Europa e está recheado de grandes craques mundiais. O clube de Paris é favorito ao grupo, mas precisará resistir a uma chave que dará muito trabalho. Boa provação que medirá o quão alto os franceses sonharão;
  • A segunda força da chave são os Scarlets, de Gales, que foram campeões do PRO14 em 2017 e vices em 2018. O time de Llanelli alcançou ainda as semifinais da Champions Cup neste ano e conta com a base da seleção galesa, contando com nomes que saltam aos olhos. Time forte que pode ambicionar;
  • A terceira força é o Leicester Tigers, tradicional clube inglês, bicampeão europeu, mas que vive nas sombras de outros protagonistas em seu país e no continente. Os Tigers têm condições de irem ao mata-mata, mas é preciso evolução;
  • Instável, o Ulster, da Irlanda do Norte, corre por fora como um time que tem história na Copa Europeia, mas que oscila demais no PRO14;

 

Grupo 5: Montpellier (França), Newcastle Falcons (Inglaterra), Edinburgh (Escócia), Toulon (França)

  • O Grupo 5 tem situação bem clara: 2 potências e 2 azarões;
  • O Montpellier é claramente o favorito ao grupo, com um elenco galático e muita ambição. Mas a falta de história na Copa Europeia pesa contra os azuis, que também não começaram muito bem o Top 14 francês nesta temporada;
  • Junto do Montpellier está o tricampeão europeu Toulon, também da França, que também tem um elenco estrelado, mas vive o pior momento recente tendo começado o Top 14 francês de forma desastrosa. Mas a experiência na Champions Cup joga a favor do clube provençal;
  • A terceira força parece ser o Edinburgh, da Escócia, que deu um passo adiante na última temporada e conta com bons valores de sua seleção, mas ainda tem muito a provar;
  • Enquanto isso, a sensação inglesa da temporada passada, o Newcastle Falcons, volta à competição justo no ano que sua cidade será o palco da grande final. Mas os Falcons não se reforçaram e começaram mal a Premiership, ocupando hoje o último lugar;

 

Quais os destaques da 1ª rodada?

A abertura da competição entre Leinster e Wasps na sexta-feira é imperdível, colocando à prova as ambições de dois poderosos. Olhos no sábado para Exeter Chiefs e Munster e pára Scarlets contra Racing, já cruciais para o desenrolar do torneio. Já no domingo atenções para Glasgow versus Saracens!

 

Heineken Champions Cup – Copa Europeia 2018-19

*Horários de Brasília

Sexta-feira, dia 12 de outubro

15h45 – Leinster x Wasps, em Dublin

 

Sábado, dia 13 de outubro

09h00 – Bath x Toulouse, em Bath

11h15 – Montpellier x Edinburgh, em Montpellier

11h15 – Exeter Chiefs x Munster, em Exeter

13h30 – Scarlets x Racing, em Llanelli

13h30 – Ulster x Leicester Tigers, em Belfast

 

Domingo, dia 14 de outubro

09h00 – Gloucester x Castres, em Gloucester

09h00 – Lyon x Cardiff Blues, em Lyon

11h15 – Toulon x Newcastle Falcons, em Toulon

11h15 – Glasgow Warriors x Saracens, em Glasgow

 

Campeões:

Clubes campeõesPaísNº de títulosAnos
LeinsterIrlanda42009, 2011, 2012 e 2018
ToulouseFrança41996, 2003, 2005 e 2010
ToulonFrança32013, 2014 e 2015
Leicester TigersInglaterra22001 e 2002
MunsterIrlanda22006 e 2008
SaracensInglaterra22016 e 2017
WaspsInglaterra22004 e 2007
BathInglaterra11998
BriveFrança11997
Northampton SaintsInglaterra12000
UlsterIrlanda11999
Títulos por paísNº de títulos
França8
Inglaterra8
Irlanda7