Foto: All Blacks

ARTIGO COM VIDEO – Foi quase. Neste sábado, a Argentina visitou a Nova Zelândia pela 3a rodada do Rugby Championship e a vitória histórica passou muito perto dos Pumas. Jogando ma cidade de Nelson, os All Blacks não conseguiram impor seu jogo e viram os argentinos flertarem com a virada no placar, em jogo que Nicolás Sánchez se torneio o maior pontuadores da história dos Pumas (655, passando Contepomi). Mas na reta final os donos da casa se impuseram por 46 x 24.

A partida na Ilha do Sul começou com o abertura Richie Mo’unga – entorno do qual havia muita expectativa – inaugurando o marcador aos 3′ com penal. Nico Sánchez perdeu penal para os Pumas na sequência, mas o começo foi argentino. Aos 14′, dois passes rápidos encontraram Ramiro Moyano na ponta que deu lindo side step para driblar a defesa neozelandesa e marcar um lindo try inaugural. 7 x 3.

A resposta, no entanto, foi imediata e implacável. A rápida troca de passes envolvendo a linha e os avançados kiwis terminou com lindo passe longo do hooker Codie Taylor para Milner-Skudder marcar o try da virada dos All Blacks. O segundo try saiu aos 29′, com 10 fases neozelandesas até o scrum-half TJ Perenara se esticar para o in-goal sul-americano. 15 x 07. A Argentina ainda lamentou try de Moroni anulado por pisão na linha, após lindo offload de Sánchez. Antes da pausa, Mo’unga ampliou para 18 x 07 com penal, fechando primeiro tempo de início forte argentino, mas de domínio posterior kiwi. Porém, com lesões preocupantes para Brodie Retallick e Ngani Laumape do lado da casa.

O segundo tempo começou alvissareiro para a Argentina, com que viu a distância aumentar com Sánchez recendo a 5 metros do in-goal para inventar um espaço e marcar novo try argentino. Porém, o troco foi instantâneo, com Kieran Read cruzando o in-goal aos 48′, após infiltração de Ben Smith. Sánchez deu o troco com penal certeiro, mas TJ Perenara deu o golpe fatal com novo try dos All Blacks aos 57′, após bela infiltração de Lienert-Brown.

- Continua depois da publicidade -

Os Pumas não se renderam, passaram a dominar posse de bola e território e levaram os All Blacks a cederem muitos penais seguidos (sem punição com amarelo) e turnovers. A pressão foi recompensada com try aos 69′ após scrum, com Sánchez (que foi superior na batalha de abertura contra Mo’unga) fazendo magia com passe para Boffelli. Mas o troco veio rápido e com o destaque neozelandês da partida, o asa Shannon Frizell, que rompeu a defesa após 16 fases.

No fim, o try do bônus saiu para os All Blacks (no Rugby Championship o bônus é dado para o time que faz 3 tries a mais que o oponente) com Goodhue recebendo de McKenzie para explorar o espaço entre a linha argentina. Fim de papo, 46 x 24 para a Nova Zelândia, mas com um jogo mais duro do que o placar sugere. Os All Blacks seguem com 100% de aproveitamento.

No sábado que vem, a Argentina visitará a a Austrália e a Nova Zelândia receberá a África do Sul para clássico.

46versus copiar24

Nova Zelândia 46 x 24 Argentina, em Nelson

Árbitro: Pascal Gaüzère (França);

Nova Zelândia

Tries: Perenara (2), Milner-Skudder, Read, Frizell e Goodhue

Conversões: Mo’unga (5)

Penais: Mo’unga (1)

15 Ben Smith, 14 Nehe Milner-Skudder, 13 Jack Goodhue, 12 Ngani Laumape, 11 Waisake Naholo, 10 Richie Mo’unga, 9 TJ Perenara, 8 Kieran Read (c), 7 Ardie Savea, 6 Shannon Frizell, 5 Scott Barrett, 4 Brodie Retallick, 3 Owen Franks, 2 Codie Taylor, 1 Karl Tu’inukuafe;

Suplentes: 16 Nathan Harris, 17 Tim Perry, 18 Ofa Tuungafasi, 19 Samuel Whitelock, 20 Luke Whitelock, 21 Te Toiroa Tahuriorangi, 22 Damian McKenzie, 23 Anton Lienert-Brown;

Argentina

Tries: Moyano, Sánchez e Boffelli

Conversões: Sánchez (3)

Penais: Sánchez (1)

15 Emiliano Boffelli, 14 Bautista Delguy, 13 Matias Moroni, 12 Jeronimo de la Fuente, 11 Ramiro Moyano, 10 Nicolas Sanchez, 9 Martin Landajo, 8 Javier Ortega Desio, 7 Marcos Kremer, 6 Tomas Lezana, 5 Tomas Lavanini, 4 Guido Petti, 3 Chaparro Tetaz, 2 Agustin Creevy (c), 1 Santiago Garcia Botta;

Suplentes: 16 Julian Montoya, 17 Juan Pablo Zeiss, 18 Gaston Cortez, 19 Matias Alemanno, 20 Pablo Matera, 21 Tomas Cubelli, 22 Bautista Ezcurra, 23 Juan Cruz Mallia;

 

PaísApelidoJogosPontos
Nova ZelândiaAll Blacks525
África do SulSpringboks515
AustráliaWallabies59
ArgentinaLos Pumas58