Foto: All Blacks

ARTIGO COM VÍDEO – A Argentina quase festejou um feito histórico, mas ainda não foi desta vez que os Pumas venceram os All Blacks. Jogando em Buenos Aires, no estádio do Vélez Sarsfield, a Argentina pressionou a Nova Zelândia e manteve suas chances de vitória até o último lance, caindo por apenas 20 x 16 na primeira rodada do Rugby Championship.

Os All Blacks viajaram a Buenos Aires sem força máxima, poupando os atletas dos Crusaders – e mais alguns outros nomes. Mas ainda assim tratava-se de um elenco neozelandês forte, ao passo que a Argentina buscava adaptar-se à volta do camisa 10 Nico Sánchez.

O jogo começou com pressão total dos Pumas, com Sánchez e Boffelli (de longa distância) chutando os primeiros penais do jogo para abrir logo 6 x 0. Mas a Nova Zelândia foi efetiva quando esteve no ataque e, após penal cobrado rapidamente por Aaron Smith (lutando pela camisa 9 titular), que serviu Laumape. O centro potente bateu quatro defensores e caiu para o primeiro try da peleja.

Sánchez respondeu rapidamente com penal para devolver a frente aos donos da casa (9 x 7), mas Beauden Barrett não desperdiçou sua primeira chance de penal (que os All Blacks não quiseram converter em lateral na boca do in-goal), fazendo o 10 x 09.

- Continua depois da publicidade -

Aos 31′, os All Blacks voltaram a ganhar penal e resolveram tentar o try, com Ben Smith sendo detido a centímetros do try por Moyano. A tensão cresceu, com os All Blacks chegado a 60% de posse de bola e território e, aos 39′, os visitantes cravaram seu segundo try, com Sánchez (sob pressão durante o jogo) tendo passe interceptado por Brodie Retallick, que nunca tarda em mostrar por que é um forward diferenciado. 20 x 09.

A cara do jogo mudou no segundo tempo com Sánchez se redimindo em um chute alto para o in-goal que encontrou Boffelli, ganhando no ar de Ben Smith para marcar o try quer colocava a Argentina no páreo novamente. Sánchez ainda teve a chance de reduzir a diferença para  apenas 1 ponto aos 50′, mas desperdiçou penal fácil.

Com 20 x 16 no marcador, o segundo tempo se arrastou com maior volume de jogo dos sul-americanos, que quase festejaram aos 60′ o try da virada, quando De La Fuente caiu para o try recebendo offload de Moyano, porém o lance foi anulado por pisão para fora do campo do ponta argentina.

A Argentina acumulou as melhores chances no fim, com os All Blacks se restringindo a segurarem as investidas e, nos instantes finais, os Pumas tiveram dois penais chutados para a lateral para tentarem entrar no in-goal com seu maul, mas os visitantes se defenderam bem, como sempre, e arrancaram a vitória no sufoco, em um jogo que acabou com a Argentina acumulando 58% de território, mas tendo metade dos metros corridos pela Nova Zelândia, que concedeu mais turnovers, mas foi clínica quando necessário – e extremamente eficiente nos tackles, com 91% de acertos.

No sábado que vem os All Blacks receberão os Springboks para jogo decisivo, ao passo que os Pumas visitarão os Wallabies.

16versus copiar20

Argentina 16 x 20 Nova Zelândia, em Buenos Aires

Árbitro: Angus Gardner (Austrália)

Argentina

Try: Boffelli

Conversão: Sánchez (1)

Penais: Sánchez (2) e Boffelli (1)

15 Emiliano Boffelli, 14 Matías Moroni, 13 Matías Orlando, 12 Jerónimo de la Fuente, 11 Ramiro Moyano, 10 Nicolás Sánchez, 9 Tomás Cubelli, 8 Javier Ortega Desio, 7 Marcos Kremer, 6 Pablo Matera (c), 5 Tomás Lavanini, 4 Guido Petti, 3 Juan Figallo, 2 Agustín Creevy, 1 Nahuel Tetaz Chaparro;

Suplentes: 16 Julián Montoya, 17 Mayco Vivas, 18 Santiago Medrano, 19 Matías Alemanno, 20 Tomás Lezana, 21 Felipe Ezcurra, 22 Joaquín Díaz Bonilla, 23 Joaquín Tuculet;

Nova Zelândia

Tries: Laumape e Ratallick

Conversões: B Barrett (2)

Penais: B Barrett (2)

15 Ben Smith, 14 Sevu Reece, 13 Anton Lienert-Brown, 12 Ngani Laumape, 11 Jordie Barrett, 10 Beauden Barrett, 9 Aaron Smith, 8 Ardie Savea, 7 Sam Cane (c), 6 Vaea Fifita, 5 Patrick Tuipulotu, 4 Brodie Retallick, 3 Angus Ta’avao, 2 Dane Coles, 1 Ofa Tuungafasi;

Suplentes: 16 Liam Coltman, 17 Atu Moli, 18 Nepo Laulala, 19 Jackson Hemopo, 20 Luke Jacobson, 21 Brad Weber, 22 Josh Ioane, 23 Braydon Ennor;

 

 PaísApelidoJogosPontos
África do SulSpringboks312
AustráliaWallabies38
Nova ZelândiaAll Blacks36
ArgentinaLos Pumas32