Chiefs fazem milagre e eliminam Rebels. Foto: Super Rugby

ARTIGO COM VÍDEOS – Fim de papo no Super Rugby! A temporada regular se encerrou, com Sharks, Bulls, Highlanders e Chiefs confirmando classificação às quartas de final, juntando-se aos já classificados Crusaders, Hurricanes, Jaguares e Brumbies.

As decisões começaram já na sexta com os Highlanders conseguindo preciosa vitória para a classificação sobre o combalido Waratahs, que afundou na reta final da competição. Indiscutíveis 49 x 12 para os neozelandeses, com tries de Josh McKay(8′), Tevita Li (10′), Thomas Franklin(19′), Waisake Naholo(24′), penal try (35′) e Teihorangi Walden(39′), em um primeiro tempo de blitz total. No segundo tempo, a marcha caiu, mas Rob Thompson(80′) ainda marcou um último try para os ‘Landers.
Outro massacre foi visto na sequência na Austrália. O Rebels havia investido pesado nesta temporada em seu elenco para buscar classificação inédita ao mata-mata do Super Rugby. E só dependia de si para avançar. Mas acabou atropelado pelos Chiefs no jogo decisivo, com os neozelandeses abocanhando uma vaga que parecia improvável, coroando uma reação brilhante no fim da temporada. Incríveis 59 x 08, com 3 tries no primeiro tempo e nocaute absoluto na segunda etapa. Shaun Stevenson marcou 3 tries no jogo, com Sam Cane, Wainui, Boshier, Leinert-Brown, Debreczeni e Marty McKenzie cruzando o in-goal para os Chiefs.

No sábado foram conhecidos os dois sul-africanos classificados, ambos após confronto diretos em dérbis nacionais, com todos os times da África do Sul indo à rodada final com chances de classificação. E o Sharks foi o primeiro a conquistar vaga, vencendo fora de casa o Stormers em um jogo dramático de 12 x 09. Rhyno Smith fez o único try do primeiro tempo, em contra-ataque para os Sharks, que acabaram vendo os Stormers virarem o placar na base dos penais, com Jean-Luc Du Plessis marcando aos 77′ aquele que parecia o penal da vitória por 9 x 5. Mas já com o tempo esgotado Lukhanyo Am foi o herói dos Sharks com o try da virada, calando o Newlands Stadium na Cidade do Cabo.

Já no clássico do velho Transvaal, o Bulls derrubou o atual vice campeão Lions, que teve abreviada sua temporada em de 48 x 27 para os Bulls. Os anfitriões saíram atrás no placar com try de Dayimani para os Lions no primeiro minuto. Mas os Bulls dominaram as ações e cravaram 4 tries em 20 minutos para nocautearem os Lions, com Hanro Liebenberg (4′, 11′), Lizo Gqoboka (16′) e Burger Odendaal (20′), com um suspiro breve dos visitantes com um drop goal (hoje raro no rugby) de Coetzee. Brink ainda abriu o segundo tempo com try para os Lions, mas a reação foi cortada com os Bulls cruzando o in-goal com Cornal Hendricks(60′), Handré Pollard(65′) e Manie Libbok (71′).
Entre os times já classificados, o Hurricanes fechou em alta a primeira fase vencendo clássico neozelandês contra o eliminado Blues por apertados 29 x 24, com o time de Auckland vendendo caro a derrota.

Já em Buenos Aires os Jaguares não tiveram problemas para vencerem os japoneses do Sunwolves por 52 x 10, conquistando também o mando de jogo inédito numa eventual semifinal. Tries argentinos com Santiago Carreras(11′), Sebastian Cancelliere (33′, 74′), Julian Montoya (41′), penal try, Juan Cruz Mallia (56′), Matias Moroni (61′) e Javier Ortega Desio (64′).

Por fim, os Brumbies provaram novamente serem hoje os melhores da Austrália vencendo os Reds por 40 x 27 em animado dérbi nacional, em partida de 6 tries a 3 para o time da capital Canberra. McGahan também marcou um drop goal para os Reds no jogo. Foram apenas 4 drop goal em toda a temporada do Super Rugby somando todos os times –  2 saíram nesta última rodada.

 

Quartas de final na Nova Zelândia, Argentina e Austrália

- Continua depois da publicidade -

Na sexta que vem, o Crusaders encarará o Highlanders, em clássico da Ilha do Sul da Nova Zelândia, enquanto os Jaguares receberão em Buenos Aires os neozelandeses do Chiefs. No sábado, olhos de novo para a terra dos All Blacks, com o Hurricanes recebendo os sul-africanos do Bulls. E, por fim, na Austrália, o Brumbies receberá outro sul-africano, o Sharks. Jogos únicos, na casa dos times de melhor campanha.

Os Jaguares têm ainda o melhor percurso de semifinal, enfrentando (caso vençam os Chiefs) o vencedor de Brumbies e Sharks.

 

Super Rugby 2019

Highlanders 49 x 12 Waratahs

Rebels 08 x 59 Chiefs

Jaguares 52 x 10 Sunwolves

Hurricanes 29 x 24 Blues

Brumbies 40 x 27 Reds

Stormers 09 x 12 Sharks

Bulls 48 x 27 Lions

 EquipeConferênciaPaísCidadeJogosPontos
CrusadersNova ZelândiaNova ZelândiaChristchurch1658
JaguaresÁfrica do Sul/ArgentinaArgentinaBuenos Aires1651
Brumbies logo copyBrumbiesAustrália/JapãoAustráliaCanberra1648
HurricanesNova ZelândiaNova ZelândiaWellington1653
BullsÁfrica do Sul/ArgentinaÁfrica do SulPretória1641
sharks SR copy copySharksÁfrica do Sul/ArgentinaÁfrica do SulDurban1637
ChiefsChiefsNova ZelândiaNova ZelândiaHamilton1636
Highlanders NZ rugby union team logo.svgHighlandersNova ZelândiaNova ZelândiaDunedin1636
LionsÁfrica do Sul/ArgentinaÁfrica do SulJoanesburgo1635
Stormers_Rugby.svgStormersÁfrica do Sul/ArgentinaÁfrica do SulCidade do Cabo1635
RebelsAustrália/JapãoAustráliaMelbourne1634
WaratahsAustrália/JapãoAustráliaSydney1630
BluesNova ZelândiaNova ZelândiaAuckland1630
RedsAustrália/JapãoAustráliaBrisbane1628
SunwolvesAustrália/JapãoJapãoTóquio1612
- Vitória = 4 pontos;
– Empate = 2 pontos;
– Derrota = 0 pontos;
– Vencer marcando 3 ou mais tries que o oponente = 1 ponto extra;
– Perder por diferença de 7 pontos ou menos = 1 ponto extra;

- Classificam-se às quartas de final o 1º colocado de cada uma das 3 conferências + os 5 melhores da classificação geral;

 

Quartas de final

crusaders copyversus copiarHighlanders NZ rugby union team logo.svg

21/06 – Crusaders x Highlanders, em Christchurch

versus copiarChiefs

21/06 – Jaguares x Chiefs, em Buenos Aires

versus copiar

22/06 – Hurricanes x Bulls, em Wellington

Brumbies logo copyversus copiarsharks SR copy copy

22/06 – Brumbies x Sharks, em Canberra