Foto: Kévin Sganzerla

Ela está chegando! A final do Campeonato Brasileiro de 2018, o Super 16! Com transmissões ao vivo do BandSports e do Facebook da CBRu, a grande final nacional será inédita e oporá dois times que jamais foram campeões da 1ª divisão: Farrapos e Poli. O Brasil terá um campeão inédito, que será o 14º campeão diferente na história do campeonato.

De um lado, o Farrapos, atual campeão gaúcho, vice campeão brasileiro de 2017, dono da casa e invicto em 2018 em todas as competições. O único time que ainda não perdeu neste ano e que jogará em casa, no Estádio da Montanha, em Bento Gonçalves, onde não é derrotado por ninguém no Campeonato Brasileiro desde 2016.

Do outro lado, a Poli, atual campeã paulista, que alcança pela primeira vez em sua história a grande final nacional. O time da USP é um meteoro em ascensão. Após ser vice da Taça Tupi em 2016 e se salvar do rebaixamento no Paulista naquele ano, os politécnicos só cresceram, reforçando o elenco de grandes jogadores e vencendo o Paulista de 2017 e de 2018. No Campeonato Brasileiro do ano passado, no entanto, a Poli caiu nas quartas de final, mas deu a volta por cima neste ano.

Por ter uma jovem história na primeira divisão nacional, a Poli só enfrentou duas vezes o Farrapos: em 2017, justamente no Rio Grande do Sul, com o Farrapos vencendo por 50 x 05 na 1a fase, em uma partida atípica na qual a Poli sofreu com seu elenco, e por 32 x 23 nas quartas. A expectativa agora é de igualdade plena e a pressão pela vitória não incomoda o técnico Maurício Carli, da Poli.

- Continua depois da publicidade -

“Nossa preparação está muito tranquila. Nosso atletas estão na verdade exaustos por conta da preparação para o jogo entre Brasil e Nova Zelândia. Nossos treinos foram para acertar detalhes e organizar jogadas para diminuir a vantagem que o Farrapos tem”, comentou o treinador paulistano.

Do lado gaúcho, Javier Cardozo, técnico e atleta do Farrapos, deixou claro: “Consideramos que seja a mais importante partida na história do clube estamos trabalhamos muito duro desde essa segunda feira até a quinta. O foco nesta semana foi mudar um pouco a mentalidade em relação ao jogo com o Jacareí, pois jogamos abaixo de nosso nível. Queremos impor nosso jogo e não vamos nos acomodar”.

No comparativo entre as equipes, Carli considera “o que eles têm de muito forte é o elenco. São forwards muito pesados e grandes e uma linha rápida e incisiva, com backs fortes. É um time completo, com Facundo e Javier fazendo a diferença na linha e o Jardel impedindo que empurremos o scrum. Vamos nos adaptar à realidade porque talvez seja o scrum mais difícil que pegaremos no ano. Não vejo pontos fracos neles, temos que quebrar o padrão”.

Já Javi entende igualmente a qualidade dos avançados paulista. “Entendemos que a Poli é um time muito duro em relação ao contato. Esse é um dos pontos para trabalharmos, pois precisamos ganhar a maioria dos duelos em ataque e defesa. Eles são organizados e têm caras experientes, portanto a ideia é neutralizá-los”.

A Poli terá basicamente o elenco que venceu o Curitiba na semifinal. Os lesionados De Wet, Lucas Muller e Profeta seguem como ausências, mas Feijoada retorna ao time, sempre decisivo. Com isso, a lista de Tupis do time amarelo segue impressionante. Abud e Gelado lideram um grupo de avançados , ao passo que Beukes é o cérebro da linha que conta com os geniais Zé e Maranhão ainda. Carli exalta o momento mental de seu time: “espero que a Poli siga com a mesma concentração, pois viramos a chave nas quartas e os atletas fazem exatamente o que eu peço e o que treinamos. Disciplina tática é nossa arma”.

O Farrapos também conta com seus Tupis entre os avançados, encabeçado pelo ídolo Jardel, ao lado de Angelo e Mauri, além de Coghetto na criação ao lado dos argentinos Facundo e Javi, que formam uma linha de grande competência. “Entrega e coração durante os 80 minutos e uma equipe que vai tentar impor o jogo e ritmo do início ao fim”, é o que Javi esperar para os alviverdes.

Os números dos dois times são de difícil comparação já que os oponentes ao longo do Super 16 foram todos diferentes. Mas se de um lado o Farrapos marcou mais pontos (e tem o artilheiro do campeonato, Facundo), a Poli teve defesa superior e foi capaz de mostrar superação vencendo fora de casa o Curitiba nas semis – ao passo que os gaúchos jogaram em casa contra o Jacareí.

Portanto, temos grandes duelos pela frente. Apesar de ainda não termos as escalações e sabendo que alguns desses embates não são entre atletas das mesmas posições, as batalhas prometem na Montanha:

  • Jardel vs Abud
  • Angelo vs Gelado
  • Facundo vs Beukes
  • Coghetto vs Zé
  • Javier vs Maranhão

Faça suas apostas.

 

versus copiar

15h00 – Farrapos x Poli – BandSports e Brasil Rugby TV AO VIVO

Árbitro: Henrique Platais

Auxiliares: Victor Hugo Barboza e Cauã Ricardo

Local: Estádio da Montanha – Bento Gonçalves, RS

 

Lista de campeões brasileiros

AnoCampeão 
1964SPAC
1965SPAC
1966SPAC
1967SPAC
1968SPAC
1969SPAC
1970São Paulo Barbarians
1971São Paulo Barbarians
1972FUPE
1973Medicina
1974SPAC
1975SPAC
1976*SPACNiterói
1977SPAC
1978SPAC
1979Niterói
1980Alphaville
1981Medicina
1982Alphaville
1983*NiteróiAlphaville
1984Niterói
1985Alphaville
1986Niterói
1987Pasteur
1988Bandeirantes
1989Alphaville
1990Niterói
1991Alphaville
1992Alphaville
1993Rio Branco
1994Pasteur
1995Bandeirantes
1996Desterro
1997Rio Branco
1998Rio Branco
1999SPAC
2000Desterro
2001Bandeirantes
2002São José
2003São José
2004São José
2005Desterro
2006Rio Branco
2007São José
2008São José
2009Bandeirantes
2010São José
2011São José
2012São José
2013SPAC
2014Curitiba
2015São José
2016Curitiba
2017Jacareí
2018Poli
2019-
Ranking de campeõesCidade/EstadoTítulos
SPACSão Paulo (SP)13
São JoséSão José dos Campos (SP)9
Alphaville Barueri (SP)7
NiteróiNiterói (RJ)6
BandeirantesSão Paulo (SP)4
Rio BrancoSão Paulo (SP)4
DesterroFlorianópolis (SC)3
CuritibaCuritiba (PR)2
MedicinaSão Paulo (SP)2
PasteurSão Paulo (SP)2
São Paulo BarbariansSão Paulo (SP)2
JacareíJacareí (SP)1
PoliSão Paulo (SP)1
FUPESão Paulo (SP)1
Itálico = equipe inativa/extinta
*Títulos divididos