Foto: Rio Preto

A rodada desse fim de semana apresentou o primeiro semifinalista da Série C em 2019! Quem está com o passaporte carimbado para as semifinais é o Rio Preto, que reassumiu a liderança enquanto Wallys ficou muito perto com mais uma vitória fora de casa e o Jequitibá chegou para brigar com Cougars e Iguanas pela última vaga.

Rio Preto garante a vaga em casa

Em São José do Rio Preto, o time da casa recebeu a FEA desfalcada, mas aguerrida nos primeiros momentos do jogo, após viagem de quase 500km. O jogo começou com o Rio Preto usando sua velocidade e jogo coletivo que vem surpreendendo os adversários no Paulista C, principalmente com os forwards conseguindo bons avanços e a excelente combinação de abertura e centros para produzir jogadas. No entanto, o primeiro try saiu do pilar Daniel Martins, após cobrança de free kick nas 5m. O domínio da partida foi do time da casa após conseguir pressionar a posse da bola da FEA, que não conseguia se livrar dos erros de execução. No entanto, o Rio Preto resolveu ter uma abordagem mais cuidadosa no jogo, optando por um penal aos 28′ com o fullback Muryel da Silva, deixando o jogo em 10×0. Com a tranquilidade do acerto, o Rio Preto aproveitou o momento para recuperar outra posse de bola após novo erro da FEA para marcar na ponta aos 32′ com Jonathan Marckert, fechando a primeira etapa por 17×0.

No intervalo, o Rio Preto produziu dois tries exatamente da mesma forma, e também com o mesmo pontuador: Roger Borges recebeu a bola após a linha trocar passes longos e aproveitou que a defesa da FEA não subiu organizada para finalizar aos 5′ e aos 10′, dando tranquilidade com 29×0 logo no começo da segunda etapa. Com o placar consolidado, o Rio Preto tentou administrar a partida, mas foi o momento da FEA que passou a ter mais posse de bola, mas não conseguia finalizar as jogadas. Aos 22′, Muryel da Silva encaixa novo penal entre os postes para dar números finais à partida: 32×0 e a classificação para o Rio Preto que mostra uma ascensão meteórica desde o ano passado. A FEA não possui mais chances de classificação, mas pode determinar o destino do Jequitibá na última rodada.

- Continua depois da publicidade -

Cougars abre vantagem no G4

Na Arena Paulista, o União recebeu o embalado Cougars, mas que não teve tranquilidade para tentar ir atrás da vaga para as semis, uma vez que o time da casa surpreendeu os visitantes logo de cara com um jogo forte de base e com o try aos 10′ de Bruno Barros. O Cougars só veio reagir após boa jogada da linha para o try de Leonardo Caparroz, aos 29′. Próximo do final do primeiro tempo, mais uma vez o jogo de base do União foi conquistando metros até chegar no try do oitavo Raul Mendes, aos 37′, mas que iria para o intervalo com o placar de 12×08, após o drop goal de Gabriel Beleli.

Na volta do intervalo, o União passou a se desesperar e perder o controle da partida, com boa parte das substituições não dando o resultado de deixar o time em alta intensidade, que culminou em dois cartões amarelos e um vermelho na segunda etapa, e que permitiram o Cougars produzir uma avalanche de tries: foram nada menos do que 6 bolas cravadas no ingoal do União, e que levaram o Cougars à vitória por 17×44 e consolidar a quarta colocação na tabela. Restando um jogo para cumprir, o Cougars depende de si próprio e enfrenta em casa o Jequitibá para tentar carimbar de vez a vaga.

Jequitibá entra na briga pela classificação

No domingo, o Iguanas tropeçou em casa ao receber o Jequitibá renovado após deixar a maré de azar e conquistar sua segunda vitória seguida na competição em um apertado 31×38, em um dia inspirado do camisa 10, Renan Trzesniowski, que acertou incríveis 8 penais no jogo, e que conseguiram superar as investidas da equipe da casa.

O jogo começou com o try de Vitor de Lima, aos 5′. Renan Trzesniowski, aos 10′, começou a demonstrar o que seria a premissa do jogo, com um penal após pressionar a defesa do Iguanas. O Jequitibá passou a dominar as ações e foi premiado com o try do primeira linha Guilherme Pereira, aos 18′, virando o placar para 5×10. Com mais dois penais de Renan Trzesniowski, o Iguanas só reagiu próximo do fim, com o try do scrum half Leandro Machado para deixar 12×16 no placar ao final do primeiro tempo.

No segundo tempo, Renan Trzesniowski foi o nome da partida após cravar mais 5 penais e 1 conversão, sendo que mesmo com a excelente atuação de Caio Oliveira, que começou a partida no banco, mas entrou ainda no primeiro tempo, conseguiu marcar dois tries e duas conversões, mas que não foram suficientes para buscar o adversário no placar, terminado por 31×38, mas curiosamente sem ponto bônus para os visitantes. Com a vitória, o Jequitibá ainda possui chances de conquistar a vaga, mas deverá torcer muito para uma combinação de resultados que os favoreça, além de vencer todos seus jogos restantes por ponto bônus.

Wallys coloca um pé na semifinal

No último jogo, o Wallys consolidou sua posição de time experiente e um dos favoritos ao título ao bater fora de casa o Mogi, em Mogi das Cruzes. Em partida bem disputada, o Wallys começou da mesma forma que seu jogo anterior, com cautela e optando por inaugurar o placar com um penal do artilheiro Carlos Gastón – curiosamente usando a camisa 7 no jogo – aos 13′. O jogo embolado no meio só teve resultado aos 21′, com o try do pilar e capitão Matheus Oliveira, liderando a equipe ao objetivo. Não tardou também para que Carlos Gastón mostrasse ao Mogi porque é um dos artilheiros do torneio, marcando 2 tries e 3 conversões ao longo do primeiro tempo, deixando o placar ao final por 14×24, ainda em situação aberta para ambos.

No segundo tempo, porém, as trocas do Wallys surtiram efeito e logo aos 2′ do segundo tempo, Bruno Cozin marca para os visitantes e que seria um bombardeio para cima dos Nacanis. Carlos Gastón, mais uma vez sendo o destaque do jogo, marcou mais 12 pontos, alternando entre penais e conversões, para cravar 26×51 no placar e deixar o Wallys praticamente consolidado com a vaga para às semis. Na próxima rodada, confronto direto contra o Ribeirão, equipe que possui a mesma pontuação na tabela e que o resultado poderá beneficiar os times que buscam a provável última vaga para o mata-mata.

 

Campeonato Paulista Série C – Semana 11

Dia 17/08/2019 às 11h00 – União 17 x 44 Cougars
Árbitro – Richard Yuiti Mine
Auxiliares – Mariano de Goycoechea, Genival Souza; Karol Fusco
Local: Arena Paulista – São Paulo, SP

 

Dia 17/08/2019 às 15h30 – Rio Preto 32 x 00 FEA
Árbitro: Ricardo Marzano
Auxiliares: Barbara Martins, Lais Giroto; Octavio Gorla
Local: Campo Tangará – Sâo José do Rio Preto, SP

 

Dia 18/08/2019 às 14h30 – Iguanas 31 x 38 Jequitibá
Árbitro: Lucas Saccomano
Auxiliares: Samuel Grando, Marcos Saccomano; Cintia Saccomano
Local: João do Pulo – São José dos Campos, SP

 

Dia 18/08/2019 às 15h00 – Mogi 26 x 51 Wallys
Árbitro: Luciano Sampaio
Auxiliares: Luiz Dantas, Gabriel Leal; Barbara Boadas
Local: Clube Vila Santista – Mogi das Cruzes, SP

 ClubeCidadePJVED4+7-PPPCSP
Rio PretoSão José do Rio Preto36870171386122264
Ribeirão PretoRibeirão Preto3186026120515451
WallysJundiaí/Louveira28860240258158100
IguanasSão José dos Campos2684136225917881
Jequitibá Campinas/Paulínia25850441211215-4
CougarsVinhedo2484134220617828
FEASão Paulo11820621130207-77
UniãoSão Paulo5810710106332-226
Mogi Mogi das Cruzes2800811101318-217
Vitória = 4 pontos
Empate = 2 pontos
Derrota = 0 pontos
Marcar 4 ou mais tries no jogo = 1 ponto
Perder por diferença de 7 pontos ou menos = 1 ponto

1º ao 4º colocados = Semifinais
9º colocado = Repescagem de Rebaixamento contra o vice do Paulista D
10º colocado = Rebaixamento direto